Resenha: Anjos - O segredo de Judith / Wudson Silva

Editora: Editora APED
Ano: 2012
Páginas: 168

Isaias é um policial mal-humorado que exerce seu trabalho sem maiores percalços na apática Rio Vermelho, pequena cidade do interior de Minas Gerais. Mas sua rotina se transforma quando, em certa manhã, é encontrado no quintal da casa paroquial o corpo da jovem Judith. A investigação mal sucedida leva à solicitação de auxílio de um detetive da capital. Clóvis, o detetive recém-chegado, exibia um estranho movimento no olhar e uma capacidade extraordinária e inacreditável: ele lia os pensamentos alheios. Pelo delegado, Isaías soube que o detetive fazia isso dialogando com anjos. A investigação ia ficando a cada dia mais instigante. Mas Isaías intrigava-se com dificuldade de Clóvis em desvendar o crime, afinal, não lhe bastaria perguntar e observar os anjos próximos dos suspeitos? Assim que Isaias compreende como o detetive Clóvis visualiza o mundo através dos anjos e como esses influenciam os seres humanos, descobriu não só o segredo de Judith, mas viu mudar por completo sua vida e seu destino.

Classificação:      


" - Digamos que um anjo mencionou algo relevante e eu captei a mensagem. - Respondeu rindo.
- Anjo! - Exclamou o velho. - Que tipo de brincadeira é esta?" Página 36


Em Anjos - O segredo de Judith somos apresentados para uma cidade no interior que está superando um trauma: a catequista Judith Figueiredo foi assassinada no quintal da casa paroquial. Por ser um município interiorano os habitantes estão acostumados a dormir com as janelas abertas e, agora, não sabem como agir por causa do crime. A mulher de 32 anos foi encontrada na paróquia em que ministrava aulas de catequese e era bastante conhecida pelos moradores.

O detetive Clóvis vai até a cidadezinha e com a ajuda de Isaías começa a procurar pistas do que poderia ter acontecido com Judith. Com um dom de adivinhar o que todos estão pensando, o recém-chegado tem um plano de descobrir o assassino em apenas uma semana para então dar atenção total para um outro caso. É dessa forma nada convencional que o detetive começa a descobrir pessoas e situações que não eram conhecidas aos mais íntimos da mulher e sua família. Aos poucos a investigação toma forma e Isaías consegue enxergar o modo de Clóvis trabalhar e assim poderá aprender muito com seu colega de trabalho. 

A obra mistura sobrenatural e policial de uma forma que cativa o leitor e o instiga a continuar a leitura para descobrir o que realmente aconteceu com Judith. Isaías é um personagem que não me agradou no início do livro, pois reclamava o tempo todo e parecia não estar interessado em desvendar o crime. Ao conviver com Clóvis o policial cresce bastante e descobre que tinha tudo para ser feliz. Por sua vez, Clóvis tem tudo planejado e dá importância total ao acontecido, buscando respostas nos mínimos detalhes como na pista que continha apenas "Hoje?" em um papel sujo.  

O autor soube construir uma história envolvente e o final não foi surpreendente (pelo menos para mim), mas como sou uma detetive nata arrisco dizer que o culpado não é tão previsível quanto se pensa. O livro lançado pela APED em 2013 conta com uma capa que remete à história, isso ficou perfeito, mas acredito que a revisão deixou a desejar e deve ser conferida para as futuras edições da obra. Wudson Silva soube misturar gêneros e apresentar uma história única para seus leitores, sem dúvidas esse livro irá agradar a maioria dos jovens leitores. 



" O barulho do ônibus ressoou pelas montanhas. Eu não me sentia bem em saber que o detetive ia embora deixando a cidade às traças. Ele é um profissional e não poderia largar o caso no momento em que as pessoas, mais do que nunca, precisariam de sua ajuda." Página 138

7 comentários:

  1. Adorei a resenha! Sempre gostei de livros com essa temática policial e sobrenatural, os dois juntos é melhor ainda, a história parece ser bem interessante, não tinha ouvido falar dessa autor, vou procurar saber mais! :D

    ResponderExcluir
  2. Eu gostei da resenha do livro, apesar de no inicio ter achado que ele seria mais do estilo "Zibia Gasparetto", já li policial e sobrenatural separados,nunca li os dois juntos em um livro só, acho que irei gostar de ler...

    ResponderExcluir
  3. Gostei muito da premissa do livro, principalmente porque mistura dois gêneros que adoro: fantasia e policial.
    Já conhecia o livro pela capa, mas nunca tinha parado para ler a resenha dele.
    Sem dúvidas, fiquei interessado na obra.

    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista

    ResponderExcluir
  4. Oi, pela resenha o livro parece ser muito bom, eu nunca tinha ouvido falar dele, mas me interessei, li poucos livros que tivesse investigação de algum crime e quero muito me aprofundar mais nesse gênero.
    Beijos!!!

    ResponderExcluir
  5. Adoro enredos com anjos e juntando a um enredo policial do qual sou fã, com certeza vou ler. Bom saber que é de um autor nacional, só não gostei muito da capa.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  6. Por mais que eu tenha ficado curiosa para saber o que aconteceu com Judith, esse livro não me chamou tanto a atenção, ele não me cativou e nem me deixou curiosa demais a ponto de querer ler. Pode ser um bom livro, quem sabe eu leia.
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Eu li algumas resenhas dessa obra mas ainda assim não me chamou a atenção...
    Não sei, nem o motivo exato, pois parece ter um enredo bacana. Mas, sei lá =(

    ResponderExcluir

Quer deixar uma dica ou sugestão? Comente e me deixe feliz.

Para que eu possa visitar seu blog deixe um comentário com o nome do blog e eu entrarei em seu perfil. Ou use a opção Nome/URL. Por favor não coloquem links nos comentários porque o blogger considera como spam.

Agradeço a visita!