Resenha: Sem Esperança - Colleen Hoover

Editora: Galera Record
Ano: 2015
Páginas: 320

Assombrado pela culpa e pelo remorso por não conseguir salvar Hope nem Less, Holder desenvolveu uma personalidade agressiva. Mas, quando finalmente se depara com Hope depois de tantos anos, não poderia imaginar que o sofrimento seria ainda maior após o reencontro. Em Sem esperança, Holder revela como os acontecimentos da infância de Hope, que agora se chama Sky, afetaram sua vida e sua família, fazendo-o buscar a própria redenção na possibilidade de salvá-la. Mas é apenas amando Sky que ele finalmente será capaz de começar a se reconciliar com si mesmo.



   Classificação:



Pode conter spoilers do primeiro volume: Um caso perdido





"Nunca olhei para as pessoas da mesma maneira depois daquilo. Nunca olhei para a natureza da mesma maneira. Nunca olhei para meu futuro da mesma maneira. As coisas deixaram de ter um significado, um propósito, uma razão, e simplesmente passaram a ser uma versão fajuta do que a vida deveria ser. De repente, meu mundo exuberante transformou-se numa xerox cinza e sem cor." Página 12


Sem Esperança é o segundo volume da série Hopeless, escrita por Colleen Hoover. Não tenho nem ideia de como começar essa resenha, já que a história destruiu meu psicológico desde os primeiros capítulos do livro anterior. Desta vez, conheceremos os fatos de acordo com a visão de Dean Holder, um adolescente abalado por duas tragédias em sua vida: desaparecimento de Hope (uma amiga de infância) e suicídio de Less, sua irmã gêmea.

Sky Davis é apresentada com mais profundidade no primeiro volume, Um caso perdido, já que é narrado de acordo com a personagem. Porém, em Sem Esperança ainda podemos acessar as memórias da personagem e entendê-la conforme Holder nos conta. A história permanece a mesma, são incluídos personagens e fragmentos de memórias da infância de Holder e Less, que nos mostram os motivos que a jovem teve para acabar com sua própria vida. 

Neste livro, Holder encontra um caderno que Less deveria ter usado para a terapia, porém estava em branco. Então o rapaz começa a usá-lo para fazer cartas para a irmã e mostrá-la o progresso em sua investigação sobre o passado de Sky e de sua família. Como já falei na resenha anterior e muitas vezes, essa história é densa e de difícil leitura, porém é uma das melhores que já tive a oportunidade de conhecer. A vida de Sky e Holder é complicada, assim como o relacionamento dos personagens, mas é recompensador perceber o quanto evoluíram à medida que iam se conhecendo e se envolvendo amorosamente. Lesslie era uma personagem que eu gostaria de ter conhecido melhor em Um caso perdido e isso foi resolvido em Sem esperanças, já que Holder nos apresenta cenas em que a irmã estava presente e uma parte do passado de Less é descoberta neste volume. Gostaria que a autora fizesse um volume narrado pela garota, assim como foi feito com a história de Daniel e Six em Em busca de Cinderela, mas acho difícil. 


"E, toda vez que lembro de Less, termino pensando em Hope. E, toda vez que penso em Hope, me lembro do quanto desapontei as duas. Do quanto fracassei com ambas. É como se, no dia em que dei aquele apelido para elas, eu também estivesse dando o apelido para mim mesmo. Pois estou realmente me sentindo o maior caso perdido." Página 34


Sem Esperança foi publicado em 2015, mas só agora consegui comprá-lo e devorei em poucas horas. Fiz pausas para me recuperar da leitura, mas esta foi rápida, fluida e à medida que avançava me deixava com ainda mais vontade de não abandoná-la nem por cinco minutos. Holder é apaixonante, Lesslie sofreu na infância - assim como Hope - e como leitora fiquei com o coração na mão de ler sobre isso, não que não tenha lido obras semelhantes, mas essa me abalou profundamente. 


Com relação à edição, não tenho ressalvas. A capa manteve o padrão do livro anterior e deu ao leitor uma visão da aparência de Holder. Os capítulos eram divididos em atuais, cartas de Holder e memórias de sua infância. Para as cartas é utilizada uma fonte distinta, para dar a intenção de que o personagem estava realmente escrevendo. A edição está perfeita, assim como Um caso perdido. Sem dúvidas irei reler essa história muitas vezes ainda. Ainda estou criando coragem de comprar Em busca de Cinderela, mas não quero me desapegar da imagem de Six e Daniel feita por Sky e Holder. Devo estar sendo cansativa e muito repetitiva, mas relevem já que Hopeless é a melhor leitura que tive desde que comecei a gostar de ler, em 2007. 



"Sei que disse a ela que nunca foi beijada de verdade antes, mas até esse momento eu não fazia ideia de que eu nunca tinha sido beijado de verdade. Não assim. Cada beijo, cada movimento, cada gemido, cada toque de sua mão na minha pele. Ela é minha graça salvadora. Minha esperança. Minha Hope." Página 218

14 comentários:

  1. Fiquei passada com o primeiro livro, mas não sinto muita vontade de ler esse.

    ResponderExcluir
  2. amei esse livro! a autora soube contar a msm estoria de uma forma diferente,uma coisa que nunca tinha visto antes,em outros livros...

    ResponderExcluir
  3. Li Um caso perdido e gostei bastante. Não tem como não gostar da Escrita da Colleen, você não consegue parar de ler. No entanto vou dar uma pausa pra respirar antes de ler esse livro, pra não perder a paciência com o Holder por ele se culpar tanto.

    ResponderExcluir
  4. Li Um Caso Perdido e me emocionei muito, cada capitulo era uma grande surpresa e o livro não foi nem um pouco previsível, ainda não li Sem Esperança mas tenho vontade de conhecer o ponto de vista do Holder.

    ResponderExcluir
  5. Ainda não tive oportunidade de ler esse livro, mas ''Um caso perdido'' é fantastico

    ResponderExcluir
  6. Sou tão apaixonada por esse livro. Queria poder abraçar Less, Hope e Holder e não largar mais, deramei rios de lágrimas ao ler os 2 livros e ainda não li o conto. Mais gente precisa ler ele <3

    ResponderExcluir
  7. Oi,
    Amei a resenha, não li o primeiro livro da série, mas pretendo ler assim que me for possível que bom que o livro te agradou muito, espero que tenha o mesmo efeito comigo.
    Beijos *-*

    ResponderExcluir
  8. Eu estou ensaiando para ler esse livro...
    Fiquei com uma ressaca literária por conta de Um Caso Perdido...
    Enfim, acho que vou ler sim...

    Ótima resenha!!!

    Beijo, beijo!!!

    ResponderExcluir
  9. Não li o primeiro livro, mas vi que a série realmente está te encantando. Fiquei curiosa para conhecer, parece ser ótima. Meu coração ficou na mão só de ler sua resenha, imagina o livro! Já vou anotar na minha lista de desejados.

    ResponderExcluir
  10. Oi! Ainda não li o primeiro da série mas já vi várias pessoas falando bem como você. Não estou tendo sorte nas minhas leituras, as duas últimas foram bem ruins, quem sabe "Um Caso Perdido" e "Sem Esperança" me tire dessa maré ruim de leituras kkk :( Beijos

    ResponderExcluir
  11. Eu não gosto muito de livros que só mostram a história sobre uma nova perspectiva, e infelizmente não gostei muito desse, acho que a leitura só valeu pois mostrou novas cenas. Mas de qualquer jeito, a CoHo sempre arrasa com as suas histórias de partir o coração!

    ResponderExcluir
  12. Oi!
    Quero muito ler a série Hopeless faz um tempo que vi vários comentários positivos sobre a serie que me deixou bem curiosa para poder ler e pela resenha esse parece ser um livro emocionante e envolvente que não conseguimos larga até chegar ao final e já está na minha lista de leitura!!

    ResponderExcluir
  13. Li o primeiro livro, e apesar dos personagens serem cativantes, não gostei muito da história. Acho que esse gênero já está ficando bem cansativo.

    ResponderExcluir
  14. Não li o primeiro ainda, mas acho muito bonita a forma como as capas tem tons de azul, são diferentes e mesmo assim combinam entre si. Gosto das sinopses também, mas não esperava que fosse tudo isso. Sua resenha me deixou com vontade der ler!

    ResponderExcluir

Quer deixar uma dica ou sugestão? Comente e me deixe feliz.

Para que eu possa visitar seu blog deixe um comentário com o nome do blog e eu entrarei em seu perfil. Ou use a opção Nome/URL. Por favor não coloquem links nos comentários porque o blogger considera como spam.

Agradeço a visita!