Resenha: A Vitória - Quando o amor e a verdade vencem as ilusões


Autoria: Viviani Cláudia Florêncio, pelo Espírito Samuel
Páginas: 176
Publicação:2012
Gênero: Romance Espírita

A história deste livro se passa na década de 1960, no estado do Espírito Santo. Anderson é um jovem totalmente perdido e vulnerável por causa dos problemas que enfrenta em sua vida. Ao nascer, é abandonado e deixado em um orfanato, onde é cuidado e amparado, graças à bondade de uma senhora sexagenária, dona Benedita, fundadora da instituição. Na vida atual, encontra o seu verdadeiro amor, que por séculos são separados. Ele é acusado e torturado injustamente, mas também é ajudado por amigos leais que acreditam na sua inocência e integridade. Os personagens desta história são espíritos que caminham juntos desde encarnações passadas, em um misto de traições, injustiças, desamor, egoísmo, desavenças, ódio, mas também de justiça, lealdade, amizade, esperança e do amor sincero que supera todas as adversidades de suas vidas. Com todos esses sentimentos e atitudes, os envolvidos na trama são levados à vitória sobre si mesmos, vencendo as dificuldades do dia a dia, fazendo deste um mundo melhor e mais fraterno.


Classificação:   


" - Oh! Não se culpe, meu amigo! às vezes nós achamos que tudo está perdido e nos esquecemos de olhar para trás e perceber que há pessoas com problemas maiores que o nosso, e mesmo assim continuam sorrindo e espalhando alegria por onde passam. Agora que você está mais calmo, conte-me por que ia cometer algo tão trágico. Falar aliviará sua dor." Página 20

   Anderson conseguiu o pouco que têm na vida por seu trabalho e quando tudo lhe é tirado o rapaz perde o chão. Logo que nasceu foi abandonado na porta de Dona Benedita, carinhosamente chamada por seus filhos de Ita, e desde pequeno teve que lutar pelo que queria. Quando adolescente começou trabalhar como Office-boy na empresa de Pedro Fausto e conheceu sua filha Renata e assim ficou amigo dela e de Christine, com quem chegou a ter um curto relacionamento, mas foi abandonado pela garota porque era pobre.

   Logo nos primeiros capítulos somos apresentados a um Anderson bastante deprimido e sem fé na vida. Sua autopiedade fez com que ele apelasse para o suicídio e quando estava pronto para cometer o ato, o vigilante Jacinto o encontrou e criou afeto pelo garoto. O rapaz fora demitido horas antes por causa de um desfalque na empresa de Fausto e tudo levava a crer que ele era o responsável.

   Várias histórias se cruzam. Passado, presente e assuntos mal resolvidos. Vidas passadas e Amigos espirituais ajudam o rapaz a entender porque está passando por tudo e ele precisa encontrar a fé em Deus, a pouco perdida, e acreditar que tudo tem uma razão para ser.

    Eu adorei a obra, mas a forma que a autora escreveu não me agradou. Ela misturava a história de todos os personagens possíveis em uma só página e muitas vezes ficou confuso. Mas a forma como ela mostrou que assim como está na Bíblia - "Por isso, por amor de Cristo, regozijo-me nas fraquezas, nos insultos, nas necessidades, nas perseguições, nas angústias. Pois, quando sou fraco é que sou forte." 2 Corintios 12:10 - é preciso encarar todos os problemas, pois Deus nunca dá um fardo maior do que podemos carregar. 


" Ninguém está só, meu filho! Deus está conosco em todos os momentos; nas horas de amargura ele nos estende as mãos. Sua misericórdia é infinita! Somos egoístas e vaidosos, não reconhecemos nossos erros. Tenha fé, meu filho! Ore! Renove sua confiança!" Página 37


1 comentários:

  1. Apesar de ter começado a ler por este tipo de livro, hoje em dia já não curto mais tanto. Porém a história aparenta ser muito legal!
    Beijinhos,
    alanahomrich.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Quer deixar uma dica ou sugestão? Comente e me deixe feliz.

Para que eu possa visitar seu blog deixe um comentário com o nome do blog e eu entrarei em seu perfil. Ou use a opção Nome/URL. Por favor não coloquem links nos comentários porque o blogger considera como spam.

Agradeço a visita!