Resenha: Algemas de Seda - Frank Baldwin

Editora: Geração Editorial
Ano: 2012
Páginas: 320
Tradutor: Claudia Dornelles



Algemas de Seda - Mimi Lessing está noiva do homem que ama, quando seu colega de trabalho, o irresistível Jake Teller, desperta a sua curiosidade e interesse. Disposto a seduzi-la, Jake a convida a assistir, sem ser vista, aos jogos eróticos dele com suas parceiras, a quem leva ao êxtase sexual por meio da dor. Então, as mulheres com quem Jake dormiu começam a ser assassinadas, e a própria Mimi desaparece. Homens e mulheres não deixarão a leitura deste thriller erótico e absorvente até a última página, para a qual se caminha num clima de sensualidade e suspense eletrizantes. 




Classificação:  



"As mulheres quase nunca se perdem completamente. Mesmo no sexo, mostram o que querem que seja visto. Até serem levadas ao limite. No limite, já deixaram tudo para trás. Todos os ardis. Até mesmo toda a reserva. Seu lado social é sobrepujado." Página 29


Algemas de Seda é o primeiro volume da Coleção Muito Prazer e leva a pimentinha verde que é classificada como picante, acredito que os outros volumes vão evoluindo com relação a isso. Logo que virei parceira da editora havia solicitado a obra, mas como eles estavam sem cópias acabei conseguindo solicitá-la apenas neste ano.

Neste primeiro volume, conhecemos Mimi Lessing, uma mulher que está prestes a se casar, porém está em dúvidas com relação a isso. Quando seu colega de trabalho, Jake, é designado a ajudar Mimi com um novo projeto, todas as suas convicções com relação ao casamento e uma vida com Mark começam a ser abaladas.

Com a proximidade, Jake começa a levar Mimi a se questionar se quer passar a vida ao lado de Mark ou ser levada ao limite, ao prazer que poderia ter com Jake. O rapaz é um conquistador e faz uma proposta a Mimi: assistir o que ele faz com as mulheres com que sai. Isso já é estranho o suficiente, porém só é o começo. As mulheres com que Jake saía e Mimi acabou assistindo começaram a desaparecer e ela é jogada neste fogo cruzado.

Um livro diferente dos que estou acostumada e uma surpresa. A leitura é fluida e viciante, Jake é apaixonante e fiquei curiosa para saber mais sobre ele. A protagonista acabou não me conquistando no início da leitura, porém isso acabou mudando com o passar dos capítulos e o final é ótimo. Com relação aos aspectos editoriais o livro não deixa a desejar. Capítulos bem divididos, sem erros de revisão e a diagramação é boa. Sem dúvidas fiquei curiosa para ler os volumes seguintes da coleção, leitura indicada. 


 
"- Todos nós somos tentados, Mimi. A fidelidade não significaria nada sem a tentação. A fé não significaria nada.
- Como posso saber, padre? Se sou forte o bastante para resistir?
- Você quer resistir?" Página 187

1 comentários:

  1. Acho importante as pessoas conhecerem a si mesmas no que diz respeito a prazer, saber o que as agrada no sexo e em tudo o que estiver relacionado a isso. Uma vida a dois, um relacionamento sério ou um casamento precisam disso para que as coisas realmente funcionem bem. Talvez Jake tenha tentado mostrar isso para Mimi, que ela poderia se conhecer melhor sexualmente. Mas no livro também há mistérios, que talvez sejam até mais interessantes do que a questão sexual em si.

    http://lenabattisti.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Quer deixar uma dica ou sugestão? Comente e me deixe feliz.

Para que eu possa visitar seu blog deixe um comentário com o nome do blog e eu entrarei em seu perfil. Ou use a opção Nome/URL. Por favor não coloquem links nos comentários porque o blogger considera como spam.

Agradeço a visita!