Por dentro da tela: Vírus

Ano de Lançamento 2009
País de Origem EUA
Duração 84 minutos

Um vírus mortal se espalhou por todo o globo. Quatro jovens dirigem pelas estradas dos EUA com o objetivo de chegar ao Golfo do México, onde poderiam sobreviver a doença apocalíptica. Seus planos começam a dar errado quando o carro quebra em uma estrada isolada.


Classificação:   




"Está um dia lindo e não deveria estar um dia lindo. Eu espero e nada acontece comigo, pela primeira vez eu sinto que estou sozinho no mundo."








Danny e Brian são irmãos, Bobby é a namorada de Brian e Kate uma amiga de Danny. Os quatro estão em uma luta por sua sobrevivência, pois um vírus está infectando a maioria dos humanos e ao ser contaminado você já está morto, é só questão de tempo. Em uma estrada encontram Frank e sua filha Jodie, que está infectada, o homem diz que já existe um centro de tratamento para os doentes e pede um pouco de gasolina, mas os jovens não cedem. Quando seu carro estraga alguns quilômetros depois, os quatro concordam em levar os doentes até o local em que estão sendo tratados e uma longa viagem começa.

No início acabei achando o filme sem pé nem cabeça, pois não é algo assustador como filmes de zumbi. Apesar de os doentes ficarem parecidos com zumbis... Se eu tivesse feito esta resenha logo que assisti, iria dar uma nota bem menor do que esta, pois esperava bem mais da produção. Confesso que no início estava assistindo apenas por causa da Emily Vancamp, mas quando há o encontro comecei a realmente gostar do filme. Quando o filme acabou eu pensei: e agora? Porque nada é explicado desde a origem do vírus até o que irá acontecer com os que sobraram, mas como falei antes iria dar uma nota medíocre. Contudo, quando fui buscar a sinopse do filme e ler algumas opiniões percebi que eu deveria analisar o filme com outros olhos, vendo como uma pessoa que se estivesse naquela situação e tivesse que escolher: eu faria o mesmo? 

Esta questão de sobreviver a qualquer custo é o que move os protagonistas, que desfazem laços por sua vida. Amor, família, nada significam quando a sua sobrevivência está em jogo e é isso que Vírus nos mostra, o poder das escolhas e nisso o filme foi bastante real e duro. Neste ponto, o filme é indicado para aqueles que querem conferir a fragilidade dos laços humanos e as consequências de suas ações. 







7 comentários:

  1. Filme maravilhoso, já vi ele tem um tempo, irei ve-lô novamente, mas eu adorei ele quando vi pela primeira vez!
    http://leituramagnifica.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Assisti esse filme há muito tempo atrás e até que gostei da estoria ela tem pontos bem dramáticos e como você já comento foca mais nas decisões que foram tomas e suas consequências...

    Meu Mundo, Meu Estilo

    ResponderExcluir
  3. Não conhecia esse filme, mas ele parece ser interessante. Parece que depois de vê-lo vc faz uma reflexão do que faria se estivesse naquela situação, acho isso bem legal.
    Vou tentar vê-lo nesse final de semana. Obrigada pela dica!

    ResponderExcluir
  4. Assisti esse filme há um tempo atrás e na época não gostei muito. Vou assistir de novo e tentar ver com outros olhos, como você fez... quem sabe não gosto mais dele??

    Abraços

    ResponderExcluir
  5. Não assisti o filme, não gostei do título, mas talvez vou assisti-lo, bjos!

    ResponderExcluir
  6. Este eu assisti, e você explicou bem, foi duro ver as escolhas feitas para poder sobreviver, era um golpe no estômago.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  7. Eu já vi o filme e não achei AQUELE FILME.
    É legalzinho e tudo mais, mas não foi tudo o que eu esperava, tinha um enredo bacana mas não foi bem aproveitado.

    ResponderExcluir

Quer deixar uma dica ou sugestão? Comente e me deixe feliz.

Para que eu possa visitar seu blog deixe um comentário com o nome do blog e eu entrarei em seu perfil. Ou use a opção Nome/URL. Por favor não coloquem links nos comentários porque o blogger considera como spam.

Agradeço a visita!