Resenha: Cinquenta tons mais escuros - E.L. James

Editora: Intrínseca
Ano: 2012
Páginas: 512


Assustada com os segredos obscuros do belo e atormentado Christian Grey, Ana Steele põe um ponto final em seu relacionamento com o jovem empresário e concentra-se em sua nova carreira, numa editora de livros. Mas o desejo por Grey domina cada pensamento de Ana e, quando ele propõe um novo acordo, ela não consegue resistir. Em pouco tempo, Ana descobre mais sobre o angustiante passado de seu amargurado e dominador parceiro do que jamais imaginou ser possível. Enquanto Christian tenta se livrar de seus demônios interiores, Ana se vê diante da decisão mais importante da sua vida.


Classificação:    



Minha opinião sobre a trilogia, baseada nesta leitura, se resume neste vídeo. 



Nunca pensei que eu diria isso e você pode conferir os motivos na resenha do livro anterior, Cinquenta Tons de Cinza, mas como leitora e blogueira tenho que dar uma opinião sincera sobre a leitura. Então aqui vai: precisei dar o braço a torcer e falar que o livro é bom. Não uma maravilha da literatura, bem menos, mas a leitura realmente flui e tem uma história além de toda a relação sadomasoquista entre Christian e Anastasia. 

Depois de toda a crise de consciência de Ana, no final do final do livro passado, ela percebe que está sentindo falta de Christian e acaba pedindo para ele levá-la na exposição de José. Ele, como um bom cavalheiro, topa e acaba comprando todas as imagens que José havia exposto da amiga. Depois de toda a discussão sobre o relacionamento que havia acabado, Christian aceita tentar sair com Ana sendo um cara relativamente normal. 


" E assim um padrão se estabelece: acordar, trabalhar, chorar. dormir. Bem, tentar dormir. Não consigo fugir dele nem em meus sonhos. Os olhos ardentes de Grey, o olhar perdido, o cabelo macio e brilhoso me perseguem. E a música... tanta música. Não suporto ouvir música alguma. Tenho o cuidado de evitar a todo custo. Mesmo jingles em comerciais de tevê me deixam trêmula." página 12


Contudo, esta vida normal não é possível porque ele é Christian Grey. Seus cinquenta tons acabam se tornando um fardo que Ana precisa aceitar, isto é, a personificação dos atos de Christian acaba sendo Leila, uma ex-submissa que está fora de controle. Ana percebe que ela é uma versão sua, porém um pouco mais acabada e com isso a Srta.  Steele vê que Christian tem um padrão para submissas:  garotas com cabelos castanhos e pele clara. O motivo? Ela não sabe e ele não faz muita questão de revelar. 

" - Adoro essa música - murmura ele, olhando-me nos olhos - Parece muito apropriada. - Ele não está mais rindo, ficou sério.
- Você também está sob a minha pele. - respondo. - Ou estava, lá no seu quarto.
Ele pressiona os lábios, mas não consegue disfarçar que está se divertindo.
- Srta. Steele - adverte-me de brincadeira -, eu não tinha ideia de que você podia ser tão vulgar. 
- Nem eu, Sr. Grey. Acho que são minhas experiências recentes. Foram muito educativas. 
- Para nós dois. - Christian está sério de novo, e poderíamos ser só os dois e a banda ali. Estamos em nossa própria bolha." página 146


Como podem perceber os diálogos continuam, de certa forma, engraçados. A autora começou a dosar as ações da deusa interior e do inconsciente da Ana e confesso que não senti raiva destas partes, como aconteceu no primeiro volume da trilogia. A leitura foi bem mais rápida e eu realmente gostei, mas acredito que foi porque neste livro tem uma história além da vida sexual de Ana e Christian. Outros personagens que apareciam no primeiro livro foram quase esquecidos, como Kate e Elliott, mas a irmã de Christian, Mia, acabou aparecendo mais e confesso que se tornou minha personagem favorita. É claro que a leitura me lembrou, muitas vezes, da saga Crepúsculo, mas ao contrário do primeiro volume, este teve algo a mais e que me cativou. 

" É uma revelação libertadora, como se um peso enorme fosse tirado de mim. Esse homem lindo e fodido, a quem já considerei meu herói romântico - forte, solitário, misterioso: ele possui todas essas características -, também é frágil, estranho e cheio de desprezo por si mesmo. Meu coração se enche de alegria, mas também de dor por seu sofrimento. E sei neste momento que meu coração é grande o suficiente para nós dois. Espero que seja grande o suficiente para nós dois." página 183

Estou sendo bastante cuidadosa com esta resenha para não liberar muitos spoilers, mas é praticamente impossível fazer uma resenha completa sem falar muito. Então prefiro deixar que vocês descubram o que acontece mais neste volume da trilogia, mas se eu pudesse resumi-lo em uma palavra seria interessante.  Não é uma leitura  enfadonha, como foi no primeiro volume, e faz com que o leitor fique curioso para saber mais sobre o passado conturbado de Christian. Tudo é revelado neste livro, então por isso que digo que realmente teve história além de todo o sexo.  Você já deve ter percebido que eu não tinha quaisquer expectativas para a leitura e realmente, só li porque ganhei os livros em setembro do ano passado. Então demorei um pouco para querer ler o segundo volume, mas não me arrependo.  

" - Você nunca falha, Ana. Você é linda, inteligente, estimulante, divertida, sensual, e todos os dias eu agradeço à Divina Providência ter sido você a me entrevistar, e não Katherine Kavanagh. - Ele beija meu cabelo Sorrio e bocejo em seu peito. - Estou cansando você - continua ele. - Venha. Banho, depois cama." página 228






21 comentários:

  1. Aii Meu Deus... eu odiei (nao odiei nao) mas nao gostei muito do primeiro lviro.. minha resenha arrancou muitas risadas.. aqela deusa interior.. oakdoakd
    Bom saber que teve algo a mais porque o primeiro livro foi ruim. A escrita da autora melhora? oaskdo beijos


    Guilherme Kunz
    www.tematoa.com
    FanPage

    ResponderExcluir
  2. Esse é o melhorzinho da série, mas ainda assim não gostei. É a personalidade dos protagonistas que não me agrada e é tudo muito clichê.

    ResponderExcluir
  3. Também concordo q o livro é bom.
    Não sou muito fã da série, mas acho ela boa.
    Detesto a Anastacia (e sua deusa interior!!) Mas gosto muito do Christian.... Acho um bom personagem....

    ResponderExcluir
  4. Tenho vontade de nem comentar em resenhas dessa série. Eu já li a trilogia e posso dizer com todas as palavras: Que lixo!
    Sério, não vou me prolongar nos defeitos porque daria uma nova resenha. Mas posso dizer que é uma mistura de: Personagens mal elaborados (principalmente Ana), enredo fraco e sem conteúdo, muitos clichês, mensagens negativas e muito mais. Parece que a autora acordou em um dia e Pega todos os pontos negativos da saga Twilight e multiplica. Irritante!

    ResponderExcluir
  5. Bom saber que você achou o livro bom..
    Só li cinquenta tons de cinza e não quis dar continuidade a série..
    Mas quem sabe um dia!

    ResponderExcluir
  6. Eu só li Cinquenta tons de cinza.
    Comecei o segundo, mas não passei do segundo capítulo.
    Não consegui encontrar nada que me chamasse atenção.
    Para mim Ana estava sendo tão idiota quanto antes, mas quem sabe no futuro eu compre os livros e dê uma chance para terminar a trilogia.
    Só o tempo dirá...

    http://lisos-somos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Não li ainda o primeiro livro da trilogia, mas eu sinceramente não tenho vontade de ler.
    A sinopse não me agrada, o que as pessoas falam não me agrada...
    Não deu.

    ResponderExcluir
  8. Ahhhhhhhhhhh eu não podia ler a resenha!
    Estou esperando para ler Cinquenta Tons de Cinza.

    Parece que todo mundo leu menos eu! kkkkk

    ResponderExcluir
  9. Eu sou mega suspeita pra falar dessa trilogia pq amo ela. Talvez por ter sido o primeiro livro que li nesse gênero, mas não concordo com a maioria das opiniões sobre ele. Amo o Christian e sua mente perturbada, amo a forma como ele amadurece com o passar dos livros. Só concordo quando falam da Anastácia e de alguns vícios na escrita da autora E.L. James, mas temos que levar em conta que esse foi o primeiro livro escrito pela autora e ela ainda fez sucesso mundial! Imagine quando ela já tiver se aperfeiçoado nesse campo! <3

    ResponderExcluir
  10. Gosto dos tres livros. Acho que as pessoas nao gostam mais por preconceito do que por realmente nao acharem legal.

    ResponderExcluir
  11. Ok para tudo!!!! Não te odeio mais, vc deu bons argumentos por ter gostado do livro kkkkkkkk. Esquecendo toda a brincadeira por um momentinho fico até feliz que o livro tenha melhorado, confesso! o primeiro livro eu vi na minha avó e li só três capítulos, sem a mínima vontade de continuar, vc é corajosa Rafa, ok, eu sei, falei que ia parar com as brincadeiras. Quem sabe um dia eu leia, mas ainda não chegou a hora!

    ResponderExcluir
  12. Será que este livro é melhor que o outro? Não sei, só lendo pra saber :D

    ResponderExcluir
  13. Bom esse segundo livro é muito melhor que o primeiro, pra mim Ana cedeu muito fácil e rápido, a história vai além do sexo. :D

    ResponderExcluir
  14. pretendo comprar esse livro é v se a escrita da autora melhorou como já disse,pq achei o primeiro muito tedioso

    ResponderExcluir
  15. SEGUIDORA: ANDRESSA NUNES

    Cativante, uma excelente pedida.

    ResponderExcluir
  16. Esse lance de submissão é meio doentio, não é não?
    Imagino a luta interior da Ana nesta relação ...

    ResponderExcluir
  17. Na minha opinião esse é o melhor livro da trilogia, os outros são ótimos mas eu me apeguei demais a esse, todo o romance realmente começa a partir desse livro e também tem mais um pouco de ação... não posso soltar spoilers né então vou me calar. Esse é o único livro físico que eu tenho da trilogia mas ainda pretendo comprar os outros.
    Beijos

    ResponderExcluir
  18. Legal ver que esse segundo volume conseguiu superar o primeiro (coisa rara de se acontecer). Ainda bem que a autora conseguiu desenvolver uma trama mais amarradinha, e não apenas cenas e mais cenas de sexo sem contexto (mesmo sendo um romance erótico).

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  19. Gostei da resenha e achei muito bom o livro ter melhorado e adquirido uma estória além das cenas eróticas, pareceu mesmo melhor. Fiquei mais interessada em ler agora. Apesar de você ter comentado que os personagens ainda se parecem com Bella & Edward, este volume parece ser bem melhor! :)

    ResponderExcluir
  20. Adoro esses livros!!!!!!! Quero muito ganhar!!!!
    :D

    ResponderExcluir
  21. Eu já comecei rindo do vídeo do Chaves, do "Cão Arrependido" e depois ri no final da resenha com: "Tudo é revelado neste livro, então por isso que digo que realmente teve história além de todo o sexo". Mas mesmo com essa sua percepção, de que a história melhora nesse livro, ainda assim acho que ainda não é o momento para eu ler a trilogia, já que o preconceito que tenho ainda é muito forte. Talvez depois do lançamento do filme, posso mudar de ideia e dar uma chance para os livros.

    ResponderExcluir

Quer deixar uma dica ou sugestão? Comente e me deixe feliz.

Para que eu possa visitar seu blog deixe um comentário com o nome do blog e eu entrarei em seu perfil. Ou use a opção Nome/URL. Por favor não coloquem links nos comentários porque o blogger considera como spam.

Agradeço a visita!