Resenha: O Beijo das Sombras - Richelle Mead (Academia de Vampiros #1)

Editora: Agir
Ano: 2010
Páginas: 320

Lissa Dragomir é uma adolescente especial, por várias razões: ela é a princesa de uma família real muito importante na sociedade de vampiros conhecidos como Moroi. Por causa desse status, Lissa atrai a amizade dos alunos Moroi mais populares na escola em que estuda, a São Vladimir. Sua melhor amiga, no entanto, não carrega consigo o mesmo prestígio: meio vampira, meio humana, Rose Hathaway é uma Dampira cuja missão é se tornar uma guardiã e proteger Lissa dos Strigoi - os poderosos vampiros que se corromperam e precisam do sangue Moroi para manter sua imortalidade. 

Pressentindo que algo muito ruim vai acontecer com Lissa se continuarem na São Vladimir, Rose decide que elas devem fugir dali e viver escondidas entre os humanos. O risco de um ataque dos Strigoi é maior, mas elas passam dois anos assim, aparentemente a salvo, até finalmente serem capturadas e trazidas de volta pelos guardiões da escola. 


Classificação:    


"Lissa e eu éramos a melhor amiga uma da outra desde o jardim de infância, quando a nossa professora nos pôs em dupla para fazermos trabalhos escolares juntas. Forçar crianças de cinco anos a soletrar Vasilisa Dragomir e Rosemarie Hathaway, porém, era algo que ia além da crueldade, e nós - ou melhor, eu - respondemos à altura. Atirei meu livro na professora e a chamei de fascista canalha. Eu não sabia o que aquelas palavras significavam, mas sabia muito bem como atingir um alvo em movimento. Lissa e eu nos tornamos inseparáveis desde então." Página 11


O Beijo das Sombras é o primeiro volume da série Academia de Vampiros escrita por Richelle Mead e lançada no Brasil em 2010 pela Agir. Neste primeiro livro somos apresentados a uma nova sociedade dividida em: humanos, Dampiros (meio humanos, meio vampiros) e as duas classes de vampiros: Moroi - são os vampiros "vivos" que se alimentam de sangue humano, mas podem sair ao sol - e os Strigoi, vampiros "mortos" que são criados ou transformam-se por sua própria vontade. Para ser criado é preciso que um Strigoi drene o sangue de um Dampiro ou um Moroi e o transforme, para que um Moroi se transforme por sua vontade é preciso que ele drene o sangue de um humano. 

Neste mundo criado por Mead, os Moroi são regidos por sua rainha que pertence a uma das doze famílias da realeza Moroi. Os Dampiros são guardiões e desde pequenos são treinados para proteger a realeza Moroi contra os Strigoi. É nesta realidade que Rose e Lissa se conheceram e desde muito pequenas tornaram-se inseparáveis. Os familiares de Lissa morreram em um acidente de carro em que ela e Rose também estavam envolvidas, mas milagrosamente se salvaram. A princesa Moroi é a última de sua linhagem e Rose percebe que há algo de muito errado com isso e decide levar Lissa para viver com os humanos para protegê-la e, apesar das limitações que os Moroi têm, as duas conseguem sobreviver sem serem descobertas por dois anos. Porém, agora, a escola em que estudavam enviou seu melhor guardião para trazê-las de volta para a segurança da São Vladimir. 

Agora, Rose é obrigada a treinar todos os dias com Dimitri Belikov para poder recuperar os dois anos perdidos e conseguir se graduar junto com seus colegas e assim garantir a proteção de Lissa como se deve. Apesar de precisar entrar na rotina e estudar, Rose está empenhada em descobrir o que está acontecendo com sua amiga que agora está com hábitos estranhos e essa investigação é facilitada por conta do laço que se estabeleceu entre as duas desde o acidente, em que Rose pode observar o que está acontecendo com Lissa através de seus olhos. Este laço é o ponto de partida de tudo o que está acontecendo com a princesa Dragomir e o acidente que vitimou sua família é o que motiva as buscas de Rose, afinal, Lissa poderá ser a próxima. 


"Eu não tinha me dado conta até aquele momento do quanto eu realmente queria aprender, do quanto eu queria provar para ele, para Lissa e para todo mundo que eu era capaz de ser uma guardiã. O incidente com a raposa fez com que me sentisse impotente, e eu não gostava nada disso. Eu queria fazer alguma coisa. Qualquer coisa." Página 95


Meu primeiro contato com a história de Lissa e Rose foi em 2010, quando a obra foi lançada, emprestei da minha tia e acabei devorando o livro rapidamente. Porém não me empolguei em continuar a leitura, já que a série ainda estava sendo publicada. Na Black Friday de 2014 acabei comprando os seis livros e deixei-os na prateleira até o começo desse ano, porém quando reli O Beijo das Sombras não consegui mais parar de seguir a leitura (já estou finalizando o quinto livro e posso dizer que estou com o coração partido por conta do andamento da história).

O mundo criado pela autora é diferente de todas as séries sobrenaturais que já conhecemos, em cada livro há uma reviravolta emocionante e que deixa os leitores a ponto de desejar entrar na história para ajudar as protagonistas. Rose Hathaway é uma jovem de espírito livre, que fala o que lhe dá vontade e faz de tudo para proteger sua melhor amiga. Lissa é uma garota frágil e que tem em Rose seu porto seguro. O guardião Dimitri é apaixonante - e vou parar por aqui para não correr o risco de soltar spoilers, além dos personagens secundários que tem extrema importância para a história.

Para um livro de início, O Beijo das Sombras cumpriu o que propôs, não deixou pontas soltas e por ser introdutório não deixou o leitor perdido com as novas classes de vampiros e humanos, tornando a leitura fluida e extremamente interessante. As protagonistas são cativantes e a história bem elaborada, que deixa o leitor com vontade de avançar a leitura sem interrupções para descobrir o que está perseguindo a princesa Moroi e sua melhor amiga. Com relação à edição não tenho reclamações, a capa é bonita e todas as artes seguintes mantêm esse padrão adotado neste livro. A revisão está boa e a diagramação é simples, tornando a experiência ainda mais proveitosa. Sou suspeita em falar, mas a série só tem a melhorar com o passar dos livros. A história começa a tomar profundidade e os personagens passam por transformações que podem - a princípio - chocar os leitores, mas nada que torne a leitura menos perfeita.


"É difícil dizer o que me levou a fazer aquilo, afinal. Foram tantos segredos, e guardados por tanto tempo, apenas porque eu acreditava que era o melhor para Lissa, para preservá-la em segurança. Esconder o corte nos pulsos, no entanto, não a protegia em nada. Eu não conseguira fazê-la parar com a automutilação - e, para falar a verdade, eu agora me perguntava se, na realidade, não teria sido culpa minha ela ter começado a se cortar. Nada desse tipo jamais acontecera até ela me curar logo após o acidente." Página 251

9 comentários:

  1. Oi!
    Adoro a serie Academia de Vampiros é uma das minhas preferidas, gosto muito do mundo que a Richelle Mead cria e como ela fala de vampiros de uma forma diferente, a rose também é uma personagem que logo nos gostamos assim como o Dimitri !!

    ResponderExcluir
  2. Oiiee, tudo bom?
    Eu já li a série inteira e sou apaixonada pelo mundo que a Richelle Mead criou, gostei muito da resenha e que bom que esta gostando, realmente alguns acontecimentos acabam com a gente.
    Beijos *-*

    ResponderExcluir
  3. Ainda não li nenhum livro dessa série, mas tenho muita vontade de começá-la.
    Já li muitos elogios, e como a temática me agrada bastante, quero muito ler em breve! E que bom que você gostou da leitura.

    ResponderExcluir
  4. Apesar de muita gente falar dessa saga, eu não sabia muito bem do que se tratava. Parece ser bem interessante.

    ResponderExcluir
  5. Já ouvi falar muito dessa série mas nunca tinha lido uma resenha. Apesar de não gostar de temática vampiros, achei que a autora conseguiu construir um mundo muito interessante. Adoro personagens que falam o que vem na cabeça, então acho que vou me identificar com a Rose rsrs
    Vou dar uma chance pra essa série com certeza! Obrigada pela dica :) Beijos

    ResponderExcluir
  6. Não li nenhum livro dessa série, sempre vejo as capas por ai e confesso que já me chamou a atenção antes. Não sei se estou nessa "vibe" agora e leria o livro inteiro, mas gostei da resenha e dos quotes, se você fizesse outra do próximo livro eu leria de bom grado porque fiquei bem curiosa com esse universo ahah

    ResponderExcluir
  7. Já quis ler essa série, mas dizem que a partir do 3° livro é bem tediante, é verdade? assim que ler posta resenha, quero muito saber

    ResponderExcluir
  8. Já ouvi falar bastante da série Academia de Vampiros e embora eu adore livros sobrenaturais, no momento a série não despertou meu interesse.
    Mas gostei muito da resenha, aguardo a da sequencia.

    ResponderExcluir
  9. Já vi muita gente falando dessa série, mas nunca senti vontade de ler. Confesso que fiquei um pouco curiosa lendo a sua resenha, e gostei muito da premissa do livro, mas ainda não vai ser agora que vou ler essa série. Beijo!

    ResponderExcluir

Quer deixar uma dica ou sugestão? Comente e me deixe feliz.

Para que eu possa visitar seu blog deixe um comentário com o nome do blog e eu entrarei em seu perfil. Ou use a opção Nome/URL. Por favor não coloquem links nos comentários porque o blogger considera como spam.

Agradeço a visita!