Resenha: O Orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares - Ransom Riggs

Editora: LeYa
Ano: 2015
Páginas: 336
Tradutor: Edmundo Barreiros


A história começa com uma tragédia familiar que lança Jacob, um rapaz de 16 anos, em uma jornada até uma ilha remota na costa do País de Gales, onde descobre as ruínas do Orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares. Enquanto Jacob explora os quartos e corredores abandonados, fica claro que as crianças do orfanato são muito mais do que simplesmente peculiares. Elas podem ter sido perigosas e confinadas na ilha deserta por um bom motivo. E, de algum modo - por mais impossível que possa parecer - ainda podem estar vivas.




Classificação:    





"Era verdade, claro, o que meu pai dissera: eu idolatrava meu avô. Havia coisas sobre ele que eu precisava que fossem verdadeiras, e o fato de ele ser adúltero não era uma delas. Quando eu era pequeno, as histórias fantásticas do vovô Portman significavam que era possível viver uma vida mágica. E, mesmo depois que parei de acreditar nele, ainda havia algo mágico sobre meu avô: ter superado todos os horrores que ele superou, ter visto o pior da humanidade e ter a vida desfigurada por causa disso, e sair de toda essa situação como a pessoa honrada e boa e corajosa que eu sabia que ele tinha sido - isso era mágico." Páginas 85 e 86


O Orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares é uma obra que está na mídia nos últimos tempos por conta do lançamento do filme no Brasil e o relançamento do livro, desta vez pela Editora Intrínseca. Confesso que estava esperando o novo lançamento, mas com a estreia do filme acabei não me aguentando e comprei a versão antiga - o que destoou um pouco, já que a sequência é em hardcover. Apesar de toda a pressa para ler a série, acabei ainda não vendo o filme, mas logo confiro e trago minha opinião para vocês.

A obra começa com uma breve apresentação das histórias fantásticas de Abraham Portman, avô do protagonista, Jacob. O garoto de 16 anos estava no trabalho e é avisado de uma ligação, seu avô estava extremamente assustado e falando sobre monstros, ao chegar em casa Jacob vê algo estranho e encontra seu avô na floresta atrás da casa, praticamente morto. Como era bastante ligado ao avô, Jacob entra em um estado depressivo e é levado constantemente à terapia. Por sugestão do Dr. Golan, os pais de Jacob garantem que ele poderia viajar para conhecer o local em que seu avô viveu quando tinha a sua idade, mas ele não sabia que isso lhe levaria a um mundo bem diferente do que estava acostumado. 

Ao chegar em Cairnholm, um lugarzinho remoto no País de Gales, Jacob e seu pai decidem conhecer um pouco mais a região e esta exploração é feita com mais afinco pelo adolescente, que chega a conhecer a casa em que o avô morava. Decidido a explorar a mansão, Jacob encontra Emma Bloom, uma das tuteladas da Srta. Peregrine, que o leva para o casarão conhecer as outras crianças, o problema é que este orfanato está em uma fenda temporal em 3 de setembro de 1940 e todas as histórias que vovô Portman contava sobre as crianças peculiares são realidade. Agora, aos poucos, Jacob é inserido na vida dos peculiares e da Srta. Peregrine e pode, enfim, descobrir a verdade por trás das histórias que seu avô lhe contava quando ele era uma criança. 


"- Agora você é meu prisioneiro - anunciou ela. - E virá comigo. 
Não discuti. Não sabia se minhas chances eram melhores nas mãos dessa garota desequilibrada ou nas mãos do bando de bêbados com porretes que se aproximava espumando de raivam mas pelo menos com ela eu achava que tinha a possibilidade de conseguir algumas respostas." Página 124


A leitura de O Orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares é rápida e fluida, o início é um tanto conturbado até o leitor desenvolver a habilidade de separar o antes e depois nos capítulos, mas assim que esta divisão é bem delineada a história começa a ficar ainda mais interessante. Jacob, assim como os leitores, é inserido em um mundo fantástico com mulheres que se transformam em aves, crianças que tem os mais variados poderes e seres que buscam exterminar os peculiares. A história é bem desenvolvida, os personagens são cativantes e as crianças peculiares são impressionantes. 

A capa da Editora Leya representa uma das crianças e achei uma imagem interessante, assim como a montagem das imagens no livro em um todo. A edição está bacana, mas é inferior em relação aos livros lançados pela Intrínseca que contam com capa dura, jacket e folhas com cores que dão um aspecto de envelhecimento para as fotos. A revisão e diagramação ajudam na leitura, mas como o livro foi lançado pela editora em 2011, acredito que poderia ser melhor trabalhado com relação a edição. A história é fenomenal e já li os três livros e posso garantir: a leitura só melhora. Sem dúvida uma das melhores séries que li em 2016 e estou ansiosíssima para conferir a adaptação. 


"- Não é por isso que você deve ficar - disse ela. - Você pertence a este lugar, Jacob.
- Não pertenço. Não sou como vocês.
- É, sim. - insistiu ela.
- Não sou. Sou comum, como era meu avô. 
Emma sacudiu a cabeça.
- É isso mesmo o que você pensa?" Página 229 


13 comentários:

  1. Me falaram a respeito dessa série, e no mesmo dia acabei indo para a livraria comprar os livros. Fiquei um pouco incomodada com a diferença no estilo de capa do primeiro livro com relação aos outros, mas a curiosidade me fez comprá-lo mesmo assim, antes de ser lançada uma nova versão, parecida com os outros livros. Pretendo ler os livros em breve.

    http://lenabattisti.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Eu vi o primeiro filme e tô bastante curiosa para ler o livro. Achava que era mais para o terror, por isso não corri atrás de ler, mas agora me interessei. Espero poder ler em breve. :)

    Bjs, @dnisin
    www.sejacult.com.br

    ResponderExcluir
  3. Oi, Rafaella! Tudo bem?
    Pouco antes do filme ser lançado, pouco ouvi falar sobre este livro, mas logo que foi lançado, confesso que tive uma enorme vontade de conhecer toda a sua história.
    A leitura parece ter aquela pitadinha de terror, que é quase imperceptível e o suspense, romance e fantasia que intriga e prende o leitor a cada capítulo. Espero ler e assistir ao filme em breve!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  4. O Orfanato da Srta Peregrine para Crianças Peculiares está sendo o livro mais desejado por mim. A história que é cheia de suspense e mistérios me intriga, assim como as diversas ilustrações que encontramos ao longo da leitura.
    Uma leitura obrigatória para aqueles leitores que amam uma deliciosa fantasia, como eu <3
    Beijos.

    ResponderExcluir
  5. Rafa!
    Tenho muita curiosidade em saber como tudo começo no Orfanato e ainda mais para poder ver as fotos que dizem ser bem diferentonas.
    Quanto a leitura acredito que me adaptaria as mudanças nos capítulos fácil, fácil.
    Quero muito.
    “Natal não são as luzes lá fora, mas a Luz que brilha em seu coração... Feliz Aniversário, Senhor!” (Daniela Raffo)
    Boas Festas!
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de DEZEMBRO ESPECIAL livros + BRINDES e 4 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  6. Estou doida pra ler esse livro, curto muto esse gênero e cada resenha que leio dele me deixa ainda mais curiosa em conferi essa história.

    ResponderExcluir
  7. Oi!
    Eu tinha a edição antiga da Leya, mas assim que a Intrínseca lançou em hardcover, vendi a minha com a intenção de comprar a nova. Me pergunta se comprei. Kkk Já tenho "Cidade dos Etéreos" aqui e é muito bom saber que a leitura só melhora, porque ouvi algumas pessoas criticarem, comentando sobre essa confusão durante a leitura, e algumas pessoas não conseguiram diferenciar antes e depois durante durante os capítulos, e por isso não gostaram. Vamos ver o que vou achar, pretendo começar essa série o quanto antes!!!
    To bem curiosa.
    beijos

    ResponderExcluir
  8. Oláa! Os livros dessa série estouraram e estou realmente curiosa para conferi-los, depois de mais uma resenha positiva. Fiquei um pouco incerta agora sobre isso de ser um pouco confuso o começo dividido entre passado e presente, mas o resto parece agradar bastante quando pega ritmo. Esse livro está nos meus desejados e tenho de concordar que a capa é intrigante, fico feliz que se encaixe bem na obra! Ótima resenha.

    ResponderExcluir
  9. Assisti ao filme adaptação dessa obra e fiquei muito curiosa sobre a história, pois muitas partes do filme se mostraram confusas. A resenha do livro me deu uma ótima base do que esperar da leitura e me deixou muito curiosa para ler a trilogia! Adorei a resenha!

    ResponderExcluir
  10. Ainda ñ li mais sua resenha é bem esclarecedora,e me deixa cada vez mais desejando esse livro ,parabens pelo blog

    ResponderExcluir
  11. Da para perceber que a história e original, e surpreende o leitor. Antes imaginava que abordava um gênero terror, e lendo sua resenha vi que estava completamente engana. Essas imagens colocadas no livro da um ar de realidade, imagino que a trama seja bastante envolvente. Estou ansiosa por essa leitura.

    ResponderExcluir
  12. Li em um mês pelo tablet, e é dos livros q quero o exemplar físico.

    ResponderExcluir
  13. Sempre que leio sobre esta série eu me lembro dos X-Men! Uma escola (orfanato) com crianças "diferentes" mas com aquele adorável clima vitoriano. Acho que todos têm vontade de lê!

    ResponderExcluir

Quer deixar uma dica ou sugestão? Comente e me deixe feliz.

Para que eu possa visitar seu blog deixe um comentário com o nome do blog e eu entrarei em seu perfil. Ou use a opção Nome/URL. Por favor não coloquem links nos comentários porque o blogger considera como spam.

Agradeço a visita!