Resenha: Proibido - Tabitha Suzuma

Editora: Editora Valentina
Ano: 2014
Páginas: 304
Tradutor: Heloísa Leal

Ela é doce, sensível e extremamente sofrida: tem dezesseis anos, mas a maturidade de uma mulher marcada pelas provações e privações da pobreza, o pulso forte e a têmpera de quem cria os irmãos menores como filhos há anos, e só uma pessoa conhece a mágoa e a abnegação que se escondem por trás de seus tristes olhos azuis. Ele é brilhante, generoso e altamente responsável: tem dezessete anos, mas a fibra e o senso de dever de um pai de família, lutando contra tudo e contra todos para mantê-la unida, e só uma pessoa conhece a grandeza e a força de caráter que se escondem por trás daqueles intensos olhos verdes. Eles são irmão e irmã. 
 
 
Classificação:


  
"É horrível sentir vergonha de alguém que você ama; é uma coisa que te rói por dentro. E, se você deixar que te afete, se desistir da luta e se entregar, a vergonha acaba por se transformar em ódio." Página 35

Lochan e Maya Whitely carregam o peso do mundo nas costas, pelo menos, carregam todas as obrigações que deveriam ser dos pais da família. Com o abandono do pai e os sumiços frequentes da mãe, os dois aprenderam - já com pouca idade - a cuidar dos três irmãos mais novos. Vocês já devem ter tido acesso às informações do livro, sobre o que trata e algumas resenhas que a editora divulgou, então se você ainda não conhece o principal assunto que PROIBIDO trata, pare de ler a resenha aqui e pule para as considerações finais. 

Como julgar um amor que nasce quando o que conhecemos foi sempre uma relação entre par e não como irmãos? Desde os 12 anos, Lochie cuida dos irmãos mais novos, mas sempre tratou Maya (13 meses mais nova) como igual, sua melhor amiga, aquela que sempre sabia o que ele estava sentindo. Dessa forma é também apresentado o amor de Maya por seu irmão mais velho. Os dois sempre viveram como um casal cuidando de Kit, Tiffin e Willa  para que eles sempre tivessem de banho tomado, com as lições prontas e algo para comer, já que a mãe abandonou-os para ficar com um namorado. 

Kit é um menino revoltado e que faz de tudo para afrontar a autoridade do irmão mais velho, por outro lado, Willa e Tiffin são mais fáceis de cuidar, porém a pequena Willa tem ainda 5 anos e é totalmente dependente de adultos para garantirem a sua segurança. Maya e Lochie não reclamam por ficarem responsáveis pelos irmãos, muito pelo contrário, trabalham de forma exímia garantindo o futuro dos irmãos mais novos, mas isso está ameaçado quando um novo sentimento começa a surgir. Um livro que irá cativar e fazer com que o leitor torça para que a vida dos irmãos Lochan e Maya torne-se melhor em um passe de mágica, mas, infelizmente, contos de fadas não existem.

"Uma briga, uma porta batida, mamãe gritando - não me importo.  Eles que se entendam, eles têm que se entender, preciso me concentrar nisso até ser tão tarde que eu só possa despencar na cama, e então será de manhã e nada disso terá acontecido. Tudo estará de volta ao normal - mas do que estou falando? Tudo está normal. Eu só esqueci, num momento de insanidade, que Maya é minha irmã." Página 96

O livro é envolvente, intenso e me fez analisar os fatos em mais de uma perspectiva. Como uma pessoa normal (acredito eu) sou contra todos os tipos de violência sejam elas pedofilia, abuso sexual ou relações sem o consentimento. No caso, analisando bem, para mim é completamente estranho pensar em meus irmãos dessa forma, é claro, os amo, mas nem por um momento tive a criação dos protagonistas. Por outro lado, entendi a história e fiquei com o coração despedaçado com a conclusão.  Torci com todas as minhas forças para que eles pudessem, enfim, aproveitar a vida e ter uma recompensa por todos os esforços e uma infância perdida. Mas, como a autora nos mostra, tomar uma atitude sem pensar no coletivo pode ter uma consequência desastrosa para todos os envolvidos.

Quanto à parte editorial só tenho elogios para fazer. A capa é maravilhosa, a revisão está ótima e a diagramação perfeita. O livro é de leitura rápida, já que é muito envolvente, mas ao tempo faz com que o leitor resgate todas as suas convicções e sofra um pouco para avaliar a situação. Quando recebi o e-mail da Editora Valentina anunciando a divulgação, a Cá avisou que quem não havia tido qualquer contato com materiais de Proibido ficasse longe de spoilers e assim o fiz, apesar de ter imaginado sobre o que trataria procurei não ler resenhas nem nada sobre o livro e isso tornou a minha experiência com a obra ainda mais fascinante. Não vou dizer que o livro é de leitura fácil, porque não é, mas a história de Maya e Lochan fará com que você quebre todos os seus preconceitos, assim como seu coração. O meu está esmagado, dilacerado e acabado com o final deste excelente livro que, assim como Um caso perdido, figuram na primeira posição de melhores livros de 2014. 



"Continuo alisando as cobertas, o movimento rítmico me acalmando, me relembrando que, embora esteja me despedaçando por dentro, tudo ao redor permanece o mesmo, concreto e real, trazendo a esperança de que talvez um dia eu também volte a me sentir real." Página 112

31 comentários:

  1. Eu ainda não senti AQUELA vontade de ler esse livro, não consegui me conectar com a premissa, como se o santo não tivesse batido. Eu posso estar errada em achar isso, mas ainda não irei lê-lo. Estou um pouco com o pé atrás por causa desse alvoroço todo, igual foi com Se Eu Ficar e acabou que não achei aquelas coisas. Vou esperar mais um pouco, um dia eu tento lê-lo.
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Estou morrendo de vontade de ler esse livro. Apesar de ser um assunto tabu em que todos são contra, não vi um comentário negativo sobre o enredo ainda, mudou a visão de muita gente.

    ResponderExcluir
  3. Oii Rafa, tudo bem? Nossa, estou louca para ler esse livro. E essa sua resenha me deixou ainda mais ansiosa e angustiada pelo que você disse do final. Nossa, deve ser um livro realmente emocionante e que nos faz rever muito dos nossos conceitos sobre o que é certo e errado, definitivamente quero muito ler.

    Adorei sua resenha, muito boa!!

    Beijinhos,

    Rafaella Lima
    http://vamosfalarlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Quando li do que se tratava esse livro, já fiquei bem curioso pra ler. E o pior, já tinha formado minha opinião sobre o mesmo (o velho preconceito de sempre). Depois vi que muitas pessoas estavam torcendo para o romance dos protagonistas. Então, percebi que a autora foi excelente ao contra essa história. Muitos de nós temos uma opinião sobre esses casos bem solidificada, e ver que essas opiniões foram caindo aos poucos, já me deixou ainda mais curioso pra ler, e ver se autora vai conseguir me convencer a torcer por eles.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  5. Eu não havia visto nada a respeito do livro além da sinopse, mas já imaginava sobre o que poderia se tratar e por isso mesmo li sua resenha inteira. Não sei se conseguiria ler esse livro justamente pelo tema que é abordado e por ser um tabu na sociedade, mas ao mesmo tempo esse enredo me deixa curiosa em querer saber como a autora o abordou e de que forma a história é retratada.

    ResponderExcluir
  6. Rafa!
    O enredo traz um drama pesado para adolescentes sem tanta orientação dos pais.
    Acho inédito a premissa e até certo ponto, acontece na vida real mais do que imaginemos, talvez não de forma tão consciente como mostra no livro.
    Acredito mesmo que o livro deva ser bom demais.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  7. Rafaela Ehlke do céu! Eu to dilacerada com esse livro até hoje, é o melhor livro que li na vida, sei que é complicada dar esse status para um livro, nunca pensei que um dia teria uma escolha concreta, mas não resta dúvidas. Proibido é muito mais do uma simples história, eu nem sei mais o que falar, pq só de me lembrar faltam palavras e sinto um nó na garganta. Enfim eu amo esse livro! http://blogliterata.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oii Rafa :)
    Bem, achei o livro um pouco forte no começo, mas ele tem uma história tão linda e tão sofrida ao mesmo tempo que nos prende totalmente .. Dói ver em como os dois irmão sofrem, em como deixaram de ser crianças para se tornarem os adultos da casa e protegerem os irmão mais novos e é mais complicado ainda quando eles se apaixonam ..
    É uma história que tem tudo pra dar errado, e pra acabar com o coração de quem a lê ..
    Ainda não pude comprar o livro, mas quero ele na minha prateleira logo.. :)
    Beijos :*

    ResponderExcluir
  9. Eu não sei nem o que dizer desse livro, ou por onde começar a falar sobre ele. Apesar de não ter lido, ele me parece ser aquele tipo de livro que sempre te muda de alguma forma, em algum sentido. Acho que não há uma maneira de ler e sair imune aos ensinamentos dele. A história me parece completamente envolvente, e por ser um tema tabu, isso torna a trama ainda mais interessante, a meu ver. Quero muito ter a oportunidade de lê-lo, e não vejo a hora de concretizar essa vontade.

    ResponderExcluir
  10. A sinopse do livro não me convenceu tanto mas lendo algumas coisas sobre percebi que a mensagem por trás do livro é algo realmente impactante. Não sei se vou adiciona-lo na minha lista, mas se eu tiver a oportunidade vou querer lê-lo. *-*

    ResponderExcluir
  11. Eu não consigo fugir de spoiler e li a resenha inteira, não sei se deveria ou não e só terei essa conclusão quando iniciar a leitura, o que preciso dizer é o óbvio o tema é polêmico e é normal ter preconceito com aquilo que é diferente, por isso temos que buscar sempre quebrar os tabus e as barreiras e olhamos por um novo ângulo.
    Essa história é totalmente diferente da criação que tivemos por isso o sentimento teve espaço para se desenvolver de uma outra maneira, uma outra forma de amor, imagino que deve ser extremamente reflexivo e marcante, incrível como um livro pode mexer tanto conosco, a autora conseguiu escrever sobre algo que quase ninguém fala e ainda fazer com que o leitor torça para os personagens o que é muito difícil de conseguir, espero passar por todas as sensações que você teve e terminar essa leitura dizendo o mesmo que foi uma das melhores leituras do ano.

    ResponderExcluir
  12. Me pareceu muito interessante, fiquei com vontade de ler o livro, espero ganhá-lo no sorteio xD
    Bianca Valente
    biancasvalente@gmail.com

    ResponderExcluir
  13. É um livro que estou desejando há décadas sem sombras de dúvidas. A premissa dele é bem polêmica, embora seja um romance sem mesmice. Muitos falam bem e eu quero provar dessa narrativa.
    Amei a resenha

    Beijoos
    www.gemices.com.br

    ResponderExcluir
  14. Olá! Vi tanta resenha maravilhosa sobre esse livro que estou morrendo de vontade de lê-lo. O tema é polêmico, mas pelo que parece, a autora conseguiu retratá-lo com muita sensibilidade. Creio que tem tudo para ser uma leitura memorável e quero fazê-la em breve.
    beijos.

    ResponderExcluir
  15. O tema do livro é de grandes polêmicas, por não se tratar de um caso tão comum e também por já ser um afronto a muitos que acreditam que o amor de irmãos deve ser somente fraternal. Por o livro nos trazer uma proposta bem diferente do que estamos habituados, é o que me instiga mais a curiosidade e vontade de lê-lo... Afinal, como lidar com o preconceito vindo das pessoas e mesmo assim prosseguir num sentimento tão incomum? Li em diversas resenhas muitas críticas e muitos elogios, espero ler este livro em breve e ter minhas próprias conclusões sobre o mesmo.
    Parabéns pela resenha!

    Alice dos Santos

    ResponderExcluir
  16. Ai apesar de estar morrendo de vontade de ler esse livro ainda não consegui, parece ser o tipo de história que nos provoca os mais variados tipos de sentimentos, principalmente pelo tema que é bastante polêmico, não vejo a hora de ler!

    ResponderExcluir
  17. É a sociedade quem atribui o normal e o estranho, anos atrás primos casarem era não só normal como esperado, hj não é bem visto. Houve época que ficar com os irmãos tb não soava estranho (inclusive por conta de herança). Então desde que estes tenham consciência de que certas coisas lhe são impossíveis geneticamente não sou eu quem vai ser contra qualquer um que queira estar junto heehe...

    Quero dar uma espiadinha no livro =D

    miquilis

    ResponderExcluir
  18. Eu tenho muito vontade de ler, sei que realmente é um livro emocionante e que também vai partir meu coração :c

    ResponderExcluir
  19. Eu demorei para descobrir que o romance do livro era um incesto, um tema muito polemico mas pelo que dizem a autora soube tratar com delicadeza, so isso é uma proeza porque o tema é muito pesado e dificil de aceitar

    ResponderExcluir
  20. estou louca para ler 'proibido' , quero sentir a emoçao de como e estar na vida dos personagens e me sensibilizar com a historia.

    ResponderExcluir
  21. Ouvi muito sobre a história. O incesto é algo relativamente 'proibido', na nossa sociedade. E claro, não tenho irmãos, não tem como eu pensar em algo do tipo. Porém, queria ter, para pensar nisso e ver qual minha reação, como a maioria, é repulsa. A história parece sensível e delicada. A autora aborda isso muito bem pelo jeito, fazendo com que os leitores vejam mais lados das coisas.
    Abraços

    ResponderExcluir
  22. Quando coloquei no skoob que "queria ler" este livro, choveu de gente me perguntando o que eu tinha na cabeça, que era um livro sobre incesto.
    Certo, o tema incesto pode estar presente na trama, mas não se trata apenas disso pelo que pude perceber com essa resenha.
    Independente das criticas negativas, ainda é um livro que quero muito ler, sem falar que a capa é linda.
    bjos e parabéns pela resenha

    ResponderExcluir
  23. Oi, tudo bom?
    Adorei a resenha, todo mundo tem falado tão bem do livro, espero ter a oportunidade de ler ele assim que for possível.
    Beijos *-*

    ResponderExcluir
  24. Oie,Sempre tive curiosidade e muita vontade de ler esse livro,sei que se trata de um tema bastante polemico e que muita gente tem certo preconceito com ele,mas eu não tenho.Essa capa é maravilhosa!!!

    ResponderExcluir
  25. Eu nunca tinha lido nenhuma resenha sobre esse livro, sei lá, pelo nome, pareceu-me de sofrimento demais, então evitei.
    Mas amei a resenha, achei muitooooo interessante essa história dos dois irmãos, e fico pensando se num caso como esse eu aceitaria sem preconceitos esse relacionamento que está nascendo (?). Estranho né, espero realmente que os personagens encontre caminhos felizes e de superação, de uma forma ou de outra.
    Agora me deu muita curiosidade de ler, já vou até marcar na minha listinha,rs.
    beeeijos.
    Ana

    ResponderExcluir
  26. Sou muito curiosa para ler esse livro serio! Desde o lançamento eu tenho vontade de conhecer essa historia e saber como ela é, infelizmente ainda nao fiz isso, mas espero fazer em breve a historia é muito boa e a capa genial!

    ResponderExcluir
  27. Já faz tempo que quero ler esse livro,mas sempre vou deixando pra outra hora na hora de comprar...me deu mais vontade de ler...

    Bjos

    ResponderExcluir
  28. Eu li esse livro no começo do ano... Simplesmente AMEI a história e não esperava isso! Confesso que tinha receio de ler mas quando li me senti tocada, comovida, e torcia muito para que os dois ficassem juntos <3

    ResponderExcluir
  29. Já li várias resenhas do livro e a cada uma mais vontade tenho de ler. Apesar de ser um assunto extremamente forte, pela resenha parece que o desenrolar do enredo se torna leve e com algumas surpresas. Quero muito ler.

    ResponderExcluir
  30. Li várias resenhas positivas sobre esse livro, e por tratar de um assunto que é muito polêmico eu fiquei muito curiosa, e o que vc falou do final me deixou mais curiosa ainda, já espero um final infeliz, mas como não li acho que é o que eu espero, mas pelo que li o livro faz com que desejemos o contrário!

    ResponderExcluir

Quer deixar uma dica ou sugestão? Comente e me deixe feliz.

Para que eu possa visitar seu blog deixe um comentário com o nome do blog e eu entrarei em seu perfil. Ou use a opção Nome/URL. Por favor não coloquem links nos comentários porque o blogger considera como spam.

Agradeço a visita!