Resenha: A Química - Stephenie Meyer

Editora: Intrínseca
Ano: 2016
Páginas: 380

Ela trabalhava para o governo americano, mas poucas pessoas sabiam disso. Especialista em seu campo de atuação, era um dos segredos mais bem guardados de uma agência tão clandestina que nem sequer tinha nome. E quando perceberam que ela poderia ser um problema, passam a persegui-la. A única pessoa em quem ela confiava foi assassinada. Ela sabe demais, e eles a querem morta. Agora ela raramente fica em um mesmo lugar ou usa o mesmo nome por muito tempo.
Até que um antigo mentor lhe oferece uma saída — uma oportunidade de deixar de ser o alvo da vez. Será preciso aceitar um último trabalho, e a única informação que ela recebe a esse respeito só torna sua situação ainda mais perigosa. Ela decide enfrentar a ameaça e se prepara para a pior batalha de sua vida, mas uma paixão inesperada parece diminuir ainda mais suas chances de sobreviver. Enquanto vê suas escolhas se evaporarem rapidamente, ela vai usar seus talentos como nunca imaginou. 
Uma trama repleta de tensão, na qual Meyer cria uma heroína poderosa e fascinante, com habilidades diferentes de todas as outras, e prova mais uma vez por que seus livros estão entre os mais vendidos do mundo.

Classificação:      




"Um tipo diferente de agonia contorceu suas feições. Ele já havia visto isso antes. Se fosse outro alvo, ela saberia que o seu desejo por se manter leal estava em conflito com o desejo de evitar mais tortura. No caso de Daniel, ela preferia achar que a batalha era entre lealdade e querer fazer a coisa certa." Página 99


Quando vi que a Intrínseca lançaria o novo livro da Stephenie Meyer fiquei curiosa para lê-lo, afinal, devorei a saga Crepúsculo rapidamente e queria ter uma nova perspectiva dela como autora. A Química é um livro complexo, que envolve um vocabulário técnico por causa da protagonista, mas que é esmiuçado para que o leitor saiba o que ela está tramando. Logo de início somos apresentados para uma mulher que precisou deixar sua vida de lado com um único objetivo: manter-se viva. A organização em que ela trabalhava estava realizando uma queima de arquivo e quando seu colega de trabalho morre inesperadamente, ela percebe que a única maneira de sobreviver é fugir e se adaptar a sua nova realidade. 

Três anos e muitas identidades depois, a mulher se mantem discreta, mas dá-se o luxo de ter uma conta de e-mail e é isso que acaba dando uma nova guinada em sua vida. Ela recebe um e-mail de um antigo mentor que lhe conta que ela não está mais como alvo da organização, mas é necessária para que muitas vidas sejam salvas. Carston lhe dá uma missão em troca de sua redenção, ela precisa eliminar um homem que busca espalhar um vírus letal para a população. Acreditando estar fazendo o certo, Alex encontra o tal homem e o leva para interrogação, mas algo acontece e ela é obrigada a mantê-lo vivo. O que ela não esperava é que o irmão gêmeo do homem sequestrado iria aparecer e revelar um plano diabólico, é claro, depois de um embate que os dois mal sobrevivem.

Agora Alex é obrigada a trabalhar com os irmãos para desmantelar o grande esquema entre a organização que Alex trabalhava e a que Kevin - o gêmeo do alvo de Carston - trabalhava e precisou forjar a própria morte para se manter vivo. Daniel, o sequestrado, é o que menos sabe de tudo e é tido como fardo, pois não consegue se adaptar ao destino que lhe foi dado, como fugitivo. Tendo como objetivo a sobrevivência, Alex, Kevin e Daniel são obrigados a conviver e arquitetar um plano para que os mandantes de suas mortes caiam e, é claro, sem deixar rastros.  


"Tinha certeza de uma coisa: algo que entreouvira nos seis anos em que trabalhara com o Dr. Barnaby fora a razão do ataque ao laboratório e de todas as tentativas de assassinato que seguiram. Se conseguisse identificar a informação relevante, teria uma ideia muito melhor de quem estava por trás dos planos de matá-la." Página 184



A Química é uma obra complexa e de leitura lenta, o desenrolar da trama exige bastante do leitor, pois em alguns pontos a leitura se torna um pouco cansativa. Li intercalando a leitura entre três livros, e isso me ajudou bastante, pois apesar de ser um ótimo livro a leitura se torna arrastada em alguns capítulos. Stephenie Meyer se distanciou muito dos livros da saga Crepúsculo e confesso que isso me agradou muito e agora decidi dar mais uma chance para A Hospedeira - que abandonei a leitura nas primeiras 100 páginas. Depois de tomar forma, a história de A Química é interessante e não consegui largar a leitura porque queria saber o que aconteceria no fim. Uma personagem que me conquistou logo no início foi Val, uma amiga de Kevin que ajuda os três a se esconderem e executarem o plano para acabar com a perseguição dos irmãos e de Alex. 

A história é bem construída, a autora buscou criar um romance entre os protagonistas e esse não foi o ponto alto da história, mas o que seria dos livros da Stephenie Meyer sem um romance proibido? A edição foi muito benfeita, a capa é linda e chamativa, a revisão e a diagramação estão ótimas, as letras estão em bom tamanho, as folhas são amareladas e ajudam a não cansar os olhos durante a leitura, o livro é grande e um pouco arrastado, mas em geral foi uma ótima leitura e bem diferente das que estou acostumada.  Indico para os leitores que gostam de uma leitura com personagens fortes, história bem amarrada e que apresenta muitas reviravoltas durante o decorrer dos capítulos. 



"Mas, se pudesse voltar no tempo, será que ela o faria? Aquela vida de terror e solidão diários era mesmo uma opção melhor? Ela de fato estava mais segura, mas mesmo assim era caçada. Sua vida nova e mais ameaçada não era uma existência mais plena em tantos aspectos?" Página 312


2 comentários:

  1. O livro parece que vai conseguir prender a atenção dos leitores, pelos menos a minha!! A protagonista já me conquistou, uma mulher forte e decidida que tenta sobreviver em meio ao governo tentando matá-la!! Gosto de livros cheios de suspense e adrenalina, de ficar na expectativa do que vai acontecer!!

    ResponderExcluir
  2. Me parece ser uma obra e tanto, fiquei imensamente curiosa. Parabéns pela resenha ficou ótima!

    ResponderExcluir

Quer deixar uma dica ou sugestão? Comente e me deixe feliz.

Para que eu possa visitar seu blog deixe um comentário com o nome do blog e eu entrarei em seu perfil. Ou use a opção Nome/URL. Por favor não coloquem links nos comentários porque o blogger considera como spam.

Agradeço a visita!