Resenha: Cidade das Cinzas - Cassandra Clare / Os Instrumentos Mortais - Vol.2

Editora: Galera Record
Ano: 2011
Páginas: 404
Tradutor: Rita Sussekind


Clary Fray só queria que sua vida voltasse ao normal. Mas o que é “normal” quando você é uma Caçadora de Sombras assassina de demônios, sua mãe está em um coma magicamente induzido e você de repente descobre que criaturas como lobisomens, vampiros e fadas realmente existem? Se Clary deixasse o mundo dos Caçadores de Sombras para trás, isso significaria mais tempo com o melhor amigo, Simon, que está se tornando mais do que só isso. Mas o mundo dos Caçadores não está disposto a abrir mão de Clary — especialmente o belo e irritante Jace, que por acaso ela descobriu ser seu irmão. E a única chance de salvar a mãe dos dois parece ser encontrar o perverso ex-Caçador de Sombras Valentim, que com certeza é louco, mau... e também o pai de Clary e Jace.

Para complicar ainda mais, alguém na cidade de Nova York está matando jovens do Submundo. Será que Valentim está por trás dessas mortes? E se sim, qual é o seu objetivo? Quando o segundo dos Instrumentos Mortais, a Espada da Alma, é roubada, a aterrorizante Inquisidora chega ao Instituto para investigar — e suas suspeitas caem diretamente sobre Jace. Como Clary pode impedir os planos malignos de Valentim se Jace está disposto a trair tudo aquilo em que acredita para ajudar o pai?


Classificação:    

A RESENHA CONTA COM SPOILERS DE CIDADE DOS OSSOS

"- Como você consegue nunca se sujar?
Isabelle deu de ombros filosoficamente.
- Tenho o coração puro. Isso repele a lama.
Jace riu tão alto que ela olhou para ele com a testa franzida. Ele balançou os dedos sujos de lama para ela. As unhas eram luas crescentes pretas.
- Imundo por dentro e por fora." Página 20


Estando em posse do Cálice Mortal, Valentim está sendo procurado por todos os Caçadores de Sombras. Algum plano está por trás e a Clave quer descobrir, para isso começam a investigar Jace que é a maior testemunha no caso. O garoto está se comportando de forma mais rebelde do que o convencional e afirma que não tem nada a esconder da Clave e que, ao contrário de seu pai, não tem qualquer plano de iniciar uma guerra.

Por outro lado, Clary ainda está lutando contra os sentimentos que tem por Jace já que o romance está fadado ao fracasso sendo os dois, irmãos. Quando a Inquisidora visita o Instituto, Jace se comporta de forma grosseira e é penalizado sendo obrigado a passar uma noite na Cidade do Silêncio. Seria apenas uma noite qualquer, isto é, se não tivesse ocorrido um massacre no local e todos estivessem mortos, a não ser por Jace. A princípio o crime (aos olhos dos caçadores) foi orquestrado por Valentim para libertar seu filho mais velho, porém ao notar que mais um Instrumento Mortal sumiu é que começam a perceber que Jace é apenas uma peça nesse grande quebra-cabeça.


"- Você precisa ser tão... - começou, mas parou ao ver o rosto dele. Parecia despido, estranhamente vulnerável. 
- Desagradável? - Ele concluiu para ela. - Só quando a minha mãe adotiva me expulsa de casa com instruções para nunca mais voltar a bater à porta dela. Geralmente sou extraordinariamente amável. Tente em qualquer outro dia da semana que não acabe com a ou o." Páginas 49 e 50


A narração de Cidade das Cinzas segue o mesmo ritmo do primeiro volume da série, deixando o leitor ansioso por saber o que acontecerá nas próximas páginas. Os ânimos estão elevados e todos querem saber o que Valentim fará a seguir, se Jace e Clare irão se aproximar ou se Max finalmente será respeitado. Como falei na resenha de Cidade dos Ossos, Izzy é minha personagem favorita e nesse segundo volume ela ganhou mais cenas e continua com seu mal humor. O irmão mais novo dos Lightwood é apresentado e novos personagens surgem para completar a história, incluindo novos lobisomens do bando de Luke. 

O livro é fluido e viciante, já digo que se você começar o primeiro já deve abandonar todas os planos de leituras seguintes, pois só ficará feliz quando acabar a leitura da série.

 "- Diga a Isabelle que não.
 - Mas ela acha uma boa ideia - protestou Alec.
 - Então diga que não duas vezes." Página 139

7 comentários:

  1. A narrativa da Cassandra Clare é viciante. Quando li os livros da série, ficava o dia todo lendo porque tinha que saber como acabava rs
    Super ansiosa para o lançamento do ultimo livro! *-*

    ResponderExcluir
  2. Essa é uma das series que eu quero ler esse ano, a leitura parece ser bem fluida e envolvente cheia de fatos que prendem o leito *--*

    Meu Mundo, Meu Estilo

    ResponderExcluir
  3. Já tinha interesse na série, fiquei com mais vontade ainda de ler nesse minuto! OBG ;)

    ResponderExcluir
  4. Como já comentei em uma outra resenha, não me desperta nenhum interesse pela série. Não vou lê-la por agora!

    ResponderExcluir
  5. Legal que a sequência consegue segurar e empolgar ainda mais o leitor.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  6. Como não li nada da série, fico meia perdida nessas resenhas KKKK
    Mas é uma série que eu tenho muita vontade de acompanhar, então, vamos ver se consigo ler um ou dois neste ano.

    ResponderExcluir
  7. A sinopse desse é tão interessante quanto a do primeiro livro, e provavelmente, o livro deve ser realmente bom.

    ResponderExcluir

Quer deixar uma dica ou sugestão? Comente e me deixe feliz.

Para que eu possa visitar seu blog deixe um comentário com o nome do blog e eu entrarei em seu perfil. Ou use a opção Nome/URL. Por favor não coloquem links nos comentários porque o blogger considera como spam.

Agradeço a visita!