Por dentro da tela: Tormentos

Duração de 1h35min 
Dirigido por Stephen Tolkin 
Com:Claire Forlani, Jacqueline Bisset
Gênero Drama, Romance

Progress, Carolina do Norte. Desde garota Tory Bodeen (Claire Forlani) tinha poderes paranormais. Ela conseguia sentir que algo aconteceria e disse para sua melhor amiga, Hope Lavelle (Shae Keebler), que alguém as observava enquanto nadavam no rio. Elas combinam voltar à noite no rio mas, por algo sem importância, Tory é espancada pelo pai, perde a hora e apenas consegue "ver" Hope sendo morta. Era 23 de agosto de 1989. Logo após o enterro, Tory e sua família deixam a cidade. Após 18 anos ela retorna, disposta a ter uma loja em Progress. Entretanto o clima é hostil, principalmente pelo comportamento de Faith Lavelle (Josie Davis), a gêmea de Hope, e por Margaret Lavelle (Jaqueline Bisset), a mãe de Faith, que é muito rica e oferece uma boa quantia para que Tory deixar a cidade. Ela recusa e, para piorar, descobre que a morte de Hope foi só o 1º homicídio de uma série, que sempre acontecia em 23 de agosto.

Classificação:      




Tormentos é a adaptação do livro Carolina Moon, de Nora Roberts. Tory e Hope foram inseparáveis até o dia 23 de agosto de 1989 quando haviam combinado de se encontrar, porém Victória não conseguiu sair de casa já que seu pai havia a espancado. Quando acordou, Tory começou a sentir que Hope estava em perigo, mas já era tarde e impossibilitada de se locomover, a garota de oito anos viu sua melhor amiga ser assassinada. Sem poder entrar na mente do assassino, Tory não descobriu quem foi o responsável, mas foi capaz de levar os policiais ao local exato em que o corpo de Hope estava. 


Uma semana depois a família de Tory deixa Progress, já que todos acreditavam que o responsável pela morte da garota era o pai de Tory. Ao voltar para a pequena cidade, Tory se vê encarando os motivos pelos quais sua família saiu de Progress. Convencida a encarar de frente todas as opiniões sobre o assunto, Tory abre uma loja e logo se vê próxima da família Lavelle novamente. Cade, irmão mais velho de Hope, sempre foi apaixonado por Tory e vê em sua volta, uma nova chance de tê-la. Contudo, isso não é facilitado pela jovem, que desde uma desilusão amorosa no passado decidiu se fechar para o mundo. 

O que Tory não sabia é que a morte de Hope foi a primeira de uma série de assassinatos que acontecem no dia 23 de agosto, sendo assim ela começa a investigar com a ajuda de Cade, mas ainda não é capaz de sentir o que o assassino sente e assim solucionar o caso como fora capaz em crimes no passado. 

Para quem leu Lua de Sangue o filme deixa um pouquinho a desejar, pois fatos são mudados e personagens são deixados de lado, então o filme serve como um complemento da leitura. Como falei, ambos figuram em primeiro lugar em meus favoritos e eu não mudaria nada. O filme, assim como o livro, prende o leitor e espectador, fazendo com que ele tenha diversas opiniões sobre o que aconteceu com a garotinha e todas as outras que sucederam a sua morte.  


Tory, Tory, acorde! Eu estou contente que tenha voltado. 
Eu não fui naquela noite. 
Eu acho que você não deveria ir, mas você deveria estar aqui agora. Porque existem mais e irão existir mais até que você o detenha. 
Até que eu detenha o que?
Você tem que ter cuidado e tem que ser esperta. Tory Bodeen, a garota espiã.
Hope, não foi por isso que eu voltei.  Eu voltei, pois assim poderia parar de tanto ter medo.
São só mais dezoito dias.
Até 23? O aniversário? Eu sei disso...


Tem que acordar agora, tem uma coisa chegando.

2 comentários:

  1. Oi Rafaella :)
    Como sempre, as adaptações deixam a desejar. Quando não transformam o livro numa porcaria mudam todo o enredo, excluem personagens e mudam a aparência física dos protagonistas.
    Ainda não tinha ouvido falar do filme, mas vou dar uma pesquisada na locadora aqui perto do meu bairro.
    Obrigado por compartilhar esse filme conosco. Bjs :*
    P. S. = Como sempre, os tradutores sempre mudam o título original para um pior.
    Http://peregrinodanoite.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Já assisti a todas as adaptações feitas de livros da Nora. Realmente, muita coisa se perde, outras precisam ser mudadas pra ficarem coerentes com o que é apresentado na tela, mas todas as adaptações têm a supervisão da Nora... nem dá pra reclamar muito então hahahahahahaha

    ResponderExcluir

Quer deixar uma dica ou sugestão? Comente e me deixe feliz.

Para que eu possa visitar seu blog deixe um comentário com o nome do blog e eu entrarei em seu perfil. Ou use a opção Nome/URL. Por favor não coloquem links nos comentários porque o blogger considera como spam.

Agradeço a visita!