Resenha: Areia Movediça - Malin Persson Giolito

Editora: Intrínseca
Ano: 2019
Páginas: 352


Toda história tem mais de um lado. Em qual deles você vai acreditar?

A vida de Maja Norberg parecia incrível: ela era jovem, bonita, inteligente e popular. Nada iria dar errado. Até que houve o tiroteio na escola: seu namorado e sua melhor amiga estão mortos e ela é a única acusada dos crimes. Maja não consegue refazer mentalmente os caminhos que a colocaram nessa situação, mas uma coisa é certa: ela é a adolescente mais odiada da Suécia.

Após nove meses na prisão, é hora do julgamento. Os advogados estão usando todos os recursos possíveis para provar sua inocência, mas a promotoria, a mídia e os olhares de todos à sua volta nitidamente desejam o oposto.

Narrado do ponto de vista de Maja, que trata o leitor como um confidente, Areia movediça entrelaça as memórias da garota a um cenário de tensão racial e econômica que, aos poucos, ajuda a revelar as peças de um surpreendente quebra-cabeças. Panorama perspicaz de uma juventude desmoronando, o livro toca em temas como imigração, conflito de classes e o isolamento adolescente, embalados por uma ótima narrativa de crime e tribunal. [+]



Classificação:    





"Sempre havia algo mais dentro dele. Era mais do que tristeza. Não era ódio; o ódio é simples, e Sebastian nunca foi fácil de entender. Nunca tive medo do que ele poderia fazer comigo, nem mesmo no fim, mas estava sempre ansiosa. Mesmo naquelas primeiras semanas, tudo era sempre mais de uma coisa, era uma mistura: difícil, fácil e agradável, engraçado, horrível e maravilhoso." Página 188



Areia Movediça é o livro de autoria de Malin Persson Giolito cuja série homônima lançada pela Netflix foi baseada, no Brasil a obra foi lançada pela Editora Intrínseca e desde a divulgação do lançamento - tanto do livro, quanto da série - fiquei interessada em conferir a história. Sou apaixonada pela área de investigação criminal e este livro apresenta o crime, além de toda a investigação e o júri, o que torna a leitura completa e interessante para aqueles leitores que gostam deste gênero.

Maja Norberg é uma adolescente aparentemente normal, seu namorado Sebastian vêm de uma família com boas condições financeiras e ela acaba aproveitando todas as oportunidades que o dinheiro lhe proporciona. Um dia tudo muda, Sebastian invade a sala de aula e mata seus colegas de classe, e Maja é a única sobrevivente do massacre. Agora a adolescente está sendo julgada como cúmplice do namorado e apesar de as chances de ser inocentada serem mínimas, Maja não desiste de provar sua inocência, apesar de ser a responsável pela morte de Sebastian, ela afirma que não sabia dos planos de Sebastian para aquela manhã.

Areia Movediça é um livro envolvente e que mostra ao leitor o antes e o depois da vida de Maja, dando a oportunidade de conhecer melhor as nuances e a personalidade da protagonista, além de ter uma visão dos motivos de Sebastian para fazer o que fez. Outra personagem de importância na história é Amanda, melhor amiga e confidente de Maja, que foi uma das vítimas do ataque à escola, além de ser peça fundamental para a investigação do que aconteceu, é uma das personagens bastante exploradas durante a apresentação da história de Maja.

A autora traz em Areia Movediça questionamentos sobre a sociedade em que vivemos, além de mostrar os diversos gatilhos que poderiam ter motivado Sebastian a cometer este crime. São abordados no livro temas como a diferença entre classes sociais, imigração, o distanciamento dos adolescentes, drogas, conflitos raciais e depressão, o que torna a leitura um pouco difícil se você é sensível a temas mais complicados de serem abordados. O desfecho da história me surpreendeu e pretendo assistir a série na Netflix logo para ver como ficou a adaptação do livro para as telas.

O trabalho editorial não deixou a desejar, a capa filme chama atenção dos leitores que - assim como eu - gostam desse estilo de capa. Os capítulos são bem divididos e em bom tamanho, tornando a leitura fluida, e há uma divisão bem marcada quando há cenas de flashbacks da vida de Maja. O livro ser contado em primeira pessoa pela protagonista dá ao leitor uma melhor visão de como Maja está enfrentando tudo o que tem passado ao longo de sua adolescência e o quanto sua vida mudou após o atentado de Sebastian, a cobertura da mídia é bastante explorada na narração e por ser um crime que tem como país a Suécia, acaba sendo bem mais noticiado do que seria se a autora escolhesse os EUA como país de origem, por exemplo. Esta leitura é indicada para os leitores que são apaixonados por histórias de investigação criminal e aqueles que se interessaram pela premissa da série, tenho certeza de que não irão se arrepender.




"Não consigo ver os jornalistas, mas sua empolgação com essa nova história aumentou em vários graus a temperatura no tribunal. Eles estão ansiosos para relatar isso, e já esqueceram de que há pouco estavam contando uma história completamente diferente. Agora, eles permitirão que seus leitores e espectadores conheçam de verdade  o homem mais rico da Suécia." Página 209

5 comentários:

  1. Eu confesso que não vejo a hora de poder conferir este livro. Eu vi a série na tv assim que foi lançada e oh, mesmo com muitas críticas negativas na época, eu admito que amei de coração tudo que vi na tela. Há capítulos chatos? Há sim. Mas é uma série muito pequena e muito válida sim.
    Por isso, quando li a primeira resenha deste livro já o quis. Pois claro que há diferenças, claro que há detalhes maiores na história narrada no livro.
    Com certeza, lerei!!!!
    Beijo

    ResponderExcluir
  2. Olá! Estou muito empolgada para fazer essa leitura e depois assistir a série, até agora só ouvi resenhas positivas a respeito de ambos!
    A trama chamou muito minha atenção, também por se tratar de investigação criminal, que é algo que me fascina.
    Achei de extrema importância os temas que a autora abordou no livro, é preciso que temas como depressão, diferenças entre classes sociais, conflitos raciais, entre tantos outros, sejam trabalhados e discutidos.
    Quero muito conferir essa história e conhecer Maja e entendê-la melhor.
    Muito obrigada pela indicação, com certeza pretendo fazer essa leitura em breve! Beijos! ♡

    ResponderExcluir
  3. Oiii ❤ Em primeiro lugar, acho a ideia de a autora ter criado uma história tendo como base um massacre, ótima, pois isso tem sido uma realidade em nossa sociedade. É necessário falar sobre isso.
    Ainda não li e nem assisti a série, mas quero muito pois estou curiosa para saber o que está por trás do massacre, se Maja é realmente culpada, por quê ela esqueceu o que aconteceu e tudo o mais. São muitas coisas sobre essa obra que me deixam intrigada.
    Vou fazer o possível para conferir ambas as obras o mais breve que conseguir.
    Beijos ❤

    ResponderExcluir
  4. Gostei dessa premissa de suspense, mistérios, crimes que estão sempre em alta e uma história bem elaborada que tem tudo para me ganhar. Espero conseguir ler logo, isso é, depois de assisti a série.

    ResponderExcluir
  5. Olá
    Um livro um tanto interessante, observo que há bastante gatilhos ai. Eu fiquei bastante interessada pela historia, tem uma premissa ótima e claro, adoro quando há um suspense e um mistério a ser resolvido. Espero muito poder ler e claro, assistir a serie.

    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir

Quer deixar uma dica ou sugestão? Comente e me deixe feliz.

Para que eu possa visitar seu blog deixe um comentário com o nome do blog e eu entrarei em seu perfil. Ou use a opção Nome/URL. Por favor não coloquem links nos comentários porque o blogger considera como spam.

Agradeço a visita!