Resenha: As origens de Drácula: O homem, o vampiro, o mito - Arturo Branco

Informações sobre a obra
Lançamento: 2012
Páginas:152





Descrição: Atualmente, Drácula é conhecido por todo o mundo como um vampiro originário da misteriosa região da Transilvânia. Quando seu nome é citado, tanto no Oriente quanto no Ocidente, remetemos à imagem de um homem pálido, com caninos grandes e capa preta; um vampiro sedutor, cruel e vingativo, capaz de espalhar a destruição e a morte por onde passa. 


Classificação:   



" O Conde Drácula, de Stoker, também se devotou a buscar o poder, tanto o poder mundano, conseguido pela manipulação que exercia sobre os humanos, quanto o poder sobrenatural, manifesto em sua habilidade de evitar e enganar a morte. O Drácula da mídia, tão diverso, é talvez o mais egoísta de todos, pois não deseja compartilhar sequer a narrativa dos outros Dráculas, criando para si mesmo uma narrativa particular, única e diversa." Página 12

Logo no início da obra somos apresentados para o autor Arturo Branco e seu dilema: escolher um tema para sua monografia. Inicialmente ele optou pelo mito de Gilgamesh, mas em 2002 o palco deste mito - atual Iraque - foi invadido e não seria possível realizar a pesquisa. Em 2004 o autor teve acesso a alguns materiais que falavam sobre a vida de Vlad Drácula e acabou se interessando por este tema, ao entrar em contato com  Universitatea din Craiova foi possível a viagem de Arturo para a Romênia, começando assim sua pesquisa sobre este mito que foi Vlad Tepes. 

A obra As origens de Drácula: o homem, o vampiro, o mito é dividida em três capítulos, sendo que em cada capítulo é abordada uma parte da vida do tão famoso "Conde Drácula". O primeiro capítulo é intitulado VIDA e tem como função situar o leitor aos acontecimentos na vida humana de Vlad Tepes, toda a sua busca por poder e vingança, além de seus métodos de tortura bastante utilizados para punir criminosos e até mesmo pessoas com quem Vlad Tepes não simpatizava. O hábito de empalar pessoas fez com que o índice de criminalidade no reino em que Vlad chefiava acabasse, sendo que ele utilizava o empalamento como forma de punir e há histórias de que ele deixava baldes para recolher o sangue das vítimas.

Na segunda parte do livro é abordado o tema MORTE. Uma vez que Vlad Tepes foi morto em batalha, não se sabe em que lugar seu corpo foi enterrado e dando assim a sensação de imortalidade. Neste capítulo o autor utiliza de lendas como Rei Arthur e o reino de Avalon e até fala um pouco sobre a sádica Condessa Elizabeth Báthory que se banhava com o sangue de garotas virgens, uma vez que a mulher acreditava que necessitava deste ritual para permanecer jovem. São estimadas a morte de 650 mulheres pelas mãos da condessa. É neste capítulo em que o autor faz a ponte entre o mito e a realidade, uma vez que a história de Vlad Tepes foi documentada, já no caso do Rei Arthur já pouco material para embasar as pesquisas históricas sobre o assunto. 

O terceiro capítulo MORTE - VIDA é o capítulo em que Arturo Branco faz a ponte entre a vida de Drácula e sua imortalização na mídia, seja por meio da obra de Bram Stoker ou pela adaptação desta para filmes e seriados. É provável que a força de Drácula é justamente a figura ser baseada em uma pessoa real, no caso, Vlad Tepes. Bram Stoker utilizou-se da história do voivoda para dar base ao seu livro, já a cultura pop midiatizou a história criada por Stoker e transformou o Conde Drácula em um personagem bem diferente do que foi Vlad Tepes. 

A obra é bem interessante e acredito que teria maior efeito se eu tivesse lido Drácula, sim ainda não li e confesso que estou com vergonha. Só que a linha de raciocínio que Arturo Branco criou foi bastante explicativa e não me perdi quanto a história, até porquê o autor não fez muito uso da história criada por Stoker, mas sim concentrou-se na história de Vlad Tepes. Os capítulos que mais gostei foram o segundo e terceiro porque no segundo o autor apresenta um pouco mais sobre as histórias tabu como, por exemplo, a da Condessa Báthory. Já no terceiro somos apresentados aos materiais criados a partir da história de Bram Stoker e as dezenas de histórias e aparências que os Dráculas da cultura pop possuem. Realmente a obra é ótima para você que quer saber um pouco mais sobre este personagem icônico, acabei me assustando com a história de Vlad Tepes, mas a leitura foi satisfatória. 


"Podemos concluir que existem três Dráculas: um histórico, Vlad Tepes; um literário, Conde Drácula; e um terceiro Drácula pop, originário da cultura de massa e da manipulação do mito pela mídia, fruto de todo tipo de modificações e adaptações da obra de Stoker e do personagem histórico." Página 126


20 comentários:

  1. Ainda não li o Dracula de Bram Stoker, mas vi o filme e sou apaixonada pelo personagem e todo livro que remete a referências do mesmo me interessam.

    ResponderExcluir
  2. Eu não sou fã do Drácula, realmente não gosto muito. :/ Nunca fui muito fã dos vampiros tradicionais haha Mesmo assim, parece interessante. Não gosto muito, mas isso de talvez ter certas verdades em sua história, me intriga.

    ResponderExcluir
  3. Pra quem gosta de vampiros, acho que deve ser uma obra bem interessante....o que não é o meu caso...tanto as histórias originais de vampiros como as mais atuais realmente não me despertam interesse e curiosidade, mas acredito que seja uma excelente dica pra quem curte. ;)
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Esse livro deve ser muito legal eu adoro tudo que tem haver com vampiros, e esse livro deve ser muito legal mesmo eu queria muito ler pois parece ser muito interessante além de falar de vampiros é logico.

    ResponderExcluir
  5. Nunca tinha ouvido falar nesse livro mas a capa me agradou bastante e pelo que disse, parece ser bem legal!

    Beijos.
    Páginas na Estante
    @alyneadriana

    ResponderExcluir
  6. Adoro vampiros, acho que esse livro eu vou gostar!

    ResponderExcluir
  7. Olha mais um com essa temática, sinceramente não tá dando pra ler livros com esse tema. Não consigo,os únicos que ainda me fazem da uma olhada é o da irmandade das adagas negras, o resto... E tbm como você, não li sobre Drácula e nem tô afim de ler kkkkkk

    ResponderExcluir
  8. Sabe que eu tenho um livro com o conto original e ainda não li ele kkk poise ... tenho que admitir que quando eu era criança só era falar de Drácula que eu ficava com medo ... talvez eu leia esse livro ^^ ótima resenha

    ResponderExcluir
  9. Ok eu tinha a intenção de ler algum dia, mas desisti, me senti angustiada só de ler a resenha. Apesar de saber que o livro era baseado na vida de Vlad e tbm saber sobre o empalamento eu não me senti confortável, e acho que ficarei menos ainda com a leitura. Não tenho estomago para coisas do tipo kkk. Sim eu sou frouxa kkkk, ótima resenha Rafa :)

    ResponderExcluir
  10. Estou um pouco cansada de vampiros, então não achei muito interessante o livro, não crio que vá lê-lo.

    ResponderExcluir
  11. Ando dando um tempo em relação a livros de vampiros..
    sei lá depois da modinha fiquei com a cabeça cheia de estorias. umas boas,outras nem tanto.. mas eu gosto desses livros + tradicionais..

    ResponderExcluir
  12. Sou apaixonada por vampiros, adoro as histórias do Drácula. Então com certeza irei gostar do livro.

    ResponderExcluir
  13. Ja li o Drácula do Bram Stoker, mais não entendi muito o livro!
    Esse parece ser legal , seria bom saber a origem de tudo isso!

    ResponderExcluir
  14. Tenho o livro do Drácula, mas ainda não o li. Uma pena, porque amo esses livros, esses estilos.
    Este parece ser bem bacana.

    ResponderExcluir
  15. Não curto esse vampiros tradicionais não. Gosto da nova geração...kkkk
    Mas para falar a verdade, já parei com a fase de vampiros.
    Então esse livro eu não leria.

    ResponderExcluir
  16. Sua resenha são maravilhosas, acho que nunca falei. rs
    Enfim, não curto mais tanto o tema "vampiros". O livro parece ser bacana.

    ResponderExcluir
  17. Gostei do livro,explorar esses 'três' Dráculas,aprender sobre ele é interessante.

    ResponderExcluir
  18. Eu amo o Drácula do Bran <3
    Preciso desse livro!
    Poxa só três livrinhos?
    Beijos


    http://avidadeumabookaholic.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  19. Excelente resenha.
    Quero ler esse livro! :D

    Abraços

    Lucas de Souza Oliveira

    www.cafecomlucao.com

    ResponderExcluir
  20. Adoro Drácula, e gostei muito da resenha.
    Quero ler esse livro. :D

    Lucas de Souza Oliveira

    www.cafecomlucao.com

    ResponderExcluir

Quer deixar uma dica ou sugestão? Comente e me deixe feliz.

Para que eu possa visitar seu blog deixe um comentário com o nome do blog e eu entrarei em seu perfil. Ou use a opção Nome/URL. Por favor não coloquem links nos comentários porque o blogger considera como spam.

Agradeço a visita!