Resenha: Nada é para sempre - Ali Cronin


Garota <3 Garoto #01
Editora: Seguinte
Ano: 2012
Páginas: 272
Tradutor: Rita Sussekind


Cass é a namorada fiel. Ashley não leva nada a sério. Donna é festeira. Ollie é mulherengo. Jack é esportista. Rich talvez seja gay. Mas e Sarah? Os amigos sempre tiram sarro dela por ser certinha demais, mas ela só está esperando pelo cara certo e agora tem certeza de que o encontrou. Será que ele sente a mesma coisa? Ou tudo não passa de uma paixão de verão? Acompanhe o emocionante último ano de escola de quatro garotas e três garotos de dezoito anos. 


Classificação:    






" Apesar de tudo, senti uma onda de animação. Eu - a rainha das virgens! - estava sentada ali, em uma praia espanhola, conversando com um menino lindo e engraçado, que tinha olhado profundamente nos meus olhos. As meninas nunca iam acreditar. Detestava ser uma virgem entre, bem, um bando de não virgens. Detestava. Mas, ao mesmo tempo, já estava resignada a permanecer assim para sempre. A ideia de que um menino gostasse de mim o suficiente para fazer aquilo era simplesmente ... estranha.  Não que eu tivesse problemas de autoestima. Não passava horas diante do espelho detestando meu corpo; não usava maquiagem demais; tinha planos. Queria ser escritora quando crescesse, e tinha todas as intenções de conseguir. Tipo, eu já podia ver meu eu futuro em uma noite de autógrafos em qualquer livraria. Mas me imaginar fazendo sexo? Muito menos plausível. Vai entender. " Página 13


Nada  é para sempre é o primeiro volume da coleção Garota <3 Garoto  publicado pela Editora Seguinte em 2012 e de autoria da, também escritora de Skins, Ali Cronin.  A série conta a história dos amigos Sarah, Cass, Donna, Ashley, Rich, Jack e Ollie e todas as suas aventuras e inseguranças na adolescência. Estes dramas por que eles passam são os que qualquer adolescente passa: amores, brigas, sexo... E em uma linguagem bastante fácil, esta primeira obra nos faz ver todas as situações pela ótica de Sarah. 

Em seu grupo Sarah é considerada uma garota pé no chão e que não tem muito interesse pelo sexo oposto, sendo virgem até uma viagem em família para a Espanha. Lá ela conhece um garoto mais velho que faz sua vida mudar completamente, em apenas alguns dias Sarah decide que ele é o amor de sua vida e decide se entregar para ele. O verão acaba e Sarah retorna a sua cidade na esperança de receber uma mensagem ou ligação de Joe. Algumas semanas passam e suas amigas a convencem de entrar em contato com ele, apesar de que, ela não havia tido a ideia de pegar o telefone de Joe. 

Algum tempo depois Joe resolve entrar em contato com seu amor de verão e Sarah fica bastante empolgada com isso, marcando de encontrá-lo. Um final de semana de sexo selvagem (conforme Sarah descreve) e ela volta para casa, não tendo contato do Joe por alguns dias. Joe é bastante esquivo e Sarah está completamente obcecada pelo rapaz, o que deixa suas amigas bem revoltadas. Afinal, o universitário dá todas as dicas de que só está usando Sarah e só ela não percebe.

A protagonista é um terror, bastante chata e previsível. Acredito que se a série inciasse com outro personagem em foco teria ganhado a classificação máxima, a meu ver, porque Sarah é muito inocente e acredita que é o centro das atenções. Minha favorita é a Ashley, dei algumas risadas com ela e fiquei empolgada porque o segundo volume da coleção Dizem por aí, será tendo-a como foco. A obra é divertida e de rápida leitura, o final me deixou decepcionada porque a Sarah realmente não sabe interpretar os sinais. Mas vale a pena ler Nada é para sempre, espero que toda a coleção seja lançada em breve para poder ver as situações pela ótica dos outros membros do grupo. 


9 comentários:

  1. Olá! Coloquei um selo para você em meu blog.
    http://heykarol . blogspot . com . br /2013/01/primeiros-selos.html
    Até mais!

    ResponderExcluir
  2. Olá!
    Desde o lançamento desse livro que eu estou a fim de comprá-lo, mas já li algumas resenhas que me desanimaram profundamente. A sua me deixou bem curiosa.Porque se a protagonista é chata e previsível eu quero ler ainda mais. Preciso entender o por quê da escolha desses personagens. Às vezes, a história pode ser até interessante, mas aí que surge personagens como Sarah para estragar tudo..rsrs...
    Bem, vamos ver né. Ele já está na minha lista de desejados no skoob aguardando verba para aquisição.
    Eu não conhecia o seu blog, acredita? Mas adorei e quero voltar mais vezes. Parabéns pela resenha!

    Também tenho um blog e te convido para conhecê-lo. Poderíamos até nos tornar parceiros. Quem sabe?
    Bjs!
    @ZildaPeixoto
    http://www.cacholaliteraria.com.br

    ResponderExcluir
  3. Eu, como sou fã de Skins UK, fui dar uma chance para o livro (que se passa entre o fim da terceira temporada e o começo da quarta -ou seja, é passado nas "férias" dos personagens), mas não gostei muito. Skins é uma série bem profunda e detalhada e tal, e eu acho que não foi bom a Ali escrever o livro para a série, já que não fez a série de tv.

    Sobre "Nada é para Sempre", eu não tenho muitas vontades de ler esse livro x_______x Até tinha, mas depois de ler "Skins: The Novel", fiquei sem vontade, já que não gostei do jeito que a autora escreveu o livro... E outra razão por não querer é porque minha amiga leu e disse que não era muito bom.

    ResponderExcluir
  4. Gostei da resenha Rafaella. Como deu para perceber no Twitter, estava bem indecisa quanto a ler ou não ler esse livro. Apesar da personagem, como você descreveu, ser chatinha, ainda quero ler, até mais por ser o primeiro de uma série. Obrigada pelo esclarecimento! Beijão!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
  5. Essa serie parece ser boa e divertida, já vi resenhas de outras dessa serie e todas positivas fiquei com bastante vontade de lê-lo, quem sabe este ano não tenha tempo *--*

    Meu Mundo, Meu Estilo
    Participe do TOP Comentarista de Fevereiro

    ResponderExcluir
  6. Não tinha parado ainda para realente ver do que se trata este livro. Pelo visto a série tem muita coisa para queimar. Uma pena ter começado logo pela personagem mais chata, mas visto assim, podemos imaginar que só tem a melhorar então.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  7. Já li varias resenhas sobre esse livro e todas me fizeram ficar cada vez com mais vontade de ler o livro, mas a sua foi de longe a melhor!
    Adorei a ideia da serie de livros, e apesar de ter quase certeza de que não vou gostar dessa primeira protagonista, vou ler, vai que minha ideia muda *-*

    ResponderExcluir
  8. Eu não sabia que era da mesma escritora de Skins, mas bem que estava achando a história bastante parecida com o seriado. Já li algumas resenhas sobre esse livro e como você, já vi muita gente falando que essa primeira personagem deixa a desejar. Mas acho que deve valer a pena sim já que é um drama juvenil mais para entreter que aprofundar.

    ResponderExcluir
  9. Muito legal quando os autores conseguem escrever boas histórias e com a narrativa adequada para seu público alvo. A autora se mostra ótima para escrever para o público mais teen, pois essas situações são muito reais mesmo. Conheço muitas meninas como a Sarah.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir

Quer deixar uma dica ou sugestão? Comente e me deixe feliz.

Para que eu possa visitar seu blog deixe um comentário com o nome do blog e eu entrarei em seu perfil. Ou use a opção Nome/URL. Por favor não coloquem links nos comentários porque o blogger considera como spam.

Agradeço a visita!