Resenha: Água na boca - Andrea Camilleri & Carlo Lucarelli

Editora: Bertrand Brasil
Ano: 2013
Páginas: 108
Tradutor: Joana Angélica d’Avila Melo

Água na boca é, portanto, o resultado de um duelo travado entre dois mestres detentores de técnicas distintas de escrita e que conquistaram milhões de leitores ao redor do mundo. O que põe Montalbano e Grazia em contato é um insólito homicídio ocorrido em Bolonha: a vítima é encontrada com um saco plástico cobrindo-lhe a cabeça. No piso, ao lado do cadáver, há três peixinhos vermelhos. O caso está nas mãos de Grazia Negro, a qual, tendo descoberto que a vítima era originária de Vigàta, pede ajuda ao colega siciliano. Mas até que ponto Montalbano estará disposto a entrar no jogo e acompanhar Grazia numa investigação que se anuncia perigosíssima e é abertamente hostilizada pelos superiores de ambos?


Classificação:    

" Já imaginou o Magnifico, que detesta peixes e é alérgico a eles, morrendo lentamente sufocado, enquanto um peixe se debate desesperadamente sobre seu nariz, sua boca, seus olhos? Não leve em conta isto que acabo de escrever, faz parte das minhas fantasias pessoais." Página 28



Livros sobre crimes na ficção sempre me fascinam e com Água na boca foi justamente isso que me chamou a atenção. Minha curiosidade foi maior do que a identificação com a sinopse e demais materiais divulgados. Acredito que o projeto da obra é bastante inovador, afinal, são dois grandes escritores que trocam cartas para a composição da obra. Isso tenho que afirmar, foi muito original. As cartas instigam o leitor a ler a próxima e ficar mais perto do verdadeiro culpado, sendo assim a leitura extremamente prazerosa.

A sinopse deixa bem explicado o enredo do livro e por ser bem fininho é possível ler Água na Boca em menos de uma hora, quando você está com um tempinho extra para uma leitura rápida. Acredito que não posso acrescentar maiores informações, só deixo avisado para que os leitores tenham atenção para a cena do crime, nela são apresentados muitos indícios para descobrir quem é o assassino.

As cartas trocadas entre Grazia Negro e Salvo Montabano são engraçadas, interessantes e são o meio com o qual o leitor é levado para conhecer mais sobre o assassinato de Arturo Magnifico, tudo o que acontece posteriormente e o esquema que envolve bem mais pessoas do que simplesmente o homem assassinado. 

A diagramação nos é apresentada por meio de cartas e ao avançar a leitura você começa a não estranhar mais esse formato de texto. A capa ficou interessante, apresentando os elementos da narração e dando destaque aos peixinhos vermelhos. Não encontrei erros de revisão e a leitura foi agradável. Água na boca é uma boa leitura para quem gosta de desvendar crimes que tanto podem ser estranhos quanto geniais. 


"Quando à sua sugestão de que eu caia fora, tarde demais, prezado comissário, já estou dentro e quero ir até o fim. Não porque seja um Rambo, mas porque estou curiosa, e não posso evitar." Página 45



5 comentários:

  1. Adoro esse estilo de livros policiais, são os meus preferidos, realmente não conhecia esse livro mas vou acrescenta-lo na minha lista de leitura *-*

    ResponderExcluir
  2. Assim como você, adoro livros policiais também! Nunca tinha visto esse antes, mas já me interessei. Quando são curtinhos e não ficam na enrolação pra desvendar o culpado ganham ainda mais pontos comigo!

    ResponderExcluir
  3. Um tanto diferente, mas gostei da historia muito interessante. Esse genero me encanta ♥
    Nao conhecia ja vou colocar na minha lista.

    xx

    ResponderExcluir
  4. Gosto bastante de suspense policial, a proposta do jeito que o livro foi escrito é realmente muito inovador e isso já me deixou mega curiosa para lê-lo e ainda tem essa estoria que parece ser incrível, já entrou para minha listinha de futuras leituras *--*

    Meu Mundo, Meu Estilo

    ResponderExcluir
  5. Que coisa mais interessante. A experiência de ler esse livro deve ser bem legal. Achei super criativa essa estrutura de narrativa através de cartas. Como gosto de livros policiais, e esse tem uma estrutura meio que inusitada, acabei de coloca-lo na minha lista de desejados.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir

Quer deixar uma dica ou sugestão? Comente e me deixe feliz.

Para que eu possa visitar seu blog deixe um comentário com o nome do blog e eu entrarei em seu perfil. Ou use a opção Nome/URL. Por favor não coloquem links nos comentários porque o blogger considera como spam.

Agradeço a visita!