Resenha: Garota Perfeita - Jennifer Strickland

Autora: Jennifer Strickland
Editora: BV Books
Prefácio de Stephen Arteburn¹
Gênero: Drama, religião 

Aos oito anos de idade, Jennifer Strickland entrou para o mundo da moda, iniciando uma jornada que a levaria às passarelas de Milão. Por fora, ela parecia ter tudo - desfiles nas passarelas para Giorgio Armani, comerciais para empresas desde a Oil of Olay até a Mercedes Benz, o centro das atenções e todo o glamour proveniente da indústria da moda. Porém, ela rapidamente descobre que este mundo não é todo feito de glitter e ouro... Garota Perfeita é a marcante história da jornada de Jennifer da moda à fé. Dentro destas páginas, você terá uma visão interna dessa indústria - e encontrará uma garota que lutou da mesma forma que você luta. Os princípios da verdadeira beleza que ela compartilha aqui irão quebrar a ilusão que a beleza e o sucesso oferecem, levando você ao poderoso e eterno conhecimento de quem você realmente é aos olhos de Deus: uma filha amada, que foi criada para refletir a Sua glória para o mundo. 

Classificação:     


¹"Para muitas sentirem a aprovação que desejam, é preciso, de alguma maneira, alcançar um alvo irreal de perfeição. Uma vez que "perfeição" é um ideal inalcançável, você está destinada ao fracasso. Enquanto todos nós ansiamos ser amados e aceitos por quem realmente somos, sua geração está presa a padrões que as rejeitam por causa de suas imperfeições, corroendo então o precioso "valor de Deus" que somente Ele pode dar. " xi

  Quantas de nós sofremos a pressão para sermos perfeitas? A garota perfeita? Filha perfeita? Aluna perfeita? Essa busca pela perfeição pode ter graves consequências e a meta parece nunca ser atingida. Todos os anos centenas de vidas são interrompidas por causa dessa busca incansável pela aceitação. Distúrbios alimentares, abuso de drogas e suicídio são as principais causas da morte entre aqueles que buscam a perfeição acima de tudo. 

  Entre os famosos há uma imensidão de nomes que podem ser citados para exemplificar, mas um em especial é Jennifer Strickland, uma garotinha que foi apresentada ao mundo da moda precocemente e acabou tendo seus melhores anos voltados para a busca da perfeição.

  Jennifer começou a ter aulas de comportamento aos 8 anos, pois sua mãe havia tentado várias outras coisas para tentar dar equilíbrio à filha (que era muito estabanada). Aulas de balé, dança, sapateado e softbol não tiveram o resultado. Mas as aulas de passarela foram certeiras. A garota adorava e decidiu seguir carreira como modelo, não deixando os estudos e faculdade de lado. 

  Em Garota Perfeita entramos no mundo de Jennifer e que por muitas vezes são é tão perfeito quando aparenta. Como ela menciona algumas vezes uma máscara encobria todos os podres de sua vida e ela a vestia frequentemente. Apesar de os editoriais serem lindos de se ver, por trás há uma história não contada. 



"Olhando ao redor do vestiário, eu avistei uma garota com os cabelos loiros como os meus. Ela estava curvada, vestindo uma meia-calça; os ossos da espinha sobressaíam nas suas costas como a fila de ossos que é formada com a saliência dos dedos quando as mãos são fechadas. Eu, de repente, percebi que ela era minha vizinha e fiquei me perguntando se ela já comeu alguma coisa na vida - ela era tão magra." Página 43


  Jennifer nos leva aos bastidores da vida da maioria das modelos. De casting a casting, passarela a revistas e nos faz pensar em como essa busca pela perfeição é - na maioria das vezes - um caminho sem volta. Quantas modelos já morreram por complicações dos distúrbios alimentares? Suicídio? O que parece ser um mundo perfeito e de glamour nos é apresentado como uma luta diária em busca da perfeição e quando a modelo não serve mais... é simplesmente descartada e substituída.


"Sob a imagem, ela não fazia ideia de quem ela era ou quais seriam os seus valores. Então, eu acredito que ela vestia uma grande máscara. Ela vestia uma grande fachada como meio de se proteger de um mundo que prometera tornar todos os seus sonhos em realidade, mas que falhara em todas as tentativas. A máscara a impedia de ser real, porque se ela fosse real, ela iria desmoronar. E não havia ninguém em sua vida para juntar os pedaços da desordem que isso causaria, então ela lutava com muita força para segurar a imagem perfeita, mesmo sabendo que era ilusão. Vivemos em um mundo que aplaude as máscaras. Nosso mundo adora imagens. Quanto mais perfeita a imagem, mais aplausos ela recebe." Página 67


  Strickland estava depressiva, anoréxica e procurando um meio de sair dessa confusão psicológica em que se encontrava. Durante os anos que modelou sofreu abuso sexual, foi drogada e ofendida por aqueles que supostamente deveriam lhe proteger. Quando mencionava para sua família que gostaria de deixar o mundo da moda e tentar ser feliz, eles não e entendiam. Foi com muita garra e coragem que a modelo saiu do ramo e tentou dar um rumo à sua vida, que estava por um fio. 

  No livro Garota Perfeita ela procura mostrar às meninas que tem esse sonho de atingir a perfeição que toda essa busca pelo corpo perfeito e vida perfeita não irá levá-las a lugar nenhum. A obra é narrada em primeira pessoa e Jennifer é bastante sincera no que apresenta. Momentos íntimos de sua vida estão nas 228 para mostrar a todos que é preciso muita coragem para admitir que sua vida está sendo prejudicada por ações que tomamos. Os capítulos são divididos em suas lembranças e passagens bíblicas que ela usa para mostrar que Deus nos aceita como somos e não precisamos agradar ninguém para obter essa aceitação. A leitura é bastante rica em detalhes e eu fiquei arrepiada com como o mundo da moda pode ser bastante cruel. A única parte que deixou a desejar é a revisão, pois apresenta vários erros que poderiam ser evitados. Eu recomendo o livro para todos, principalmente para as jovens que têm o mesmo problema de Jennifer.  


"O mundo diz que o real não é bonito. O mundo diz que beleza é cobrir falhas, não revelá-las! Mas o real é bonito para Deus. E o real, por mais que as vezes faça com que as pessoas se sintam desconfortáveis, é bonito para outras pessoas também." Página 76


1 comentários:

  1. O livro parece ser interessante, mas não sei se iria gostar muito, bom, só lendo para saber...

    Beijokas da Mylloka :*
    Blog da Mylloka

    ResponderExcluir

Quer deixar uma dica ou sugestão? Comente e me deixe feliz.

Para que eu possa visitar seu blog deixe um comentário com o nome do blog e eu entrarei em seu perfil. Ou use a opção Nome/URL. Por favor não coloquem links nos comentários porque o blogger considera como spam.

Agradeço a visita!