Resenha: Real - Katy Evans

Ano: 2014
Páginas: 304

Livraria da Travessa

Remington Tate tem a reputação de ser um bad boy, dentro e fora. É conhecido também pelo corpo escultural e pelo poder, sexy e selvagem, que emana de cada gota de suor, levando toda e qualquer mulher que o veja a um verdadeiro frenesi. Em seus olhos, brilha um desejo brutal, devastador e real. Brooke, uma especialista em fisioterapia esportiva, é contratada para manter aquele corpo funcionando como uma máquina mortal. Esse parecia ser seu emprego dos sonhos, mas, ao circular pelo perigoso circuito de lutas clandestinas com Tate e sua equipe, Brooke passa a ser dominada por um novo sentimento, um fogo e uma necessidade com os quais ela não sabe lidar. O que começa com um simples flerte pode virar uma obsessão sexual incontrolável. Terríveis segredos serão revelados, e Brooke deverá lutar para manter-se sã, discernindo o que há de real e o que é pura ilusão em seus próprios sentimentos.

Classificação:  

 
 "- Que entrevista do caralho foi essa? Em uma porra de quarto de hotel?
- Nem me fale...- meu orgulho feminino está ferido porque, em algum momento, eu me convenci de que o cara queria dormir comigo. E em vez disso, ele me oferece um emprego? Não é ruim, mas totalmente inesperado, devo admitir." Página 42


Brooke Dumas teve seu sonho olímpico finalizado quando quebrou o joelho em uma das suas participações em campeonatos. Desde então começou a seguir um novo rumo, tornando-se técnica em reabilitação de esportistas. Um dia, sua melhor amiga a leva em uma luta e um dos competidores, Remington Tate, acaba se encantando pela moça, mas ao contrário do que ela esperava, ele a contrata como forma de prevenção de lesões durante três meses. Após pensar um pouco, Brooke decide acompanhá-lo durante as lutas e parece que Tate a vê apenas como uma colega de trabalho, pelo menos no início.

Aos poucos Brooke percebe que Remy tem problemas de autocontrole e em muitas situações acaba perdendo as estribeiras e precisa ser controlado por sua equipe. Brooke é uma das únicas pessoas que têm efeito calmante em Remy  e consegue deixá-lo longe de confusões até a luta em que vê sua irmã mais nova e percebe que toda a história de viagens que ela contava por meio de cartas era mentira. Então Brooke parte para o resgate de Nora e isso poderá complicar a sua frágil relação com Remy. O que você escolheria? Manter seu flerte sob controle ou salvar a vida de sua irmã?



"Ele me aperta mais e me sinto tão segura aqui que acho que quero fazer daqui a minha nova casa. Acho que se tivesse conhecido esse homem no dia em que arrebentei meu joelho, e ele me segurasse assim, o joelho não teria importância. O importante seria ter seus braços ao redor de mim." Página 145


Real acabou me lembrando em muitos aspectos Belo Desastre que tem o mundo das lutas em evidência, porém Remy não é muito parecido com Travis em seu modo de agir. Por outro lado, Abby me lembra bastante a Brooke e suas atitudes são bastante previsíveis. Mas, ao contrário de Travis, Remy tem uma desculpa para todo o descontrole emocional e isso que me prendeu mais à leitura do que em Belo Desastre. Não gosto de comparar leituras, mas não há como não fazê-lo neste caso. 

Gostei bastante da leitura, mas confesso que esperava bem mais da obra. O final foi interessante e estou ansiosa pela continuação, pois tenho certeza que a leitura ainda irá me render bons momentos junto de Remy (apaixonei rs). A capa é bonita e já imagino Remy apenas de ver a ilustração, a diagramação e revisão são boas e tornam a leitura ainda mais interessante. 

Você deve estar se perguntando: Se ela achou tudo isso... Por que deu apenas três estrelas? Eu respondo, acredito que a história tem muito a se desenvolver ainda e tenho certeza de que agora os personagens irão me agradar mais. Não tive muita identificação com os protagonistas e comecei a gostar deles apenas na metade da obra, não foi algo impactante e nunca visto, então é por isso que dei essa classificação. Mas, como falei anteriormente, o final me deixou ansiosa pela continuação e tenho certeza de que a história só tem a evoluir.

Ps: As músicas citadas ao longo da leitura são muito boas <3


"Pelo menos se eu mantiver o meu amor em segredo, eu e ele ainda podemos ter este maravilhoso relacionamento, estranho, emocionante, em que eu o amo em silêncio e finjo que ele está me amando em silêncio também." Página  209

7 comentários:

  1. Olá Rafaela!
    Olha, eu tenho este livro em e-book, e estava um pouco receosa de ler. Porém, agora vou ler sem medo. Uma das coisas que eu gostei foi o fato da mocinha, a Brooke, ter se especializado em fisioterapia esportiva, poque é a área que eu quero trabalhar, por isso creio que eu irá gostar bastante.
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Se fosse apenas pela sinopse, provavelmente não seria um livro que eu me disporia a ler, mas a sua resenha mostrou que o livro pode ser interessante.

    ResponderExcluir
  3. Hum, ela parece a Abby??? Não sei se aguento mais doses de chatices extremas! Mas sério fiquei afim de ler, acho que já vi alguém falando e Remy na TL do twitter essa coisa de bad boy descontrolado com o dom de amar é fofa e assustadora ao mesmo tempo kkkkkk. Quer dizer, sei lá toda essa testosterona é atrativo acho kkkkkkkkkk. Esses NA cada vez fazendo eu mudar minha opinião sobre os livros mais quentes. Mas a verdade é que nenhum conseguiu superar Easy ainda! Quem sabe Real consiga. Quando der vou ler ♥

    ResponderExcluir
  4. Oi Rafa!
    Bom já li Belo Desastre e não gostei tanto, mas gosto desse universo de lutas, e com certeza vou da uma olhada nesse livro Real ele tá sendo bem elogiado. Adoro livro que tenham músicas! Vou esperar sair os outros dois livros, pra me aventurar! :D

    ResponderExcluir
  5. Rafaella!
    Não li Belo Desastre ainda e portanto, não tenho parâmetro para comparar as personagens, entretanto gostei do enredo e tendo romance no meio, é comigo mesma.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  6. Não gostei muito da sinopse do livro e não cheguei a ler Belo Desastre :c
    Pela resenha me pareceu um livro bom, mas não o suficiente pra fazer loucuras pra lê-lo.

    ResponderExcluir
  7. Ahhh eu li a serie inteira e gostei bastante do primeiro livro, pra mim ele ele é o melhor!!!
    Pena que você não gostou tanto :/ Nem tinha parado para comprar ele com Belo Desastre, mas agora que li o que você escreveu, realmente lembra um pouquinho o Travis rsrsrs
    Bjs

    ResponderExcluir

Quer deixar uma dica ou sugestão? Comente e me deixe feliz.

Para que eu possa visitar seu blog deixe um comentário com o nome do blog e eu entrarei em seu perfil. Ou use a opção Nome/URL. Por favor não coloquem links nos comentários porque o blogger considera como spam.

Agradeço a visita!