Resenha: Meu (Real#2) - Katy Evans

Editora: Novo Século
Ano: 2014
Páginas: 328
Tradutor: Júlio de Andrade Filho

Agora, com a distância e a escuridão entre eles, a única coisa que resta para Brooke é lutar pelo amor do homem que ela chama de “meu”. Na série best-seller REAL, o irrefreável lutador bad boy Remington Tate finalmente encontrou a maior razão pela qual lutar em sua vida, Brooke Dumas. Contratada para mantê-lo em perfeitas condições físicas, a jovem fisioterapeuta conseguiu desencadear um desejo primitivo tão vital em Remington quanto o ar que ele respira... “Remy” simplesmente já não pode viver sem ela. Brooke jamais imaginou que iria se apaixonar tão perdidamente por um homem, e mais, nunca sonhou que ele seria nada menos que a fonte de desejo de toda mulher. Quando tudo parecia caminhar para uma felicidade genuína, Brooke acaba sendo arrancada para longe dos arredores do ringue. Uma perigosa ameaça está à espreita, pronta para derrotar o “Arrebentador” e arrasar tudo em seu caminho no momento em que eles mais precisam um do outro. Mas será que uma última revelação surpreendente conseguirá mudar para sempre o destino desse intenso amor?

Pode conter spoilers de REAL 


Classificação:



 "Quando ele estiver lutando e levar mais socos do que posso suportar, vou me destroçar. Quando ele for amoroso comigo e me der todo o amor que não sinto que mereça, vou me destroçar. Quando ele tiver um de seus ataques, quando seus olhos ficarem negros e ele não se lembrar das coisas que disser ou fizer... Eu vou me destroçar." Página 41

MEU superou as minhas expectativas. Comecei a leitura porque estava interessada em ver como a história de Brooke e Remy iria seguir, mas durante a leitura fui sugada para essa confusão de sentimentos e ao fim, acabei fascinada pelo mundo que Katy Evans criou. 

Remy Tate é completamente apaixonado por Brooke Dumas e desde que ela o abandonou, ele está um caco. Apesar de o livro iniciar após dois meses que o casal havia se reconciliado, o período em que Brooke o abandonou ainda reflete nas atitudes superprotetoras do boxeador e, apesar de tudo, ele não está errado neste ponto já que Scorpion está fazendo de tudo para desestabilizá-lo. Brooke é a maior prejudicada, pois o lutador rival sabe que a jovem fisioterapeuta é o ponto fraco do Arrebentador. 

Por sua vez, Nora voltou para a família sã e salva, graças a Remy. A irmã de Brooke será uma peça importante no desenrolar da história e fará com que o leitor fique entre o amor e ódio por suas atitudes. Brooke está cada vez mais apaixonada por Remy e, agora, o casal age sem pensar nas consequências quando sentem que o outro está sendo ameaçado. Essa sintonia é importante em grande parte do livro, tornando-se indispensável para a sobrevivência de ambos. Será que, desta vez, Brooke e Remy terão paz para curtir o namoro? Essa é uma pergunta que não quer calar e para descobrir a resposta, você terá que conferir Meu.


"- Tudo bem. Mas para quem você vai ligar se as coisas piorarem? Para mim. Quem você vai chamar quando precisar de alguma coisa? A mim. Eu serei seu tudo. Eu serei seu cara para fazer sexo por telefone. A qualquer hora, onde quer que eu esteja. Estou sendo claro, Brooke?
- Sinto muito. Minha mente congelou no sexo por telefone...
- Sério? Você precisa que eu lhe esclareça do que se trata?" Página 126


Meu é um livro que leva o leitor a nocaute, como está dito na capa que, por sinal, é muito bonita. Gostei muito do padrão das capas que a Novo Século adotou e acabei conquistada pela série nesse volume. Ao contrário de Real, que deixou um pouco a desejar, MEU correspondeu às minhas expectativas e acabei a leitura com vontade de iniciar o próximo volume, Remy. Para a minha sorte, ele será lançado logo pela editora ou eu não aguentaria de curiosidade.

A revisão está boa e a diagramação também, mas cismei com as letrinhas em tamanho pequeno, minha miopia não aprovou. Contudo, isso não diminuiu a minha vontade de continuar a leitura e acabá-la com gostinho de quero mais. Remy acabou me conquistando e Brooke ganhou alguns pontos em meu conceito. Mel, amiga inseparável de Brooke, é que fez muita falta em Meu, aparecendo de vez em quando só para não cair no esquecimento, mas para a minha felicidade descobri que ela terá um livro para si e não vejo a hora de lê-lo.

As músicas citadas durante a história são um caso a parte. Posso afirmar que grande parte de meu amor pela série é por essa característica, a autora consegue encontrar músicas perfeitas para as situações em que os personagens se encontram e grande parte das canções já eram minhas favoritas antes de iniciar a leitura, então as cenas me cativaram ainda mais. Se você não conhece as músicas que a autora colocou na trilha sonora, não hesite e vá atrás delas. Tenho certeza de que não irá se arrepender. Deixe-se conquistar pelo Arrebentador e comece logo a leitura.


"Aprendi, na minha curta vida, que você não pode correr se romper um ligamento, mas o seu coração pode ser quebrado em um milhão de pedaços, e ainda assim pode amar com todo o seu ser." Página 276

12 comentários:

  1. Eu tinha lido a sua resenha do livro anterior e achei mais interessante a perspectiva do livro a partir da sua resenha do que a sinopse em si, e o mesmo aconteceu com essa continuação. Acho que ainda não me senti completamente cativada por essa série.

    ResponderExcluir
  2. Até engasguei com meu cafe com essa capa e título 'ç.ç' < não sei se saiu um capetinha!kk brincadeira. Já comecei lendo o "superou minhas expectativas", já estou bem mais animada com a série e por que sempre as mulheres de h.o.t na maioria das vezes se chamam Brooke? adorei a capa também, triste a miopia, também tenho problemas de vista.... a personagem parece meia imatura de primeira e faz coisas sem pensar muito nas consequências. Remy parece ser bem atraente no livro.
    Quero ler também, me deu grande vontade e espero também que lance mais volumes.
    Beijos Rafaella, ThaynáQ.

    ResponderExcluir
  3. ainda não li Real, então não li sua resenha por completa por causa dos spoilers hahaha já tinha visto o sobre o primeiro livro e me interessei bastante. Vou comprar o primeiro para conhecer a história desses dois.

    ResponderExcluir
  4. Amei o primeiro livro Real, estou super ansiosa pra ler esse segundo, parece ser ótimo também!

    ResponderExcluir
  5. O casal parece ter um boa sintonia. A capa desse livro é muito bonita. Nunca li a série :/

    ResponderExcluir
  6. Olá Rafa!
    Acho estas capa um pouco apelativas rs.
    Já ouvir falar desta série, e tenho muita vontade de ler.
    Está na lista!
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Realmente a capa está linda! Lendo a resenha, o personagem do Remy me lembrou muito o Travis Maddox (adoroooo!) de Belo Desastre. Até ai já tinha me conquistado, mas quando li sobre as músicas me ganhou de vez! Vou ler com certeza !!!

    ResponderExcluir
  8. Achei a capa bem bonita (porque será né?), a união de lutas e música pareceu perfeito para mim.

    ResponderExcluir
  9. Gostei do romance, ainda não tive a oportunidade de ler nenhum livro com um romance desses, mas quem sabe esse não será o primeiro. Livros que sempre envolve musica com os personagens é sempre interessante de ler!!!

    ResponderExcluir
  10. Rafa!
    São tantos livros em série agora que é difícil acompanhar a leitura de todos, mas acredito que essa séria valha a pena, porque vejo bons comentários como o seu.
    Só pela cama sensual já valeria a pena a leitura do livro.
    Um final de semana carregadinho de luz e paz!
    Cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Este livro superou as suas expectativas, isso me vez imaginar
    e criar um vontade de acompanhar este historia! Mas de fato
    parece ser um otima leitura!

    ResponderExcluir
  12. A capa está bonita mesmo, mas por ela eu não compraria o livro... Já pelo resumo e sua resenha, fiquei com a curiosidade aguçada para ler a série... se te surpreendeu, pode me surpreender também, e só por isso já vale a pena... Bjinhos

    ResponderExcluir

Quer deixar uma dica ou sugestão? Comente e me deixe feliz.

Para que eu possa visitar seu blog deixe um comentário com o nome do blog e eu entrarei em seu perfil. Ou use a opção Nome/URL. Por favor não coloquem links nos comentários porque o blogger considera como spam.

Agradeço a visita!