Resenha: As gêmeas do gelo - S. K. Tremayne

Editora: Bertrand Brasil
Ano: 2016
Páginas: 362

Um ano depois de Lydia, uma de suas filhas gêmeas idênticas, morrer em um acidente, Angus e Sarah Moorcroft se mudam para a pequena ilha escocesa que Angus herdou da avó, na esperança de conseguirem juntar os pedaços de suas vidas destroçadas. Mas quando sua filha sobrevivente, Kirstie, afirma que eles estão confundindo a sua identidade — que ela é, na verdade, Lydia — o mundo deles desaba mais uma vez. Quando uma violenta tempestade deixa Sarah e Kirstie (ou será Lydia?) confinadas naquela ilha, a mãe é torturada pelo passado — o que realmente aconteceu naquele dia fatídico, em que uma de suas filhas morreu?




Classificação:      




"- Mamãe, por que você continua me chamando de Kirstie?
Não respondi. O silêncio impera. Então falo:
- O quê? Não entendi, querida.
- Por que você continua me chamando de Kirstie, mamãe? Kirstie está morta. Quem morreu foi a Kirstie. Eu sou Lydia." Página 24


Meu primeiro contato com As gêmeas do gelo foi poucas semanas antes de receber a obra de cortesia do Grupo Editorial Record. Lembro que a capa acabou chamando minha atenção no dia da Turnê Intrínseca, mas por ser lançamento o valor da obra estava muito alto para meu bolso. Pouco depois tive a surpresa de receber para avaliação, já que fui selecionada para parceria pontual do GER. Enfim, abandonei minhas leituras atuais e iniciei a leitura imediatamente, já que a sinopse me deixou bastante curiosa. 

Tudo começa com os Mooncroft  recebendo um imóvel de herança, como havia pouco tempo desde a morte de sua filha acreditavam que isso era a chance de um recomeço longe de toda a turbulência em que suas vidas haviam mergulhado. Ambos estavam desempregados e a filha sobrevivente, Kirstie, ainda estava traumatizada com a morte de sua gêmea. Pouco depois, Angus, Sarah, Kirstie e o cachorro da família, Sawney Bean, mudam-se para Camden. Apesar deste recomeço, Sarah volta a perceber o comportamento estranho de Kirstie - que agora alega ser Lydia, a gêmea morta. Ao ser matriculada na escola, a garotinha conta a todos que gostaria de ser chamada de Lydia e que era Kirstie que havia morrido. Agora, Sarah não sabe o que fazer, pois a única certeza de que tinha que era Lydia a gêmea que morreu era porque Kirstie a havia contato logo após o acidente. Nesta reviravolta, os Mooncroft precisam se ajustar a nova vida e avaliar se sabem ao certo qual a identidade da filha morta, pois desde o nascimento das meninas não era possível identificá-las com certeza. Um livro envolvente, que leva o leitor a investigar qual é o mistério por trás das gêmeas do gelo, já que nem mesmo seus progenitores sabem o tipo de ligação que as pequenas partilham. 


"Será que assombrações existiam? Eu não acredito em fantasmas, mas era Kirstie naquele espelho. Só que Kirstie era e é idêntica à Lydia. Por isso, era Lydia também. Elas são fantasmas uma da outra. Lydia é o fantasma vivo de Kirstie. Então, eu moro com um fantasma. Por que, então, não consigo crer neles?" Página 313


Com a capa chamativa, As gêmeas do gelo capta o leitor por seu visual e os prende em um emaranhado misterioso que é resolvido somente nas últimas páginas. Com maestria, S. K. Tremayne contou uma história diferente e emocionante, sua escrita é envolvente e prende os leitores desde o primeiro capítulo. O trabalho editorial, sem dúvidas, fechou o pacote tornando a edição perfeita. Pude sentir o desespero de Sarah ao descobrir que só sabia a identidade da garotinha morta porque sua filha havia falado e logo após a mudança de comportamento da garota viva pôs em cheque essa certeza. Angus, por sua vez, fazia de tudo pela família e acaba envolvido nesta incerteza, aos poucos a família passa por problemas e tudo começa a desabar.

A narração e os personagens foram bem construídos, as gêmeas são - ao mesmo tempo - fofas e conseguem deixar o leitor aterrorizado, pois essa ligação que as une desde o nascimento é algo além do que estamos acostumados.  Entretanto, o final me decepcionou um pouco por causa do ritmo da leitura ser um e o desfecho acabar não sendo algo sensacional. Porém o conjunto da obra acabou fazendo com que desse esta nota, pois é um livro sem igual. A edição, como falei anteriormente, é ótima desde a capa até a diagramação e a revisão. A história é misteriosa e envolvente, então As gêmeas do gelo é um dos melhores livros que pude ler este ano. 




"Tudo que eu mais desejo, naquele instante, é que Kirstie vá embora. E, talvez, Lydia também. Estou com medo das minhas filhas, dos dois fantasmas daquela casa, dos dois fantasmas em minha cabeça. As gêmeas do gelo, derretendo uma dentro da outra." Página 343


8 comentários:

  1. Que livro estranho Kok mas chamou muito a minha atenção bastante inovador mesmo, esse negocio de ligação entre gêmeas é um mistério e deve ser bem aproveitado!
    Não curtir muito a capa não sei porque :c
    Uma duvida.. Ainda não entendi como a mãe sabia qual das folhas tinha sobrevivido, se elas eram iguais?

    ResponderExcluir
  2. A única coisa que não gostei muito nesse livro foi a mãe das garotas
    Achei ela muito mal construida, sem sentimentos pelas próprias filhas..
    Mas tirando o final o livro é bom!

    ResponderExcluir
  3. Realmente me parece ser ótimo, gostei da ideia do autor de nos manter envolvente numa historia aonde ficamos curiosos para descobrir quem realmente é a gêmea viva. (Sinceramente se eu fosse essa mãe iria achar que minha filha estava possuída pela irmã, e iria até mandar benze rsrs).

    ResponderExcluir
  4. Já tinha escutado falar desse livro. Porém não tive interesse em ler ele. Mas a "tática" que o autor usou para que o leitor fique preso a leitura foi muito boa. Afinal quem estiver lendo ficará curioso para descobrir qual das gêmeas está viva. A mãe parece ser bem estranha, afinal ela deseja que as filhas desaparecessem da sua vida.

    ResponderExcluir
  5. Esse livro parece ser bem envolvente, apresenta uma história que dá a impressão que deixa o leitor curioso para tentar entender o que realmente aconteceu e tentar desvendar o mistério da trama.

    http://lenabattisti.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oi,
    Quando vi esse livro já fiquei interessada, mas como você disse o valor é meio alto então tive a oportunidade de ler ainda. Todo o mistério das irmãs é intrigante e como o livro se resolve apenas nas últimas páginas deve ser aqueles livro que te prendem mesmo, até o final.

    ResponderExcluir
  7. Nossa, só de ler a resenha, se percebe que há todo um mistério meio assustador ai na minha opinião, é a primeira vez que vejo uma resenha do livro, e fiquei bem interessada para saber o que aconteceu, foi a Lydia que morreu ou realmente não foi? e que tipo de ligação essas gêmeas possuem?são muitas perguntas que surgiram, espero ter a oportunidade de ler, mas não irei com sede ao pote, porque você disse que o final te decepcionou um pouco.
    Beijos *-*

    ResponderExcluir
  8. Ola!
    Quando vi o titulo já fiquei curiosa. Tive a mesma coisa que você, o titulo e a capa a sinopse me chamaram muito a atençao, fiquei curiosa demais. Principalmente depois que li a sinopse.
    Imaginei ela chegando na escola e pedindo pra ser chamada pelo nome da gemea morta.. OMG!
    Eu acho que nesse caso ficaria igual a Sara sem saber o que fazer..
    Essa é realmente uma historia envolvente que nos queremos saber o que vai acontecer e responder as perguntas que ficam quando lemos a sinopse; Uma boa historia!

    ResponderExcluir

Quer deixar uma dica ou sugestão? Comente e me deixe feliz.

Para que eu possa visitar seu blog deixe um comentário com o nome do blog e eu entrarei em seu perfil. Ou use a opção Nome/URL. Por favor não coloquem links nos comentários porque o blogger considera como spam.

Agradeço a visita!