[Semana Passarinha de Conscientização do Autismo] Resenha: Passarinha - Kathryn Erskine

Editora: Valentina
Ano: 2013
Páginas: 224
Tradutor: Heloísa Leal



No mundo de Caitlin tudo é preto ou branco. As coisas são boas ou más. Qualquer coisa no meio do caminho é confuso. Essa é a máxima que o irmão mais velho de Caitlin sempre repetiu. Mas agora Devon está morto e o pai não está ajudando em nada. Caitlin quer acabar com isso, mas como uma menina de onze anos de idade, com síndrome de Asperger ela não sabe como. Quando ela lê a definição de encerramento ela percebe que é o que ela precisa. Em sua busca por ele, Caitlin descobre que nem tudo é preto ou branco, o mundo está cheio de cores, confuso e bonito.



Classificação:     



"EU SOUBE QUE VOCÊ DEU UM PIB NA escola hoje, diz Papai. 
Fico olhando para o armário coberto no canto. PIB, digo, hum. Produto Interno Bruto. Mas eu sei que ele não está falando desse tipo de PIB. Ele está falando do tipo Piti Incrivelmente Barulhento. Mas eu não quero conversar sobre isso." Página 28

Tudo o que consegui pensar enquanto lia Passarinha foi no Massacre de Sandy Hook, em Newtown. Apesar de Kathryn Erskine ter ficado bastante abalada com o que aconteceu em sua comunidade, na Virgínia Tech. Acabei não vivenciando a tragédia, ao contrário do que aconteceu na escola primária e em ambos os casos vidas de mais de vinte inocentes foram tiradas antes do tempo, em locais que deveriam estar protegidos. 

Passarinha nos mostra a vida de Caitlin, uma menina diagnosticada com Síndrome de Asperger que é uma das várias nuances do autismo. Com 10 anos a garotinha teve a sua vida abalada por um episódio que chama de Dia Em Que A Nossa Vida Desmoronou, que remete a quando seu irmão mais velho Devon foi assassinado em um Massacre na Virginia Dare - escola em que estudava. Além de Devon, o massacre teve mais duas vítimas: Julianne e Roberta. Caitlin é acompanhada de perto por seus professores, principalmente pela Sra Brook que é a sua terapeuta. Aos poucos a menina começa a desenvolver empatia e não pensar nas palavras em seu sentido literal, duas limitações de sua doença.

"Quando papai está me levando para casa de carro olho para o cartaz na frente da igreja que a gente costumava frequentar. Está escrito: NOSSOS CORAÇÕES ainda estão com as famílias de Julianne, Devon e Roberta. Só que NOSSOS CORAÇÕES não puderam fazer nada para salvar o Coração de Devon. Talvez seja por isso que papai não para mais o carro.
Preciso encontrar o Desfecho." Página 76


Ao ver na televisão notícias sobre a tragédia que vitimou seu irmão e mais duas pessoas, Caitlin é apresentada para a palavra 'desfecho' e assim começa a procurar por um para a sua situação. Ainda muito abalado, seu pai não quer terminar um armário que Devon começou, mas Caitlin acredita que essa será a conclusão para seu sofrimento. Com a ajuda de Michael, seu amiguinho da primeira série, Caitlin busca uma resposta para todas as suas perguntas e assim voltar a viver como antes.

Uma narrativa dura e que faz o leitor entrar nos pensamentos de Caitlin e perceber todo o seu sofrimento e as batalhas diárias que ela deve enfrentar, seja por causa da morte de seu irmão ou por seu diagnóstico. Algumas vezes acabei rindo com Cailtin, mas na maior parte do livro as lágrimas me dominaram. Uma leitura cativante e do ponto de vista de uma garotinha de dez anos que está abalada por sua perda e tentando lutar contra a tristeza. A narração é feita em primeira pessoa, por Caitlin, a divisão dos capítulos é feita para separar as situações nas quais a protagonista se envolve e a cada abertura de capítulo existe uma arte de passarinho que remete ao título. Acredito que nem preciso comentar sobre a capa, que é perfeita, confesso que quando vi a capa original estava torcendo para que a Editora Valentina conservasse a arte, mas a capa de Passarinha ficou muito melhor do que eu esperava e comecei a gostar bem mais do que da original. 



"De repente já não estou mais me sentindo tão orgulhosa de mim. Ainda preciso encontrar um Desfecho para Michael E para um colégio inteirinho. E agora a comunidade também? Como é que vou fazer tudo isso?" Página 208





25 comentários:

  1. A capa é realmente linda, bem mais que a original. Gostei muito do tema desse livro, gosto muito de livros e filmes com protagonistas portadores de alguma síndrome ou distúrbio, pois sempre nos proporcionam um melhor entendimento sobre os mesmos. Só li elogios a respeito desse livro e como gosto muito desse tipo de história, esse já entrou pra minha lista de desejado assim que foi lançado. ;D

    ResponderExcluir
  2. Sua resenha me fez querer este livro rsrsrs
    Sério, adorei o fato da protagonista ser uma garotinha pequenina e ao mesmo tempo tão perspicaz e madura. Apesar de ser um tema doloroso e dramático, senti afeição por cada palavra que escreveu. E os quotes são lindos, o que me leva a crer que o livro tenha uma narrativa excepcional.

    ResponderExcluir
  3. Fiquei encantada pela sua resenha e louca para ler o livro. Os quotes escolhidos só serviram para deixar-me encantada pela delicadeza que já é passada através da capa. Espero poder lê-lo em breve!

    http://umreinomuitodistante.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. O fato da história ser protagonizada por uma personagem com asperger chamou a minha atenção. A capa é linda, e depois da sua opinião a respeito dela fiquei curiosa pra conhecer a original.
    Realmente deve ser um livro emocionante e forte, pra ser capaz de arrancar lágrimas do leitor. Fiquei curiosa e vou procurar saber mais.

    ResponderExcluir
  5. A capa realmente é linda! Bem interessante deve ser ler um livro narrado por uma garotinha de 10 anos. Isso é o que mais me deixa com vontade de ler esse livro. Quero conhecer a história e dramas da Caitlin.

    ResponderExcluir
  6. Deve ser tão interessante o livro serprotagonizado por uma garotinha de 10 anos que possui síndrome de asperger ! Esse é um daqueles livros que a gente fica curiosa para saber tudo, tudo mesmo. Me fez querer ler o livro!

    ResponderExcluir
  7. Gente, que livro eletrizante. Logo no primeiro quote fiquei imaginando toda a narrativa e o conteúdo do livro. Deve ser fantástico!
    A capa é linda por demais e a editora sempre com lançamentos ótimos.

    ResponderExcluir
  8. De fato muito interessante, muito mesmo. Por tudo que eu já li sobre esse livro me parece ser um tipo de leitura difícil de se esquecer.
    Fiquei interessada também pela síndrome que a protagonista tem, acredito que além de proporcionar uma leitura interessante teremos mais informações sobre a doença e como as pessoas que as tem reagem e vivem.

    ResponderExcluir
  9. Gente!
    A história é muito linda e emocionante.
    Já me apaixonei pela Caitlin.
    Gostei muito da definição de PIB, também.

    http://lisos-somos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Sempre vi resenhas positivas sobre esse livro, e aqui não foi diferente! Parece ser uma história muito emocionante!

    ResponderExcluir
  11. A capa é lindo e a história parece bastante emocionante, fiquei bastante interessada em ler esse livro!

    ResponderExcluir
  12. Adorei! Já está nos meus desejados. Adoro quando um bom drama me envolve, me emociona e me apresenta uma história real, possível, por mais dolorosa que seja.
    A dor dessa criança e sua busca para compreender o sofrimento, a superação, suas questões pessoais prejudicadas pela síndrome que existe em sua vida... é algo profundo e tocante! Gosto muito da reflexão que o livro pode trazer, gosto especialmente da ideia de ficar com essas emoções em mim depois de concluir a leitura.

    ResponderExcluir
  13. Me parece um livro interessante. O único que já li com criança foi A Menina Que Não Sabia Ler e A Menina Que Roubava Livros e não me decepcionei. Editora Valentina tem publicado cada vez mais livros bons, estou amando.

    ResponderExcluir
  14. A Editora Valentina está arrasando mesmo nos lançamentos! :) Queria muito saber a história desse livro, e agora que sei que a protagonista é portadora de Asperger, caramba! Todos eles são excepcionais, têm uma inteligência fora da média, e gostaria muito de saber como a Caitlin vai conseguir enfrentar esses acontecimentos.

    ResponderExcluir
  15. a Valentina super de parabéns em diversificar seus títulos e trazer para cá alguns com temas bem sérios como esse.
    essa história parece ótima, muito reflexiva, triste, do tipo que só acrescenta em nossas vidas, tanto para nosso conhecimento mas também nas nossas atitudes para com a vida e com as outras pessoas.
    espero muito um dia ler essa obra-prima.

    ass: Shadai Vieira

    ResponderExcluir
  16. a Valentina super de parabéns em diversificar seus títulos e trazer para cá alguns com temas bem sérios como esse.
    essa história parece ótima, muito reflexiva, triste, do tipo que só acrescenta em nossas vidas, tanto para nosso conhecimento mas também nas nossas atitudes para com a vida e com as outras pessoas.
    espero muito um dia ler essa obra-prima.

    ass: Shadai Vieira

    ResponderExcluir
  17. É muito interessante quando um livro traz um assunto diferente e pouco conhecido, e nós faz refletir sobre tudo o que há...
    Eu gostei muito da resenha desse livro...

    ResponderExcluir
  18. Este é um dos livros que estou bem interessada em ler... sério.
    Uma temática interessante e só comentários positivos... deve ser bem emocionante... quero ler logo.

    ResponderExcluir
  19. Eu gostei desse livro, ao mesmo tempo que não me senti atraída...
    As vezes eu me deixo ler algo de cunho psicológico,pra variar entre leituras mais leves,me interessei por ele pela sinopse, mas depois de ler a resenha vi que não era aquilo que eu imaginei...

    ResponderExcluir
  20. A capa desse livro é linda e o enredo parece ser emocionante. Gosto bastante de livros que retratam a vida de pessoas ditas diferentes. Gosto de me emocionar com histórias de superação.

    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista

    ResponderExcluir
  21. Oi, eu tenho muita vontade de ler esse livro, ele parece ser simplesmente incrível e pelo visto nos ensina muita coisa, não vejo a hora de poder ler.
    Beijos!!!

    ResponderExcluir
  22. Já vi esse livro mas ainda não tinha prestado bem atenção nele, gostei do tema do livro, quase não vemos esse tipo de tema nos livros mas é bom ver que algumas pessoas não esquecem de pessoas tão especiais como Caitlin deve ser. Quero muito ler.
    Beijos
    the-universe-of-books.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  23. Nossa esse livro parece ser tudo de bom, adoro livros que falam de superação, e esse tenho certeza que vou adorar ler, a capa tá linda, a sua resenha tá perfeita, tô louca pra conhecer a Caitlin. :D

    ResponderExcluir
  24. Acho que esse seria um ótimo livro para eu ler! Eu tenho o livro "Olhe nos meus olhos", do John Elder Robison, o ator tem a síndrome de Asperger e conta um pouco sobre como é a sua vida com essa síndrome, e é bem interessante, porque a gente acaba entendendo como é viver com isso, sem se focar nos sintomas da pessoa, mas na vivência dela.

    ResponderExcluir
  25. Nossa! Esse livro é super fofo. Eu me encantei com essa leitura e recomendo à todos!

    ResponderExcluir

Quer deixar uma dica ou sugestão? Comente e me deixe feliz.

Para que eu possa visitar seu blog deixe um comentário com o nome do blog e eu entrarei em seu perfil. Ou use a opção Nome/URL. Por favor não coloquem links nos comentários porque o blogger considera como spam.

Agradeço a visita!