Resenha: Os Três - Sarah Lotz


Editora: Arqueiro
Ano: 2014
Páginas: 391
Tradutor: Alves Calado


Quinta-Feira Negra. O dia que nunca será esquecido. O dia em que quatro aviões caem, quase no mesmo instante, em quatro pontos diferentes do mundo. Há apenas quatro sobreviventes. Três são crianças. Elas emergem dos destroços aparentemente ilesas, mas sofreram uma transformação. A quarta pessoa é Pamela May Donald, que só vive tempo suficiente para deixar um alerta em seu celular: Eles estão aqui. O menino. O menino, vigiem o menino, vigiem as pessoas mortas, ah, meu Deus, elas são tantas... Estão vindo me pegar agora. Vamos todos embora logo. Todos nós. Pastor Len, avise a eles que o menino, não é para ele... Essa mensagem irá mudar completamente o mundo. 

Classificação:  



 "Eu sabia, já então, que a última coisa que eles queriam era nos dar falsas esperanças, mas ainda assim a gente tem esperança. Não dá para evitar. A gente começa a rezar para que o ente querido tenha perdido o voo, para que a gente tenha pegado o número ou a data errada, para que tudo seja só um sonho, algum pesadelo maluco." Páginas 44 e 45


Quatro acidentes sem precedentes agitam o mundo e, como se não bastasse acontecerem em questão de horas, apenas três crianças sobrevivem. Pamela, uma mulher que sobreviveu a queda, deixa um recado: vigiem o menino.

É nesse clima de suspense que Elspeth Martins busca informações com as famílias das vítimas e dos sobreviventes para a publicação de seu livro sobre a Quinta-feira Negra, como o fato é conhecido. A cada capítulo somos jogados sem cerimônia no olho do furacão que é a busca de Elspeth sobre esse fenômeno e nos é mostrado o contato que a jornalista fez com uma pessoa ligada às famílias envolvidas na catástrofe que aconteceu no dia 12/1/1012.

A avó de Bobby Small precisa lidar com o luto por sua filha e ao mesmo tempo ficar feliz por seu neto ter escapado da morte, mas também é obrigada a supervisionar seu marido que tem Alzheimer e será fruto de muita fofoca propagada na mídia. Já a família de Hiro Yanagida se esconde dos holofotes, seu pai mergulha em trabalho para superar a perda da esposa e a prima de Hiro, Chiyoko, supera a perda com a ajuda de seu amigo virtual, Ryu, e aos poucos começa a se apegar mais a Hiro, tornando-se sua protetora. Já Jessica Craddock está em meio a uma briga familiar, pois sua guarda pertence a seu tio Paul, mas a avó da menina não aceita o fato de Paul ser um ator e gay. A menina perdeu seus pais e irmã gêmea durante a tragédia e precisa se acostumar com sua nova vida, mas o que assusta seu tio é que ela age como não se importasse com sua família.

As investigações seguem e várias teorias conspiratórias surgem durante a leitura. Um grupo religioso move céus e terras para salvar-se, alguns acreditam que os aviões foram atacados por aliens e outro grupo acredita que há envolvimento político nos acidentes. Uma série de revelações bombásticas nos é apresentada e nos resta apenas a questão que deverá ser respondida a todo custo: O que realmente aconteceu?


 "De longe, os boatos e as teorias mais venenosas são os os que circulam sobre as três crianças sobreviventes, Bobby Small, Hiro Yanagida e Jessica Craddock, que, em nome da brevidade, vou chamar de 'Os três'. E culpo a mídia por garantir que a cobiça das pessoas por informações sobre essas pobres criaturinhas seja alimentada hora a hora." Página 70


 
Demorei uns quinze dias para poder fazer essa resenha, já que a obra me conquistou em todos os sentidos. Muito suspense, um pouco de comédia (sim, eu ria com os surtos do Paul) e muita emoção são os pilares de Os três

A apresentação do livro já foi genial e pode ser conferida aqui. Dentro da obra, logo na primeira página, há um jornal rasgado em que são apresentadas notícias sobre os sobreviventes da Quinta-feira negra e já somos jogados no universo do livro. A edição da Editora Arqueiro é impecável, letras em bom tamanho, revisão perfeita e as bordas da obra são pretas, deixando-a ainda mais bonita. Uma dica: não leve esta obra na bolsa, já que irá danificar as bordas do livro. Também senti falta das orelhas que, apesar de não utilizá-las para marcar a página, tornam a obra mais bonita. A diagramação está boa e a divisão entre os capítulos é feita de modo a parecer um livro publicado por Elspeth.

Neste mar de elogios há apenas uma questão que não me agradou: o final do livro. Confesso que fiquei na expectativa de descobrir o que aconteceria e o motivo por trás das quedas, então fiquei um pouco decepcionada com o desfecho, mas sem dúvidas a leitura valeu a pena e deixa o leitor viciado do começo ao fim.


"Parece que a mente dela foi totalmente apagada: as lembranças sobre a vida antes da Quinta-Feira Negra ainda são precárias e ela não se lembra de nada do acidente. Ainda faz o ritual matutino, como se estivesse desconectada do mundo real e precisasse lembrar quem é: 'Sou Jessica, você é o meu tio Paul e mamãe, papai e minha irmã estão com os anjos.' Ainda me sinto culpado por causa dos anjos. Stephen e Shelly eram ateus, mas tente explicar o conceito de morte para uma criança de 6 anos sem falar de paraíso." Página 131


10 comentários:

  1. Oi Rafa, tudo bem?? Gostei muito da sua resenha de "Os Três" já li várias resenhas desse livro, mas a sua é a primeira a dar um vislumbre de como ficou a vida das três criança depois do acidente e isso é interessante. Tenho muita vontade de ler esse livro justamente por causa do suspense e por misturar ação, comédia, emoção e outros sentimentos.

    Já tive a oportunidade de ver a edição física numa livraria e a obra ficou belíssima mesmo, as pontas das páginas preta ficou ótima, mas não tinha reparado que não tinha orelha.

    Em toda a resenha que eu vejo, o pessoal fala que o final foi um pouco fraco :( é realmente uma pena, pois acho que esse livro tinha tudo para ser excelente, mas mesmo assim quero muito conferir.

    Adorei a resenha!!

    Beijinhos,

    Rafaella Lima
    http://vamosfalarlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Estou para comprar esse livro a um tempão, mas eu estava com muita duvida; não estou mais.Eu realmente achava que seria um livro chato, mas olha eu julgando sem ao menos conhecer. E não foi nem pela capa, que está linda a propósito. Tem teorias conspiratórias no livro já estou amando haha
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Olá Rafa, tudo bem?
    Este livro está na minha listinha de '' irei ler''
    Gosto de um bom suspense, e confesso que esta sinopse me encanta.
    Amei a sua resenha, e espero que esse final me agrade rs

    Beijos, Vi.
    Blog Minha Velha Estante

    ResponderExcluir
  4. Oi Rafaella, tudo bom?
    Adoro suspense e teorias então eu acho que eu gostaria muito desse livro. É no mínimo diferente. Uma pena você dizer que o final deixou a desejar, já me deixa com um pé atrás com a obra, não gosto de finais mal resolvidos.

    ResponderExcluir
  5. Você já havia me falado sobre esse livro, que te lembrou alguns trechos do seriado Ghost Whisperer, e naquele momento já achei interessante a proposta do livro, e pela sua resenha, isso ficou ainda mais claro para mim, que esse livro deve ser realmente muito interessante, ainda mais por todo o mistério envolvido.

    ResponderExcluir
  6. Oii Rafa, tudo boom ?
    To louca por esse livro ! Adoro um suspense, e quando envolve
    crianças então é melhor ainda .. Acha que fica mais assustador ! Fiquei
    super curiosa pra saber o que aconteceu com as crianças, e qual o mistério
    que rondam eles ..
    Não tive oportunidade de ver o livro pessoalmente, mas todos falam que é lindissimo !!!
    Enfim, é um livro que com certeza me conquistou por tudo, pela capa, pelo enredo,
    pelos elogios que escuto .. e to louca pela leitura dele!
    Beijoos :*

    ResponderExcluir
  7. Rafa!
    O livro é bem polêmico porque explora vários aspectos de uma realidade fantasiosa.
    O final foi uma polêmica ainda maior justamente pelo fato de ser aberto e dar margem a nossa imaginação 'descobrir' o que de fato aconteceu. Gosto de livros com finais abertos e com certeza tenho a maior vontade de ler Os três.
    Semaninha de luz e paz!
    Cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  8. Desde o lançamento que quero ler esse livro. Me amarro em tramas como essas que abordam teorias da conspiração, suspense, humor e emoções variadas. Tive a oportunidade de ver um exemplar na livraria, e dou os parabéns a diagramação. Essas bordas das páginas pretas e os detalhes da capa estão muito bonitos mesmo. Uma pena que o final não foi isso tudo. Só nos resta saber se terá continuação ou não.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  9. Sarah Lotz foi muito feliz na construção dessa obra, imagino o quão trabalho foi escrever sobre vários pontos de vista criando um livro dentro de outro, acompanhar a jornada de Elspeth reunindo pistas e entrevistando as pessoas para descobrir o que aconteceu, o motivo dos acidentes, a ligação entre as crianças, como suas vidas ficaram mudadas depois de tudo, outro fator interessante é a religião que aparece na sua forma mais fanática, conspirações, mistérios, segredos, tudo narrado de forma brilhante para entreter e agradar ao leitor.
    É bacana podermos saber como as três crianças tem suas vidas alteradas, passando por novos problemas, o assédio da imprensa, dos religiosos, como tudo vai se desenvolvendo, ainda bem que é livro único, se fosse uma trilogia acredito que perderia esse fôlego tão alucinante.
    A edição ficou realmente impecável, uma das melhores que já vi, todo o trabalho feito pela editora quando na divulgação como nos acabamentos finais foram fantásticos, é uma leitura obrigatória e que venho adiando faz tempo, preciso me organizar e quando tiver uma oportunidade adquirir esse livro imediatamente, para sentir tudo o que você sentiu, apenas o final mal escrito e desenvolvido não é capaz de diminuir a grandiosa obra criada pela autora, espero que não fique decepcionado e goste tanto quanto você.

    ResponderExcluir
  10. Os Três foi um livro que me conquistou logo de cara, pela capa e sinopse. Desde que eu o vi numa dessas minhas andanças na internet não consigo deixar de desejá-lo. Ele faz exatamente meu estilo de literatura, cheio de mistérios e segredos a serem desvendados, além do ar de suspense que me parece constante durante a narrativa. Não vejo a hora de surgir a oportunidade de lê-lo. Tenho certeza que não vou me decepcionar por ter esperado tanto tempo.

    ResponderExcluir

Quer deixar uma dica ou sugestão? Comente e me deixe feliz.

Para que eu possa visitar seu blog deixe um comentário com o nome do blog e eu entrarei em seu perfil. Ou use a opção Nome/URL. Por favor não coloquem links nos comentários porque o blogger considera como spam.

Agradeço a visita!