Lançamentos da Intrínseca

Olá, leitores.


Sei que estou meio sumida, mas é por um motivo de força maior. Estou fazendo maratona de Bones enquanto a Netflix não remove as temporadas do catálogo e já estou na metade, aee \o/ Logo volto 100% para o blog, podem esperar uma enxurrada de postagens e resenhas. Agora venho apresentar os lançamentos de Junho da nossa parceira, Editora Intrínseca




Até que a culpa nos separe, de Liane Moriarty — No novo livro da autora de Pequenas grandes mentiras, obra que inspirou a série Big Little Lies, a história começa com um convite inesperado para um churrasco de domingo em Sydney, na Austrália. Três famílias resolvem passar uma tarde tranquila em uma bela casa sem imaginar como suas vidas mudariam para sempre a partir daquele dia.

Sem conhecer direito os anfitriões, Clementine, uma mulher casada e com duas filhas, está com a amiga de infância, Erika, quando um episódio assustador acontece no evento.


Dias bárbaros, de William Finnegan — Vencedor do Pulitzer de Biografia de 2016,  a obra é uma autobiografia de William Finnegan, jornalista da The New Yorker, que viajou o mundo em busca das melhores ondas. Amante de livros e de aventuras, Finnegan se tornou escritor e correspondente de guerra. No livro, ele conta a sua trajetória no surfe, as histórias da época em que pertencia a uma gangue de meninos brancos no Havaí, a loucura dos jovens nos anos 1960, as viagens e outras experiências que viveu por causa do esporte. 



Apenas uma garota, de Meredith Russo — Tudo que Amanda mais quer é viver como uma garota comum. Prestes a entrar na vida adulta, ela mudou de cidade após passar pela cirurgia de mudança de sexo e agora está buscando a afirmação de sua identidade.  Embora acredite firmemente que toda mudança traz a promessa de um recomeço, ela ainda não se sente livre para criar laços afetivos — até conhecer Grant, um garoto diferente de todos os outros.

Em seu romance de estreia, a autora retrata a transição de uma adolescente transexual, parcialmente inspirada nas próprias experiências.




Geekerela, de Ashley Poston — Quando Elle, nerd de carteirinha, descobre que sua série favorita vai ganhar uma refilmagem hollywoodiana, ela fica dividida. Antes de morrer, o pai lhe transmitiu a paixão por aquele verdadeiro clássico da ficção científica, e agora ela não quer que suas lembranças sejam arruinadas por astros pop e fãs que nunca ouviram falar da série. 

O divertido romance traz a clássica história de Cinderela para os dias de hoje e aborda temas como internet, independência da mulher, indústria do cinema e cultura nerd.


As Mães, de Brit Bennett — Em uma comunidade negra e cristã dos Estados Unidos, Nadia, uma garota bonita, obstinada e ainda marcada pelo recente suicídio da mãe, será a primeira da família a cursar uma universidade, mas, antes de deixar sua cidade natal, ela se envolve com o filho do pastor da igreja. Os dois são jovens e não oficializam o relacionamento, mas o segredo que resulta desse romance terá consequências maiores do que eles imaginam.

Anos depois, eles ainda vivem à sombra das escolhas da juventude e da insistente dúvida: e se tivessem feito diferente? As possibilidades do caminho não tomado se tornam uma sombra implacável. 



Robô selvagem, de Peter Brown — Roz é uma robô que, ao abrir os olhos pela primeira vez, se vê sozinha em uma ilha. Ela não tem a menor ideia de como foi parar ali, mas está programada para sobreviver. Tudo parece melhorar quando Roz consegue, aos poucos, se aproximar dos bichos e criar um elo com um filhote de ganso abandonado. Mas sua natureza é diferente, e o misterioso passado da robô, que a levou até ali, está prestes a retornar para assombrá-la. 

Peter Brown é autor também de Minha professora é um monstro (Não sou, não) e Sr. Tigre solto na selva.




Eu sei onde você está, de Claire Kendal— Rafe está em todos os lugares, sempre atrás de Clarissa. Ele vai encontrá-lo na estação de trem, no portão do prédio onde mora, e as suas mensagens lotam a secretária eletrônica dela. Desde a noite que passaram juntos, Clarissa se vê numa armadilha da qual não consegue escapar.





Fonte: http://www.intrinseca.com.br/blog/2017/06/lancamentos-de-junho-3/

2 comentários:

  1. Oi Rafaella,
    Sem dúvidas o lançamento da Intrínseca que mais me chamou atenção foi Até que a culpa nos separe, pois já me considero uma fã de Liane Moriarty e quero ler todos os seus livros. Apenas uma garota trás um tema bem em alta, mas que ainda desperta muito preconceito na sociedade e acho que será uma leitura interessante de se fazer. Como gosto de thrillers Eu sei onde você está chamou minha atenção, mas espero que a história tenha algo de inovador e diferente de outros livros do gênero.

    ResponderExcluir
  2. RAFA!
    Maratona de Bones é tudo de bom, acompanho a série mas no canal fechado e adoro!
    Gostei dos lançamentos e queria ler Eu sei onde você está e Até que a culpa nos separe.
    “A única sabedoria que uma pessoa pode esperar adquirir é a sabedoria da humildade.” (T. S. Eliot)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE JUNHO 3 livros, 3 ganhadores, participem.

    ResponderExcluir

Quer deixar uma dica ou sugestão? Comente e me deixe feliz.

Para que eu possa visitar seu blog deixe um comentário com o nome do blog e eu entrarei em seu perfil. Ou use a opção Nome/URL. Por favor não coloquem links nos comentários porque o blogger considera como spam.

Agradeço a visita!