Resenha: Bela Maldade - Rebecca James

Editora: Intrínseca
Ano: 2011
Páginas: 302
Tradutor: Maria Luiza Borges

Após uma horrível tragédia que deixou sua família, antes perfeita, devastada, Katherine Patterson se muda para uma nova cidade e inicia uma nova vida em um tranquilo anonimato. Mas seu plano de viver solitária e discretamente se torna difícil quando ela conhece a linda e sociável Alice Parrie. Incapaz de resistir à atenção que Alice lhe dedica, Katherine fica encantada com aquele entusiasmo contagiante, e logo as duas começam uma intensa amizade. No entanto, conviver com Alice é complicado. Quando Katherine passa a conhecê-la melhor, percebe que, embora possa ser encantadora, a amiga também tem um lado sombrio. E, por vezes, cruel. Ao se perguntar se Alice é realmente o tipo de pessoa que deseja ter por perto, Katherine descobre mais uma coisa sobre a amiga: Alice não gosta de ser rejeitada...

Classificação:      

"Já ouvi dizer que as pessoas encantadoras, poderosas, têm o dom de nos fazer sentir como se fôssemos a única criatura no mundo, e agora sei exatamente o que isso significa. Não sei bem o que ela faz, ou como faz - outra pessoa teria parecido excessivamente ávida, até obsequiosa -, mas, quando Alice me dá atenção dessa maneira, eu me sinto radiante, reconfortada pela certeza de ser plenamente compreendida." Páginas 14 e 15



Katherine Patterson poderia ser uma jovem normal de dezessete anos, mas não, ela se isolou do mundo e poucos sabem quem a garota realmente é. Alguns anos atrás sua vida foi o foco da mídia e o assassinato de sua irmã foi alvo de especulações, porém a garota decidiu se mudar e começar uma nova vida e, ao contrário do que costumava fazer, agora quer viver em anonimato. Quando conhece Alice sua vida começa a mudar e Katherine, Alice e Robbie se tornam um trio inseparável.

Robbie é completamente apaixonado por Alice e deixa a jovem fazê-lo de gato e sapato, já Katherine fica com pena do rapaz, mas ela não pode fazer nada. Quando a amizade começa a ficar mais profunda, Katherine decide abrir o jogo com Alice e lhe conta tudo sobre a noite que mudou sua vida para sempre. Rachel, sua irmã mais nova, foi drogada, estuprada e morta. À princípio, Alice se mostra compreensiva e ajuda a nova amiga, porém, aos poucos, tudo começa a mudar e Katherine é colocada contra a parede, sendo acusada diversas vezes por ser cúmplice da morte de sua irmãzinha. 

Em um dos surtos de Alice, Katherine conhece Phillipha e começa a ficar amiga da mulher. Será que agora a garota começará a perceber como Alice é?


"-Sério? - E assente com a cabeça. - Ah, estava. Você se refere àquilo de a pessoa importante nesta história ser ela? Muito sério. Ela é uma narcisista de marca maior. Só se importa realmente consigo mesma." Página 55



O livro é narrado em primeira e terceira pessoa, dependendo do capítulo e os fatos nos são apresentados de forma não-linear. Não contei mais sobre a história, pois corro o risco de revelar bem mais do que deveria, então prefiro deixá-los na curiosidade. O livro é tenso, forte e viciante. Comecei e terminei a leitura em apenas um dia, pois não consegui abandonar a leitura por nada no mundo. É claro, dei algumas pausas já que o conteúdo pode ser perturbador, mas é isto que torna o livro singular e um dos melhores que já tive a oportunidade de ler.

A capa é muito bonita e brilhante, mudando com o contato com a luminosidade. A divisão de capítulos facilita a leitura e a diagramação está impecável. Poderia ficar por horas dizendo como a história parece bastante real, foi bem construída e apesar de tudo não consigo odiar Alice, mas sei que a resenha ficaria enfadonha. 

Se você pretende ler Bela Maldade tenha em mente que a história é de arrepiar e cada detalhe fará com que uma mistura de sentimentos venha à tona, porém perceberá como são estes pequenos detalhes que tornam a leitura tão real e sem igual. 


"E isso é uma coisa que certamente também magoará meus pais. Cada vez que algo grande acontece em minha vida, como concluir o ensino médio, me apaixonar ou ficar grávida, isso só pode servir como um lembrete cruel de tudo o que Rachel nunca terá, nunca fará." Página 238

11 comentários:

  1. Fiquei muito curiosa para ler Bela Maldade depois dessa resenha intrigante! Vou tentar não criar altas expectativas para o livro, para não me desapontar depois, como aconteceu quando li Garota Exemplar.
    Achei a capa lindíssima com esse tom de azul royal/roxo e os espinhos.

    ResponderExcluir
  2. Olá!! comprei esse livro pela capa,que é maravilhosa..O livro é muito bom,mas não sei o que sentir em relação a ele,achei que a autora impôs uma grande tensão em relação ao crime da Rachel.Mas nada tão horrível,que tenha comprometido a história.
    Bjs' :D

    ResponderExcluir
  3. Gostei muito dese livro!
    Bem adolescente, mas legal!
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  4. Sua resenha esta impecável e você ter comentado que parece ser bem real com a leitura sendo forte e tensa em diversas parte me deixou bem curiosa para lê-lo *--*

    Meu Mundo, Meu Estilo

    ResponderExcluir
  5. Apesar das boas resenhas que já li a respeito deste livro, não me sinto motivada a ler.
    Bjs, rose.

    ResponderExcluir
  6. Com uma defesa dessas não tem como não ler! Fiquei interessadíssima, a Alice aparentemente se parece muito com a Alison de PLL. Seriado que adoro :P

    ResponderExcluir
  7. O livro é em conta e até hoje não o comprei. E olha que está entre os meus desejados.
    Parece uma leitura agradável de um dia, sabes? Amo livros que você consegue fluir e acabar em um dia. Com certeza lerei este e espero comprar este ano né u.u

    ResponderExcluir
  8. Já ouvi falar muito do livro, e me deixou bastante interessado, a capa também dá uma super ajuda na hora de escolhê-lo né!

    ResponderExcluir
  9. Já vi esse livros diversas vezes em promoções, mas a primeira vez que tive contato com ele foi na Bienal de São Paulo e confesso que inicialmente ele não me interessou. Talvez seja porque a editora não trabalhou o marketing dele de forma agressiva como costuma fazer, no entanto acho que se isso acontecesse eu ficaria mais ainda com o pé atrás (Controverso eu sei). Esta é a primeira resenha que leio dele Rafa e acabei me interessando, deve ser uma leitura instigante. Quem sabe eu consiga colocá-lo na minha próxima lista de compras :)

    ResponderExcluir

Quer deixar uma dica ou sugestão? Comente e me deixe feliz.

Para que eu possa visitar seu blog deixe um comentário com o nome do blog e eu entrarei em seu perfil. Ou use a opção Nome/URL. Por favor não coloquem links nos comentários porque o blogger considera como spam.

Agradeço a visita!