Resenha: Entre Mundos - Brenna Yovanoff

Editora: Bertrand Brasil
Ano: 2013
Páginas: 392
Tradutor: Sibele Menegazzi

A protagonista Daphne vive em Pandemonium desde que nasceu e sempre se sentiu excluída, um peixe fora d’água. Mesmo sendo filha de Lúcifer e Lilith, a mulher mais poderosa do inferno, a menina sempre teve o desejo de uma vida diferente da de suas irmãs, que se alimentam do sofrimento humano. Já seu irmão, Obie, que se dedica a salvar espíritos desvirtuados na Terra, é um ídolo e a esperança de Daphne para mudar de vida. Quando Obie é raptado, Daphne foge para a Terra para resgatá-lo e tentar encontrar seu verdadeiro caminho. Ela só não imaginava conhecer o misterioso e desprotegido Truman.


Classificação:     



" - Ele age como humano, Daphne. Ele pode ansiar pela Terra, se apaixonar e fazer o trabalho que ele faz porque se sente humano, e é isso que você tem de entender. Você jamais irá convencer alguém a mudar o que sente." Página 34


O Substituto foi uma leitura maravilhosa e Entre Mundos não poderia ser menos impactante do que o primeiro best-seller da autora Brenna Yovanoff. Apesar de serem leituras totalmente diferentes, ambos os livros cativam o leitor de uma maneira singular. 

Entre Mundos é ambientado no Inferno, isso mesmo, o lugar em que todos os condenados passam sua eternidade. Lá conhecemos Daphne, uma jovem filha de Lilith e Lúcifer. Obie, seu irmão mais velho e exemplo, é filho de Lilith com Adão e é o mais amado por sua mãe. Quando o rapaz decide fugir para a Terra, Daphne acredita ser perigoso e conta tudo para Belzebu, que é aquele que a jovem considera como pai. Em meio a esta turbulenta transição, Daphne conhece Truman Flynn um garoto que estava no inferno durante a partida de Obie. A jovem acaba se afeiçoando ao rapaz e não permite que ele fique em Pandemonium, fazendo com que ele seja enviado para a Terra.

Quando Lilith descobre que Obie desapareceu, Daphne percebe que esta é a sua oportunidade de ser melhor do que sempre foi e parte para encontrar seu irmão mais velho. Qual sua única pista? Truman Flynn, o jovem da estação e último paciente de Obie. 



" Pela primeira vez, passa pela minha cabeça cogitar se a razão pela qual ela insiste constantemente para que eu seja mais como as minhas irmãs é porque ela se corrói ao me vez ali quieta, enquanto ela, se pudesse, fugiria. No entanto, nunca fui ardente nem corajosa. Nunca fui impulsiva. Sempre foi da minha natureza pensar cuidadosamente em tudo e, decidir qual seria a melhor solução. Só que, às vezes, as circunstâncias mudam. Às vezes as coisas ficam tão ruins e complicadas que sua natureza não importa mais." Páginas 59 e 60



Depois de uma longa busca pelo rapaz, Daphne o encontra e o salva novamente de si mesmo. Aos poucos a jovem começa a se apegar a Truman e ele é o único que poderá lhe ajudar na busca por seu irmão. Enquanto isso, Pandemonium está alerta, já que algumas Lilim (irmãs de Daphne) estão sendo brutalmente assassinadas em suas idas à Terra. A busca de Daphne não pode parar, mas Lilith teme pela segurança de sua filha mais nova. Será que com a ajuda deste rapaz problemático a jovem demônio conseguirá resgatar seu irmão? 

Pela sinopse e por minhas palavras você já deve ter percebido que este livro é diferente de tudo aquilo que já foi lançado. A obra é excepcional e transmite ao leitor todas as nuances do amor de Daphne por seu irmão, Truman e toda a sua família. O início da leitura pode ser um pouco confuso e confesso que a princípio achei a personagem Daphne um tanto egocêntrica, mas com o desenrolar da narração você percebe que ela deixa de lado a própria segurança para ir atrás de seu irmão, então percebemos que isso que é amor. Truman é um personagem perturbado, que conquista o leitor justamente por isso, por sua fragilidade. 

A obra é dividida em três partes e cada uma trata de um local em que a protagonista se encontra. A capa é perfeita, pela imagem não sei se vocês conseguem perceber o quanto parece real o fogo ao lado de Daphne, esta é sem dúvida uma das melhores capas da Editora Bertrand Brasil. A diagramação é ótima e torna a leitura fluida, há ainda a contagem das horas para o grande acontecimento da obra - feita por menções antes de alguns capítulos. Entre Mundos é perfeito e nos mostra que até as pessoas que se consideravam incapazes, podem amar. 



" - A sua mãe não ama você?
- Não - disse ela, e foi quase um sussurro. - Mas Obie me ama. É por isso que tenho que encontrá-lo." Página 195

17 comentários:

  1. A capa é sem duvida linda e a estoria inovadora, não conhecia o livro mas depois de ler a sinopse e sua resenha já sei que preciso ler ele. Gostei de cada detalhe que você forneceu sobre a trama e percebi que ela não parece ser muito focada entre o bem e o mal e coisas do gênero que sempre acontecem em livros que trazem menção do inferno/lúcifer/demônios e isso me agradou bastante.

    Meu Mundo, Meu Estilo

    ResponderExcluir
  2. A sinopse é bem interessante e diferente. Parece que tem uma pouco de aventura (a busca de Daphne por Obie), mistério (assassinatos das irmãs) e muito sobrenatural. Acho que iria gostar bastante do livro.
    Gostei da capa.

    ResponderExcluir
  3. A capa é realmente muito bonita, chama a atenção e dá vontade de ler. Achei a história muito interessante, gosto de livros que enfocam o sobrenatural. Esse vai pra minha lista!

    Comecei a acompanhar seu blog agora e estou adorando!! Bjs

    ResponderExcluir
  4. A capa maravilhosa ,a história interessante,instigante e misteriosa!
    Abrindo esse ano uma exceção para o gênero!
    Beijinss!

    ResponderExcluir
  5. Uma boa resenha, mas não gostei da capa. Além de não me interessar pela história!
    Abraços,

    ResponderExcluir
  6. Cara sinistro , mas parece muito bom !!

    ResponderExcluir
  7. Eu quero ler é sinistro mas parece bom

    ResponderExcluir
  8. Romance sobrenatural.
    Deve ser bem interessante!

    ResponderExcluir
  9. Não lembro de ter lido resenha deste livro, mas como envolve romance e sobrenatural, com certeza já estou anotando o nome.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  10. Achei todo o enredo perfeito. Parece ser um livro para entrar nos favoritos fácil, fácil. Na verdade, a editora sempre lança bons livros né?
    Enfim, só a capa que não curti muito, mas o conteúdo em si, vale muito a pena ler.

    ResponderExcluir
  11. O livro é impactante, a capa chama um pouco a atenção ao tema.

    ResponderExcluir
  12. Que doidera de história!!1 kkkkkkkk mas mesmo assim me interessei, parece ser algo bem diferente de tudo que já li. E eu até acho que estou mais suscetível a livros sobrenaturais ultimamente só que sofro do grande problema dos leitores rs: a falta de dinheiro! Mas adorei conhecer esse livro, confesso que nunca tinha ouvido falar!

    ResponderExcluir
  13. Amo essa capa e a sua resenha é a 3a que leio e só elogios ao livro... preciso dizer que quero?! hahahahahahahahaha

    ResponderExcluir
  14. Achei o resumo da história um pouco confuso, porém talvez lendo o livro e conhecendo os personagens seja mais fácil acompanhar. Ouvi falar maravilhas dessa autora, e embora O Substituto esteja na minha lista de desejados, ainda não tinha buscado saber mais sobre Entre Mundos. Parece ser uma história completamente original!
    A unica coisa que detestei foi a capa.

    ResponderExcluir
  15. Pela sua resenha, me passou a ideia de uma história forte e bem diferente mesmo do que eu tenho lido. Essa ambientação no inferno é algo que amedronta e instiga ao mesmo tempo. Ainda não li nada da autora, mas pelo jeito ela tem um jeito todo dela de contar uma história.

    ResponderExcluir
  16. Não gosto de livros assim apesar de chamar a atenção e ser um livro forte, vou passar batido nesse.

    ResponderExcluir

Quer deixar uma dica ou sugestão? Comente e me deixe feliz.

Para que eu possa visitar seu blog deixe um comentário com o nome do blog e eu entrarei em seu perfil. Ou use a opção Nome/URL. Por favor não coloquem links nos comentários porque o blogger considera como spam.

Agradeço a visita!