Resenha: Como viver eternamente - Sally Nicholls

Edição: 2
Editora: Geração
Ano: 2014
Páginas: 232
Tradutor: Lidia Luther


Sam ama fatos. Ele é curioso sobre óvnis, filmes de terror, fantasmas, ciências e como é beijar uma garota. Como ele tem leucemia, ele quer saber fatos sobre a morte. Sam precisa de respostas das perguntas que ninguém quer responder. ”Como Viver Eternamente”, é o primeiro romance de uma extraordinária e talentosa jovem autora. Engraçado e honesto, este é um livro poderoso e comovente, que você não pode deixar de ler. A autora tem apenas 23 anos e embora seja seu primeiro livro, ele está sendo lançado em 19 países, dirigido a crianças, adolescentes e adultos. 

Classificação:



"Não sei o que Annie queria que eu respondesse. Pensei em tudo que estava acontecendo - este livro, as coisas que Felix e eu começamos a fazer, minhas perguntas, papai dizendo que o Dr. Bill estava errado e que talvez eu fosse melhorar apesar de tudo." Página 43


Como viver eternamente foi enviado para todos os parceiros como forma de divulgação do relançamento da obra e imaginem a minha felicidade. Esse é um dos primeiros livros que li, então ter as duas edições e lê-lo novamente depois de ter lido tantos livros desse gênero foi maravilhoso. Dentre as obras do gênero Sick-lit que já li, destacam-se Como viver eternamente e A guardiã da minha irmã, que também foi resenhado no blog, pois foram os dois que me deixaram impressionada com a história, a forma com que as autoras narram e a simplicidade dos atos dos protagonistas. 

Em Como viver eternamente somos apresentados para Sam, um garotinho de 11 anos que está com câncer em estágio terminal. Ele e Félix, seu melhor amigo, estudam em casa e em uma das aulas a professora, Sra. Willis, fez com que eles criassem uma redação com a sua história. Sam gostou da ideia e começou a escrever um livro sobre a sua vida e é esse livro que a autora Sally Nicholls nos apresenta. O livro é dividido em capítulos de acordo com as situações narradas, são encontrados desenhos, listas, quadros e demais ilustrações que tornam o livro ainda mais especial. 


 

 
Em minha primeira experiência com a obra, chorei muito. Isso em 2010, acredito. Agora me emocionei, mas nem tanto. Acho que por ter amadurecido tanto como pessoa quanto como leitora, mas sem dúvidas é um livro tocante e  nos faz pensar sobre tudo o que reclamamos de nossa vida, sendo que existem pessoas que sofrem muito mais. O livro é um dos meus favoritos e essa nova edição não mudou na diagramação, apenas a capa está diferente. Essa é muito bonita, mas ainda prefiro a anterior. Apesar de não aparecer muito no livro, minha personagem favorita é a irmã caçula de Sam, Bella. Felix também é um espírito independente e percebemos o quanto é diferente enfrentar algo com a ajuda de um amigo. Sempre que me perguntam um livro para quem está começando a ler, indico Como viver eternamente. Não há como não compará-lo com A culpa é das estrelas e, sempre, indico Como viver eternamente também, pois para mim é o melhor que encontramos nesse gênero de leitura.



"Comecei a me balançar, o mais alto que pude. Estava cansado, mas há muito tempo não me sentia tão feliz...
- Vamos para a Lua! - gritei.
É loucura, eu sei. Mas quem sabe? Talvez pudéssemos." Página 107



11 comentários:

  1. Rafa li este livro logo que enviaram, e concordo com você é uma narrativa maravilhosa, no entanto acho que exatamente pelo amadurecimento como leitora não o achei tão tocante. Não li a versão anterior, mas quanto a capa super concordo. Ahhh e amo a Bella tbm

    ResponderExcluir
  2. Nossa, parece ser um livro tocante mesmo. As páginas parecem com "Diário de um Banana" com esses desenhos. Quando li o título, imaginei outra história, mas tudo bem. Fiquei curiosa para ler.

    http://eueminhacultura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Achei bem abalante a história, me dá tensão.. ainda mais por ser uma criança em leito de morte, mas também nos mostra coisas que fazem abrir os olhos, e enxergar a vida de outro modo e aproveitar mais. Gostei do Sam, e o modo que a autora deu para ele, a vida que criou no menino, além de ela ser bem nova para um talento assim.
    Me interessou bastante.
    Beijos Rafaella, ThayQ.

    ResponderExcluir
  4. Deve ser um livro realmente emocionante de ler, gostei de A culpa é das estrelas, mas esse parece ser ainda melhor, pelo menos a sinopse e até mesmo a sua resenha dão essa impressão.

    ResponderExcluir
  5. Particularmente esse livro me emocionou muito mais do que ACEDE, eu gosto muito de livros com drama e sick-lit é um prato cheio, mas alguns não conseguem passar emoção. COMO VIVER ETERNAMENTE passa emoção, vivacidade e sentimento, acho que este foi o motivo de tê-lo amado tanto.

    xoxo
    Mila F.
    @camila_marcia
    http://www.delivroemlivro.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Acho esses livros com histórias de vida de alguém que sofre com doenças graves extremamente emocionantes, ainda mais quando são crianças, mas eles também nos mostram que deveríamos reclamar menos da vida e a nos colocar no lugar da outra pessoa em vez de criticar.... Também sou curiosa... Ainda não li este livro, mas agora quero ler e quem sabe apresentá-lo a minha filha de 11 anos.. Bjinhos e obrigada pela resenha

    ResponderExcluir
  7. Só essa lista que você colocou pra ilustrar a resenha já me deu um aperto no peito Rafa! Tenho muita vontade de ler esse livro, não consigo nem imaginar a barra que é pra uma criança uma doença dessas... Deve ser um livro muito bonito.

    ResponderExcluir
  8. Chegou esse livro esses dias em casa, eu nem imaginava que seria tão chorável assim, necessito ler ele! Não conheço a capa anterior, mas pela cor essa consegue demonstrar bem que é um Sick-lit.

    ResponderExcluir
  9. Oi Rafa!!
    Este livro parece ser muito bom... porém, eu não leria. Por ser uma criança a protagonista, e a doença dela, e todo este drama envolto. Trabalho com crianças, tenho um irmão em casa, então acho que o livro seria um pouco ruim para mim.
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Esta historia bastante inspiradora!
    Um garato bastante sonhador apensar de tudo!
    Fiquei encantada por esta obra

    ResponderExcluir
  11. Nossa já estava bastante interessada em ler esse livro, gosto muito de Sick-lit h e depois de ler essa resenha fiquei ainda mais ansiosa pra conferi essa história super emocionante.

    ResponderExcluir

Quer deixar uma dica ou sugestão? Comente e me deixe feliz.

Para que eu possa visitar seu blog deixe um comentário com o nome do blog e eu entrarei em seu perfil. Ou use a opção Nome/URL. Por favor não coloquem links nos comentários porque o blogger considera como spam.

Agradeço a visita!