Resenha: Confesso Que Menti - Justine Larbalestier

Editora: Galera Record
Ano: 2014
Páginas: 320

Micah Wilkins é uma mentirosa compulsiva. Para ela, mentir é tão natural quanto respirar. Por isso é preciso prestar muita atenção a seu relato e desconfiar de tudo o que ela disser. Por que ela mente? É um segredo que envolve o outro. Tudo começou quando ela nasceu com a doença da família. E desde então Micah criou um labirinto de mentiras para manter todos afastados da única e terrível verdade. Mas quando seu namorado Zach é encontrado morto em circunstâncias violentas e misteriosas, o comportamento nada confiável da menina a transforma na principal suspeita do crime. Agora, para desvendar essa trama e provar sua inocência, Micah Wilkins promete contar apenas a verdade e nada mais que a verdade.

Classificação:


 "A maioria dos brancos não acredita em Deus; a maioria de nós, negros, acredita.
Estou indecisa, presa em algum lugar entre os dois, da mesma forma como sou com tudo: metade negra, metade branca; metade menina, metade menino; e tenho meia bolsa. 
Sou metade de tudo."  Página 15


Falar a verdade é algo que sempre cobram das crianças, mas não de Micah. Sua família, por parte de pai, carrega o gene da mentira e a cada novo membro que se junta ao clã está fadado a mentir por toda a sua vida. Micah Wilkins quer ter uma vida normal, estudar e um namorado, mas o segredo da família a impede de ter, então desde o primeiro dia de aula a garota começa a mentir. O que antes era considerado um desvio de caráter, agora é questão criminal, pois um garoto é encontrado morto e um boato diz que Micah era bem mais próxima de Zach do que ela afirma ser.

Sarah, a namorada oficial do garoto, e Tayshawn, melhor amigo de Zach, acabam se aproximando de Micah e querem saber o que realmente acontecia entre eles. Enquanto isso, a investigação continua e Micah acaba descobrindo o que realmente aconteceu, mas ela é uma mentirosa, será que agora a garota está realmente falando a verdade?


"Fico imaginando se existe um gene para mentira. Se existe, é bem forte na minha família. O que me faz pensar na história do papai. Será que existiu uma carta? Será que algo do que ele disse era verdade? A única história que as Grandes me contaram foi a do marinheiro francês. Quem sabe meu pai mentiu sobre a carta? Quem sabe mentiu sobre ter ido à França?" Página 130


Confesso que menti é um livro envolvente e que mostra aos leitores tudo o que Micah quer mostrar, nada além disso. A garota é esperta e manipula os leitores com maestria. Fui enganada diversas vezes pela protagonista e cheguei a ficar com raiva de mim mesma por não ter percebido que a situação era mais um dos truques dessa mentirosa compulsiva. 

A obra de Justine Larbalestier é dividida em três partes e, em cada uma delas, Micah afirma estar contando apenas verdades, mas em muitas situações ela se contradiz e o leitor percebe que é uma mentirosa sem muita credibilidade. Cada uma dessas partes é dividida em ANTES, DEPOIS e HISTÓRICO PESSOAL, que mostram um pouco mais da vida de Micah antes do desaparecimento de Zach, depois do sumiço do garoto e o histórico da família da jovem e sua compulsão por mentiras. 

A trama é bem elaborada, envolvente e termina sem deixar pontas soltas. Micah é fascinante e todas as suas mentiras acabam sendo justificadas quando conhecemos a verdade, o final é surpreendente e deixará o leitor de boca aberta. A capa é bonita e nos apresenta alguns elementos que serão cruciais para a descoberta do segredo dessa mentirosa. A revisão e diagramação estão boas, as folhas amareladas não cansam os olhos e você poderá ler muito sem sentir que o tempo passou. O livro é viciante, original e uma leitura recomendada para todos que querem entrar na teia de segredos e mentiras da família Wilkins. 



"Nunca fica mais fácil.
No entanto, também não é a parte mais perigosa de ser uma mentirosa. Ah, não. Muito pior do que a descoberta e a sensação de traição que os outros sentem, é quando você começa a acreditar nas próprias mentiras.
Quando a verdade e a mentira ficam indistintas." Página 188

22 comentários:

  1. Não conhecia este livro, mas parece ser muito bom e passa longe dos clichês atuais, fiquei super ansiosa para ler este livro agora, a dica já está anotada. Parabéns pela resenha, Rafa.
    Beijos,
    http://pactoliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi Rafa, tudo bem? Já tinha lido uma resenha desse livro antes, mas a menina não tinha gostado muito... e bem legal ver uma outra opinião. Acho o livro bem interessante com uma premissa bem diferente, mas sei lá, não sei se leria, sei lá... deve ser meio frustante ver tanta mentira e depois descobrir a verdade, e ficar com aquela sensação "como eu não percebi que isso é mentira" e afinal, como saber se a verdade é a verdade mesmo, já que a personagem faz a gente ver o que ela quer. Enfim, acho bem legal essa manipulação, mas acho que não funcionaria muito bem comigo.

    Adorei as resenhas e os quotes são realmente muito bons!!

    Beijinhos,

    Rafaella Lima
    http://vamosfalarlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Rafa!
    Interessante ver um livro com uma premissa tão diferenciada e após tantas mentiras ter um final crível.
    Fiquei foi curiosa para saber qual o segredo da família... tudo bem, tudo bem, já sei que vai me mandar o livro e é o que farei assim que puder.
    Tenha uma semana de sucesso!
    Cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi Rafa!
    Já conhecia este livro. Lembro de uma resenha que li, que a blogueira dizia assim'' Confesso que fui enganada'' hahahaha Parece ser muito bom!! Está na minha lista há tempos.

    ResponderExcluir
  5. Não acredito que va ler este livro, eu confesso que o tema central ser mentira..não chama minha atenção e da forma que é direcionado não me atrai.
    Não ia conseguir gostar desta protagonista então ler iria ficar bem chato,
    beijos.

    ResponderExcluir
  6. Gostei muito da proposta desse livro, acho que ia gostar muito de lê-lo, e provavelmente acreditaria em todas as mentiras da personagem principal ou duvidaria de todas. Parece ser um bom livro!

    ResponderExcluir
  7. Adorei a premissa do livro, nunca li nada com esse tema e acho que será muito interessante conhecer um pouco mais sobre essa característica. Adoro personagens que manipulam o leitor e que nos fazem sentir raiva de nós mesmos, porque, querendo ou não, eles nos envolvem no enredo e nos fazem adentrar ainda mais a história. Gostei da capa, e a trama parece ser muito bem elaborada. Com certeza leria.

    ResponderExcluir
  8. Deve um tempo que este livro foi bastante comentado!
    Sinceramente desapareceu um pouco , e legal esta vendo
    sua opiniao em relação esta obra! Sinceramente eu curti bastante a historia
    esta coisa de mentir e tentar descobrir o fiel motivo da mentira nos prender bastante

    ResponderExcluir
  9. Eu ia ficar com raiva lendo esse livro com certeza, sem sber se ela tava mentindo ou falando a verdade. Aliás, uma pessoa que só mente não deve ser uma boa pessoa né.

    ResponderExcluir
  10. Oii Rafa !
    Sabe, não tinha dado nada para o livro, e acabei com vontade de ler depois que li a resenha. O rumo que a história tomou deixou tudo bem interessante, adorei o fato de ter uma morte no meio do livro. Acho que ao invés de ficar com raiva eu iria adorar, gosto quando o autor me engana, mesmo que fique com cara de boba gosto de ser surpreendida, rs!! Me interessei bastante pelo livro, e fiquei doida pra saber o final dele !!
    Bj, bj !!

    ResponderExcluir
  11. Este livro já me envolveu e fiquei com vontade de ler.

    ResponderExcluir
  12. Adorei a premissa do livro, a sinopse me chamou bastante a atenção, e sua resenha, só me confirmou que este livro deve ser pra lá de bom.
    Esse é daqueles livros que você fica com raiva de si mesma, quando descobre a verdade, espero estar atenta a cada mentira de Micah, hahaha.
    Adorei a resenha, Beijos.

    ResponderExcluir
  13. o livro "confesso que menti" parece prender o leitor nas primeiras paginas. fiquei curiosa p/ saber se micah e uma mitomania.

    ResponderExcluir
  14. Realmente é uma trama bem diferente,fiquei mto interessada assim que ouvi falar do que se tratava o livro.Não vejo a hora de ler.
    Bjus

    ResponderExcluir
  15. Seguidora: Andressa Nunes

    Li bons comentários sobre esse livro e depois dessa bela resenha, meu interesse aumentou ainda mais, já está na minha lista.

    ResponderExcluir
  16. Nossa o livro parece ser ótimo, história super diferente e interessante, a resenha me deixou ainda mais curiosa, fiquei doida pra ler!

    ResponderExcluir
  17. Parece ótimo, otima resenha confirmou que parece ser muito bom. Com certeza irei ler esse livro.

    ResponderExcluir
  18. Oi, tudo bom?
    Confesso que vi bem pouco sobre o livro, mas estou curiosa para ler ele, parece ser bom, adorei o enredo, e achei sua resenha muito convidativa, quem sabe em breve eu tenha a oportunidade de ler ele.
    Beijos *-*

    ResponderExcluir
  19. Adoro livros em que os protagonistas são uma espécie de anti-heróis. Achei bem interessante essa protagonista. Pelo que vi, a autora soube criar uma protagonista extremamente ardilosa, e uma trama muito bem-feita, ao ponto de enganar o leitor do começo ao fim. Isso mostra que a autora tem todo o domínio do que está escrevendo. Quero ler muito em breve.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  20. Um livro sobre mentiras é exótico. Pela capa e título tinha imaginado uma coisa diferente, tipo um romance com um pouco de suspense.
    Mas não deixa de ter um charme um livro sobre uma mulher mentirosa (parece que, na literatura, a mentira é uma característica exclusiva masculina). E deve ter um pouco de suspense, devido à investigação da morte do namorado (?) da moça.

    ResponderExcluir

Quer deixar uma dica ou sugestão? Comente e me deixe feliz.

Para que eu possa visitar seu blog deixe um comentário com o nome do blog e eu entrarei em seu perfil. Ou use a opção Nome/URL. Por favor não coloquem links nos comentários porque o blogger considera como spam.

Agradeço a visita!