Por dentro da tela: Aquela noite


Título Original: That Night
Ano Lançamento: 1992
Gênero: Drama / Romance
Duração: 89 minutos




Na década de 60, Alice (Eliza Dushku) admira sua vizinha adolescente, Sheryl (Juliette Lewis), que muda de namorado toda semana. A menina chega a usar o mesmo perfume e compra os mesmos discos que a vizinha. Quando Sheryl começa a sair com Rick (C. Thomas Howell), todos desaprovam o romance, exceto Alice que, ao se juntar ao casal, vive uma noite inesquecível.




Classificação:      





Alice Bloom é uma garotinha ativa, sempre está com seus amigos aprontando pela vizinhança. Porém sua maior fixação é por sua vizinha, Sheryl O'Connor, e a menina sabe tudo sobre a sua vida desde hábitos noturnos até o que a menina de dezessete anos faz em seu tempo livre. O grupo de Alice sempre faz piadinhas sobre essa "amizade" entre ela e Sherry que só aconteceu quando a garotinha estava na rua e viu Sheryl escapando de casa, desde então a vida de Alice mudou.

Um dia, após ser zoada em uma festa de aniversário, Alice chega à porta de casa praticamente vomitando e Sheryl vai a seu socorro. Neste dia, para fugir de casa, Sheryl dá a desculpa de que irá ficar de babá de Alice até seus pais chegaram, é neste ponto que a amizade entre as duas se fortalece e Sheryl leva a pequena para uma aventura. Acompanhadas de Rick, as garotas têm uma noite que marcará para sempre as suas vidas. 

Aquela noite foi lançado em 1992 então não podemos ser muito exigentes com relação ao projeto e fotografia. Confesso que quando vi o filme na Netflix quase surtei, pois quem acompanha o blog há algum tempo sabe que uma das minhas atrizes favoritas é a Eliza Dushku (Alice) e é muito difícil encontrar as produções que ela participou quando era pequena - além de True Lies. Outra atriz muito conhecida atualmente e que está no filme é a Katherine Heigl, que interpreta Kathryn - uma das integrantes do grupo de Alice. Mas, além da Alice, quem rouba a cena todas as vezes é o casal de protagonistas Sheryl e Rick (Juliette Lewis e C. Thomas Howell) que têm muita química e funcionam como casal. A história é encantadora e o time de atores é ótimo, sem dúvida um dos melhores filmes que já vi.




3 comentários:

  1. Oi Rafa,
    Nunca tinha visto esse filme, mas gostei dele. Quando tiver um tempo certamente vou procurar no Netflix para dar uma chance e volto para contar o que achei, rs.

    ResponderExcluir
  2. Menina, acredita que eu não sabia quem é Eliza Dushku? Tive que ir na wikipedia para descobrir e mesmo assim não acho que a conheça de muitos filmes ou séries que vi. Quanto a Juliette Lewis, a coisa muda de figura. Conheço e amo.
    A sinopse do filme não me animou muito, mas darei uma chance, já que tem no Netflix.
    Beijos :*

    ResponderExcluir
  3. Oi!
    Ainda não conhecia esse filme, mas gostei da historia me deixando interessada, com certeza uma ótima dica, irei procurar no Netflix !!

    ResponderExcluir

Quer deixar uma dica ou sugestão? Comente e me deixe feliz.

Para que eu possa visitar seu blog deixe um comentário com o nome do blog e eu entrarei em seu perfil. Ou use a opção Nome/URL. Por favor não coloquem links nos comentários porque o blogger considera como spam.

Agradeço a visita!