Resenha: Cidade de Vidro - Cassandra Clare / Os Instrumentos Mortais - Vol.3

Editora: Galera Record
Ano: 2012
Páginas: 476
Tradutor: Rita Sussekind

Clary está à procura de uma poção para salvar a vida de sua mãe. Para isso, ela deve viajar até a Cidade de Vidro, lar ancestral dos Caçadores de Sombras, criando um portal sozinha. Só mais uma prova de que seus poderes estão mais sofisticados a cada dia. Para Clary, o perigo que isso representa é tão ou menos assustador quanto o fato de que Jace não a quer por perto. Mas nem o fora de Jace nem estar quebrando as regras irão afastá-la de seu objetivo: encontrar Ragnor Fell, o feiticeiro que pode ajudá-la a curar a mãe.


Classificação:    


" - Luke, eu não sabia...
- Claro que não sabia. Não sabe nada sobre Idris. Nem sequer se importa com Idris. Só estava chateada por ter ficado para trás, como uma criança, e deu um chilique. E agora estamos aqui. Perdidos, congelando, e... - Ele se interrompeu, com o rosto tenso. - Vamos. Vamos começar a andar." Página 49


Como nos livros anteriores, Cidade de Vidro nos mostra o véu entre os mundanos e a luta entre os Caçadores das Sombras e os demônios. Clary mergulha de cabeça nessa nova realidade imposta para sua vida e como nos foi apresentado ao final de Cidade das Cinzas, agora há um nome que deve ter as respostas para a condição de Jocelyn. 

A garota está de viagem marcada para Idris, porém os planos de Jace são outros. O Caçador de Sombras não quer que sua irmã mais nova se envolva mais nesse mundo em que foi jogada, então com a ajuda de Simon consegue fazer com que Clary tenha sua ida cancelada momentaneamente. Apesar de tudo, Clary consegue fazer um portal e junto de Luke vai para Idris. Lá é apresentada para Amatis, irmã de Luke. Com a ajuda da mulher o veneno do lago Lyn é tirado do corpo de Clary e ela vai atrás dos Lightwood. 

Por sua vez, Jace fica irado quando vê a irmã em Idris, mas agora já é tarde. Sendo muito desagradável, Jace faz com que Clary se aproxime de Sebastian e o garoto está disposto a ajudá-la a encontrar Ragnor Fell, o feiticeiro de pode ajudar sua mãe a ficar melhor. 


Neste volume ainda contamos com a ilustre presença de Valentim Morgenstern. O homem continua com seus planos de limpar a Clave e criar uma nova raça de caçadores e isso só será possível com a queda dos que integram a Clave em Idris. Uma guerra é certa. De qual lado Jace estará? Em quem Clary pode realmente confiar? Izzy e Simon finalmente irão se acertar? Algumas destas perguntas serão respondidas em Cidade de Vidro, curioso? 



"- Então é verdade. Os Lightwood nos contaram, mas não achei...
- Que estivéssemos dizendo a verdade? - disse Jace, falando pela primeira vez desde que tinham descido. - Não mentiríamos a respeito de uma coisa dessas. Simon é... único. 
- Eu o beijei uma vez - disse Isabelle, para ninguém em particular." Página 53



Como nos volumes anteriores a leitura é viciante e você fica curioso para saber como Cidade de Vidro termina. O livro conta com mais ação, cenas de batalha e mortes. Incluindo algumas que prefiro nem comentar, pois estou ainda tentando assimilar. Gostei bastante de Cidade de Vidro, mas ainda não consigo avaliar os livros em cinco, pois algo que não sei o que é ainda está faltando. 

Não consigo engolir a Clary e o Jace, claro, mas comecei a gostar um pouco deles. Por outro lado, Simon e Isabelle são meus favoritos e Magnus Bane está subindo em meu conceito. Contamos com muitas cenas surpreendentes e revelações nesse volume e espero ansiosa para saber o que acontece no próximo volume. Para quem está curioso com a leitura, uma dica, leia. 


" - Ah, detesta? Bem, então é melhor que eu pare, não? Quero dizer, você faz tudo que eu peço. 
- Você não tinha o direito de fazer o que fez! - estourou, furiosa, de repente. - Mentir para mim daquele jeito. Você não tinha o direito...
- Eu tinha todo direito! - gritou. Não achava que ele já tivesse gritado com ela assim. - Tinha todo o direito, sua idiota, idiota. Sou seu irmão, e eu...
- E você o quê? É meu dono? Não é meu dono, irmão ou não." Página 115

6 comentários:

  1. Amo cidade de Vidro, estou lendo na verdade amo a saga toda de IM

    ResponderExcluir
  2. Não me interesso nem um pouco pela série (só um pouquinho de nada, rs) , não me despertou a vontade de ler. Mas, EM BREVE!

    ResponderExcluir
  3. Esta é uma série que apesar do meu interesse eu ainda não conheço, o que é uma pena, pois gosto muito das resenhas que leio.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  4. Ainda não comecei a ler esta serie, mas pelo que vi de todos os livros deve ser realmente viciante, a trama tem tudo para ser perfeito...

    Meu Mundo, Meu Estilo

    ResponderExcluir
  5. O que é legal nessa série é ver que a qualidade continua no mesmo nível, ao menos parece.
    A maioria dos fãs amam todos os livros, não tem aquele que: Ah! foi fraco demais.

    ResponderExcluir
  6. Cenas de mortes sempre me emocionam, ainda mais quando sou ligado aos personagens, mas isso sempre acaba contribuindo de alguma forma para a trama, então eu acabo aceitando no final hahaha

    ResponderExcluir

Quer deixar uma dica ou sugestão? Comente e me deixe feliz.

Para que eu possa visitar seu blog deixe um comentário com o nome do blog e eu entrarei em seu perfil. Ou use a opção Nome/URL. Por favor não coloquem links nos comentários porque o blogger considera como spam.

Agradeço a visita!