Resenha: Reconstruindo Amelia - Kimberly McCreight

Editora: Arqueiro
Ano: 2014
Páginas: 352
Tradutor: Carolina Alfaro

Você conhece a pessoa que mais ama no mundo?
Kate Baron achava que sim até receber a devastadora notícia de que Amelia, sua filha de 15 anos, cometeu suicídio pulando do telhado do colégio particular onde estudava. Poucos dias depois, entretanto, uma mensagem anônima em seu celular revela que a morte de sua filha talvez não tenha sido da maneira que as autoridades alegaram.
Amelia pode ter sido assassinada? Como advogada, Kate está determinada a descobrir a verdade e, para isso, mergulha no passado da filha, recolhendo cada fragmento de e-mail, cada linha dos textos do blog, cada atualização de status do Facebook.
Sempre um passo atrás da verdade, ela descobre um lado de Amelia que nunca imaginaria que existisse.
Este impressionante romance de estreia vai além de uma história sobre segredos e mentiras. Narra a busca de uma mãe tentando reunir cada detalhe possível para reivindicar a memória da filha que não pôde salvar.
- See more at: http://www.editoraarqueiro.com.br/livros/ver/258#sthash.cch5DFT1.dpuf
Você conhece a pessoa que mais ama no mundo?

Kate Baron achava que sim até receber a devastadora notícia de que Amelia, sua filha de 15 anos, cometeu suicídio pulando do telhado do colégio particular onde estudava. Poucos dias depois, entretanto, uma mensagem anônima em seu celular revela que a morte de sua filha talvez não tenha sido da maneira que as autoridades alegaram. Amelia pode ter sido assassinada? Como advogada, Kate está determinada a descobrir a verdade e, para isso, mergulha no passado da filha, recolhendo cada fragmento de e-mail, cada linha dos textos do blog, cada atualização de status do Facebook. Sempre um passo atrás da verdade, ela descobre um lado de Amelia que nunca imaginaria que existisse.

Classificação: 


"Amelia nunca causara problema na vida. Os professores se referiam a ela como um primor - inteligente, criativa, prestativa, concentrada. Era ótima atleta e se envolvia em todas as atividades extracurriculares possíveis. Trabalhava uma vez por mês como voluntária num sopão para pessoas carentes e ajudava regularmente em eventos escolares. Suspensa da escola? Não. Não Amelia. Apesar do excesso de trabalho, ela conhecia a filha. Conhecia-a de verdade. Só podia ser um engano." Página 15


Reconstruindo Amelia é o tipo de livro que me conquista só pela sinopse bem elaborada, mas a obra foi solicitada por causa da minha mãe. Ela viu em um blog e se apaixonou, então falou para que eu pedisse para a editora. Leu e amou, então logo em seguida corri fazer a leitura e posso afirmar com todas as palavras que este é um livro arrebatador. A leitura é rápida e quando a história engata você não conseguirá largar o livro por nada neste mundo. 

A obra inicia quando Kate recebe uma ligação da escola de sua única filha sobre um problema envolvendo a menina e a direção pede que a mãe compareça com máxima urgência, mas quando chega na instituição Kate é informada que após a ligação a garota cometeu suicídio ao pular de um prédio pertencente à escola. Fragilizada, Kate não acredita que a filha pensava em se matar, pois nunca apresentou sinais de depressão e, apesar de não conhecer o pai, sua vida era extremamente normal. Movida pela dúvida, Kate começa a investigar as últimas semanas de Amelia para descobrir se a adolescente tinha algum motivo para pensar em tirar sua própria vida, mas quanto mais investiga mais Kate percebe que a morte de Amelia pode ter sido um assassinato. Quem teria motivos para matar a garota? É isso que sua mãe está empenhada em descobrir.

"E se ela estivesse me protegendo do meu pai, por alguma razão? Ela me amava. Seria capaz disso, me deixar realmente brava com ela para me manter em segurança. E minha mãe era tudo o que eu tinha - tudo o que tivera na vida - e eu a amava. Não queria descobrir algo que mudasse isso. Poderia passar a vida toda com um buraco onde meu pai deveria estar, desde que minha mãe estivesse por perto para preenchê-lo." Página 216


A obra é narrada, com maestria, e apresenta as versões de Amelia, Kate e histórico de conversas por mensagens e e-mails aos quais Kate tem acesso após a morte de sua filha. Os capítulos de Kate são narrados em terceira pessoa, mas os de Amelia apresentam-se em primeira pessoa, ajudando o leitor a conhecer bem a personagem e suas inseguranças. Reconstruindo Amelia é um livro fabuloso, emocionante e envolve o leitor de uma forma singular porque ao mesmo tempo que você quer descobrir o que aconteceu com Amelia, tem medo do que a descoberta irá fazer com a sanidade de sua mãe. 

Quanto às características editoriais não tenho ressalvas. A capa é sensacional (já usei como capa no Facebook algumas vezes) e nos mostra o quanto Amelia se sentia sozinha, a frase de impacto complementa a arte. A revisão está ótima e a diagramação ajuda o leitor e dá dinâmica à leitura, já que as partes que dividem o livros são diagramadas de forma distinta. Reconstruindo Amelia é um dos melhores livros que tive a oportunidade de conhecer em 2014, sim, terminei de ler em novembro do ano passado, então demorei muito para fazer essa avaliação, mas sinto que consegui me expressar de forma melhor do que faria assim que terminasse a leitura, já que eu estava completamente abalada com o desfecho da obra (sim, eu chorei). Leitura recomendada para todos. 


"Eu já nem tinha mais certeza do que eu sabia. Estava furiosa porque minha mãe não me perguntava o que eu tinha, mas, agora que perguntara, eu não queria lhe contar. Afinal, o que ela poderia fazer para resolver a situação? Nada. Qualquer coisa que fizesse só pioraria. Disso eu tina certeza. Só sentia vontade de chorar. Sozinha." Página 259
 
Você conhece a pessoa que mais ama no mundo?
Kate Baron achava que sim até receber a devastadora notícia de que Amelia, sua filha de 15 anos, cometeu suicídio pulando do telhado do colégio particular onde estudava. Poucos dias depois, entretanto, uma mensagem anônima em seu celular revela que a morte de sua filha talvez não tenha sido da maneira que as autoridades alegaram.
Amelia pode ter sido assassinada? Como advogada, Kate está determinada a descobrir a verdade e, para isso, mergulha no passado da filha, recolhendo cada fragmento de e-mail, cada linha dos textos do blog, cada atualização de status do Facebook.
Sempre um passo atrás da verdade, ela descobre um lado de Amelia que nunca imaginaria que existisse.
Este impressionante romance de estreia vai além de uma história sobre segredos e mentiras. Narra a busca de uma mãe tentando reunir cada detalhe possível para reivindicar a memória da filha que não pôde salvar.
- See more at: http://www.editoraarqueiro.com.br/livros/ver/258#sthash.cch5DFT1.dpuf
Você conhece a pessoa que mais ama no mundo?
Kate Baron achava que sim até receber a devastadora notícia de que Amelia, sua filha de 15 anos, cometeu suicídio pulando do telhado do colégio particular onde estudava. Poucos dias depois, entretanto, uma mensagem anônima em seu celular revela que a morte de sua filha talvez não tenha sido da maneira que as autoridades alegaram.
Amelia pode ter sido assassinada? Como advogada, Kate está determinada a descobrir a verdade e, para isso, mergulha no passado da filha, recolhendo cada fragmento de e-mail, cada linha dos textos do blog, cada atualização de status do Facebook.
Sempre um passo atrás da verdade, ela descobre um lado de Amelia que nunca imaginaria que existisse.
Este impressionante romance de estreia vai além de uma história sobre segredos e mentiras. Narra a busca de uma mãe tentando reunir cada detalhe possível para reivindicar a memória da filha que não pôde salvar.
- See more at: http://www.editoraarqueiro.com.br/livros/ver/258#sthash.cch5DFT1.dpuf
Você conhece a pessoa que mais ama no mundo?
Kate Baron achava que sim até receber a devastadora notícia de que Amelia, sua filha de 15 anos, cometeu suicídio pulando do telhado do colégio particular onde estudava. Poucos dias depois, entretanto, uma mensagem anônima em seu celular revela que a morte de sua filha talvez não tenha sido da maneira que as autoridades alegaram.
Amelia pode ter sido assassinada? Como advogada, Kate está determinada a descobrir a verdade e, para isso, mergulha no passado da filha, recolhendo cada fragmento de e-mail, cada linha dos textos do blog, cada atualização de status do Facebook.
Sempre um passo atrás da verdade, ela descobre um lado de Amelia que nunca imaginaria que existisse.
Este impressionante romance de estreia vai além de uma história sobre segredos e mentiras. Narra a busca de uma mãe tentando reunir cada detalhe possível para reivindicar a memória da filha que não pôde salvar.
- See more at: http://www.editoraarqueiro.com.br/livros/ver/258#sthash.cch5DFT1.dpuf
Você conhece a pessoa que mais ama no mundo?
Kate Baron achava que sim até receber a devastadora notícia de que Amelia, sua filha de 15 anos, cometeu suicídio pulando do telhado do colégio particular onde estudava. Poucos dias depois, entretanto, uma mensagem anônima em seu celular revela que a morte de sua filha talvez não tenha sido da maneira que as autoridades alegaram.
Amelia pode ter sido assassinada? Como advogada, Kate está determinada a descobrir a verdade e, para isso, mergulha no passado da filha, recolhendo cada fragmento de e-mail, cada linha dos textos do blog, cada atualização de status do Facebook.
Sempre um passo atrás da verdade, ela descobre um lado de Amelia que nunca imaginaria que existisse.
Este impressionante romance de estreia vai além de uma história sobre segredos e mentiras. Narra a busca de uma mãe tentando reunir cada detalhe possível para reivindicar a memória da filha que não pôde salvar.
- See more at: http://www.editoraarqueiro.com.br/livros/ver/258#sthash.cch5DFT1.dpuf

8 comentários:

  1. Oi, tudo bom?
    Adorei a resenha e gente eu tenho que ler esse livro, já vi outras resenhas sobre ele e estou louca para conferir a historia, adoro esse suspense, mistério, esse tipo de livro sempre me prende.
    Beijos *-*

    ResponderExcluir
  2. Achei a sinopse extremamente interessante e só por esse motivo já seria um livro que eu gostaria de ler, e a sua resenha me fez ter ainda mais certeza de que é um bom livro. Acredito que cada pessoa na nossa vida nos conhece de formas diferentes, para cada um nos mostramos de formas diferentes, a única pessoa que realmente nos conhece inteiramente somos nós mesmos, e mesmo as pessoas que mais amamos e que mais nos amam não conhecem tudo ao nosso respeito, nesse sentido, até a capa do livro chama bastante atenção.

    ResponderExcluir
  3. Rafa!
    Desde que li a primeira resenha desse livro fiquei bem interessada, porque é um livro carregado de mistérios, aborda tema como bullying e de certa forma, o drama da mãe de Amélia e esses são assuntos bem interessantes.
    Fico feliz que tenha gostado, mais um boa indicação de que o livro é bom.
    Cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Vi alguns comentários desse livro, todos positivos, o que já me deixou querendo conhecer e ter minha própria conclusão.
    Essa foi a primeira resenha do livro que vi, só digo uma coisa : "PRECISO ler esse livro". Se só a sua resenha já me fez pensar, nem quero imaginar o poder que o livro terá sobre mim (espero não criar tantas expectativas e me frustrar).
    Amelia pode ser o espelho de várias pessoas, várias personalidades armazenadas, várias vidas "perfeitas".

    ResponderExcluir
  5. Essa leitura parece bem densa e carregada de mistérios.

    http://meuhobbyliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Esse livro parece muito com a temática de Pretty Little Liars, eu fiquei morrendo de vontade de ler e sei que vou gostar.
    O título em si já me animou, pois achei fantástico! E a sua classificação me deixou de gostinho de quero mais!!!!
    #Faltadinheiro :(

    beijos
    www.gemices.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Estou do mesmo jeito que tua mãe ficou após ler sobre o livro! To supeeeer interessada na leitura e se pudesse pedia pra editora me enviar tb ehehe Adoro o estilo e a sinopse do livro te convida MUITO a fazer a leitura! A tua resenha só me deixou mais ansiosa pela leitura :)

    ResponderExcluir
  8. Hey, Rafaella.
    To de boca aberta com a sinopse. Poucos livros conseguem impactar apenas com a sinopse e sem dar spoilers. Achei muito lindo sua mãe ser interessada por livros também. Voltando ao assunto do livro, com certeza eu leria. Assim que eu puder, comprarei.

    Abs

    ResponderExcluir

Quer deixar uma dica ou sugestão? Comente e me deixe feliz.

Para que eu possa visitar seu blog deixe um comentário com o nome do blog e eu entrarei em seu perfil. Ou use a opção Nome/URL. Por favor não coloquem links nos comentários porque o blogger considera como spam.

Agradeço a visita!