Resenha: A filha da feiticeira - Paula Brackston

Editora: Bertrand Brasil
Ano: 2013
Páginas: 448
Tradutor: Fal Azevedo

SARAIVA - LIVRARIA DA FOLHA

Cada era exige um novo diário. Assim sendo, começa este livro das sombras. Após a morte, em 1628, de toda a sua família, a menina Elizabeth, de 15 anos, consegue abrigo com o bruxo Gideon Masters. Contudo, ele a aprisiona e a inicia na magia, tornando-a um ser eterno. Com a fuga da jovem, anos depois, o tutor a persegue ao longo dos séculos, passando por momentos importantes da história da humanidade.





Classificação:     

" Mais uma vez, a menina parecia estar esperando por algo. Tegan certamente era uma alma solitária, já que vinha procurar a companhia de uma estranha em uma tarde agradável enquanto outros adolescentes, sem dúvida, estariam se divertindo em algum lugar." Página 36

Confesso que a primeira parte em que a obra me chamou a atenção foi logo na capa e posso afirmar que a capa do livro é muito mais linda do que a representada nesta imagem, sendo que o título do livro é em uma cor prateada muito bonita. A sinopse do livro também é super interessante, mas nada que faça jus ao conteúdo do livro em sua totalidade. A filha da feiticeira me surpreendeu e recomendo para todos, até para você que não gosta de magia, pois esta obra vai muito além disto e acaba se transformando em uma história de amor em que um dos lados não consegue se ver livre de seu perseguidor, mas antes contarei um pouco mais sobre esta excelente obra publicada em abril de 2013 pela Editora Bertrand Brasil, parceira do blog.

Quando solicitei a obra para análise acreditava que seria um livro interessante que envolveria magia, pura e simplesmente magia. Porém logo no início da leitura nos deparamos com Bess uma garota aparentemente normal que vivia com sua família em uma casa simples e todos os dias se levantava cedo para ajudar seus pais a cuidarem de suas terras. A família de Bess era composta por cinco pessoas: seu pai, John, sua mãe Anne, e seus irmãos Thomas e Margareth, a caçula. Todos eram simples e sobreviviam com a venda dos itens que cultivavam na fazenda, sendo estes queijos e vinhos. Bess estava começando a se apaixonar por um jovem chamado William, porém isto não poderia acontecer por causa da condição social de ambos. 

Além de cuidar da fazenda, Anne ajudava e fazia partos, preparava conservas e chás. E esta sua característica especial acabou sendo o motivo para sua condenação por bruxaria. Pouco depois de seus filhos e marido falecerem e Bess ser curada, milagrosamente, foi declarada uma guerra às bruxas e Anne foi uma das mulheres presas e condenadas à morte. O mesmo aconteceria com Bess, porém a jovem foi orientada por sua mãe a procurar Gideon um homem estranho que vivia nas proximidades e esta ligação acabou sendo o que tornou a vida de Bess quase insuportável. 

" A menina desajeitada estava desaparecendo, e uma mulher recém-feita e confiante tomava seu lugar. Só o amor pode dar tal confiança instantânea e trazer uma transformação tão rápida. Eu estava certa em minha suposição. Então, eu a havia perdido. Seu estudo da arte da magia certamente não era suficientemente avançado para prender a atenção dela quando confrontada com a distração da luxúria juvenil." Página 208

Ao procurar Gideon, Bess acabou ligando sua vida com a do mago, sendo assim este considerava que Bess era sua. A cada vez que Gideon descobria a identidade e em qual lugar Bess vivia, acabava fazendo todas as pessoas que estavam ao seu redor pagarem pela desobediência de Bess. Afinal, ele havia lhe dado poderes e sua imortalidade e em troca ela deveria ser sua amante. Esta busca de Gideon acabou tornando-se incansável e não havia um lugar em que Bess conseguisse ficar em paz por muito tempo antes de ser encontrada, isto foi até encontrar a jovem Tegan. A amizade das duas ficou bastante forte a ponto de Bess, ou Elizabeth como era conhecida pela adolescente, a contar todas as suas identidades, mas isto é claro, sem revelar para a menina que a protagonista de todas as histórias contadas era ela, Elizabeth Anne Hawksmith.

O livro é narrado em primeira e terceira pessoa, sendo que apenas a narração feita por Elizabeth em 2007 é em primeira pessoa, já as outras histórias que compõem a obra são narradas em terceira pessoa, mas é claro tendo como personagem principal a atual identidade de nossa protagonista. Não percebi muita diferença na forma como a autora narrou os fatos e situações ao trocar de pronomes pessoais e acredito que isto acabou deixando a leitura mais leve, uma vez que parecia que as identidades criadas por Bess ao longo do tempo não passavam de atuação. A obra é envolvente e só não li mais rápido por causa dos meus afazeres que não me permitiam muito tempo disponível para saborear a leitura profundamente, mas nada prejudicou os momentos que passei junto a Bess. A filha da feiticeira entrou para a minha lista de favoritos e é, junto com Lua de Sangue - Nora Roberts, os dois livros da Editora Bertrand que mais marcaram a minha modesta vida de leitora. 

" Sentei-me em meu lugar e divaguei sobre a capacidade que o coração humano possui de experimentar tanto o desespero quanto a alegria em um mesmo e único momento." Página 378

17 comentários:

  1. Esse livro parece ser tão bom! Adoro livros de magia e que misturam a história contada com a história real da humanidade. A capa é simplesmente magnífica!

    Beijos
    fromafallenangelsheart.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Me interessei bastante pela sinopse e me lembrou a série 'Estudos Sobre Magia' (que ainda não li mas dizem ser ótima!).
    Gosto dessa narrativa intercalada, assim conseguimos saber o que está se passando quando a protagonista não está em cena. :)
    A capa é linda e sua resenha me deixou com mais de vontade de ler!

    ResponderExcluir
  3. Adoreeeei a capa, muito linda! Amo essas histórias antigas e diferentes. Pelo visto, deve ser muito bom (:
    Adorei aqui, estou seguindo.
    Estamos com uma coluna nova no blog, vai lá?
    http://elastemalgumestilo.blogspot.com.br
    Beijos,
    Tina.

    ResponderExcluir
  4. Eu adoro a capa desse livro. Não vejo a hora de lê-lo, pois ele me parece super interessante. Além do mais, amo o gênero. Magia é vida! <3 hahaha
    Também pensava que o livro era cheio e somente de cenas assim, com magia. Estamos enganadas!!
    Enfim, sei que se eu ler, vou amar!

    ResponderExcluir
  5. Eu quero muito ler esse livro, além da capa ser linda o enredo parece bem diferente e estou curiosa para saber como a autora o abordou.

    ResponderExcluir
  6. A capa é linda, sem dúvida! E a história parece ser bem interessante, ainda mais com alguns toques de "realidade" misturada. Adoro sobrenatural e esse parece ter yodos os ingredientes para uma história muito envolvente!

    ResponderExcluir
  7. Me surpreendi com a resenha. Não tinha me interessado por nada além da capa, mas sua resenha me chamou a atenção. Gosto dessa temática mistíca para fantasia e acho que essa será uma boa aquisição. É só um livro?

    ResponderExcluir
  8. Pra ser sincera, confesso que em um primeiro momento julguei o livro pela capa e sinopse e não gostei. Me questionei se não perderia o meu tempo lendo-o. Entretanto, duas pessoas já me falaram que a estória do livro é realmente agradável. Por isso procurei opiniões sobre o livro nos blogs e tal e na maioria deles- assim como neste- são de opiniões favoráveis. Espero não me arrepender na leitura.

    ResponderExcluir
  9. Ai que bom que você gostou, eu já tinha ouvido uma critica negativa, mas fiquei super interessada pelo livro, não vou mentir, meu interesse surgiu mesmo pela capa linda que ele tem.
    Terá continuações?

    nasproximaspaginas.blogspot.com
    raah_varella@hotmail.com

    ResponderExcluir
  10. MMMMMMMMMMMINHA nossa senhora, estou morrendo para ler esse livro. Sério mesmo. A capa está demais. Só tenho visto resenhas incríveis sobre o livro. E o gênero é o meu preferido.
    beijos

    ResponderExcluir
  11. Que fofo que entrou na sua lista de favoritos. Pretendo ler em breve pois todos meus amigos estão me recomendando este livro. Parece ser fantástico mesmo.

    ResponderExcluir
  12. Assim como você a minha relação com a capa foi amor a primeira vista, isso sem nem ter visto pessoalmente, gostei de saber que a estoria vai alem de magia, apesar de gostar muito de magia é claro..

    uma outra coisa interessante eu AMO a NORA..
    já vários livros seus, inclusive Lua de Sangue.. e eu sou completamente
    apaixonada por todos os seus romances..

    torcendo bastante pra ganhar esse livro..

    ResponderExcluir
  13. Só pela capa já havia desejado. Eu adoro coisa que magia e momentos históricos.
    Tipo, eu PRECISO desse livro!

    A Vida de uma Bookaholic

    ResponderExcluir
  14. Ah eu já tinha lido uma resenha desse livro em outro blog e gostei muito, e agora com essa resenha tenho ainda mais certeza de que quero ler o livro, acho que ele deve ser muito bom e eu adoro livros que contenham magia.

    ResponderExcluir
  15. Meu Deus, necessito deste livro! Com seus comentários eu adorei mais, se te marcou, com certeza me marcará também.
    Ansiosa para ler este livro maravilhoso.

    ResponderExcluir
  16. A resenha ficou ótima! Não conhecia ainda o livro, mas me encantei com a magia da capa envolvente em conjunto com o título!

    ResponderExcluir
  17. Uau, fora a capa ser incrivel o livro também é? omg, assim eu nao aguento, eu quero ler tudo! quero ler demais esse livro! Historias de magos e feitiçoes e magias sao as que mais me atraem, nossa. adorei muito a ideia da autora, a super ideia, desse mago ir passando pela historia da humanidade, que interessante, quero ler demais. Essa menina tem q me surpreender!!

    ResponderExcluir

Quer deixar uma dica ou sugestão? Comente e me deixe feliz.

Para que eu possa visitar seu blog deixe um comentário com o nome do blog e eu entrarei em seu perfil. Ou use a opção Nome/URL. Por favor não coloquem links nos comentários porque o blogger considera como spam.

Agradeço a visita!