Resenha: Remy - Katy Evans


Editora: Novo Século
Ano: 2014
Páginas: 240

Remy - O lutador do circuito Underground Remington Tate é um verdadeiro mistério, até para si mesmo. Sua mente por vezes é assombrada por trevas, e ao mesmo tempo repleta de luz; ora atormentada, ora iluminada. Às vezes, suas ações e seu estado de espírito são cuidadosamente medidos; mas, subitamente, podem fugir do controle. Contudo, um amor improvável se revela a chave para o que aparentemente era apenas caos e aniquilação em Remy. Nenhuma mulher antes de Brooke Dumas havia vislumbrado seus segredos mais profundos, e suas paixões mais intensas. Em meio a todo esse cenário obscuro, enfim nasce uma constante: querer, precisar, amar e proteger Brooke. Desde o primeiro momento em que pôs os olhos em Brooke, Remy sabia, sem dúvida alguma, que ela seria a coisa mais real pela qual ele jamais teve que lutar. No terceiro livro da série, entre na mente singular de Remington Tate, o “Real” da Brooke, e descubra como o casal leva seu vínculo poderosamente sensual para o próximo nível. 

Classificação:

 
 "Escuto a porta se fechar devagar depois que eles saem enquanto a escuridão me envolve. É um lugar familiar em que já estive milhares de ocasiões. Às vezes, mergulho nele de boa vontade, mas hoje dói em todos os lugares dentro de mim que Brooke Dumas tocou com seus sorrisos, e só consigo pensar em sair daqui para impedir que ela me deixe." Página 86


Remy é o terceiro livro da série Real, lançada pela Novo Século. Ambientada no underground com muita violência, drogas e vícios a história apresenta a vida do lutador Remington Tate, o Arrebentador. Em uma de suas lutas a ex-corredora Brooke Dumas aparece com uma amiga e acaba encantando o lutador que, posteriormente, a contrata como sua especialista em recuperação esportiva. 

Neste terceiro volume não vemos muitas situações novas já que ele é composto pelo ponto de vista de Remy sobre o que nos foi apresentado nos dois primeiros livros sob a visão de Brooke. Não posso falar muito sobre o que há de novo na leitura, pois será spoiler para quem não leu os livros anteriores, mas vale à pena conferir a história na visão de Remy.

Gostei dos livros anteriores, apesar de me lembrar diversas vezes de Belo Desastre enquanto lia, já que ambos se passam no mundo das lutas e tudo mais. Brooke é parecida com a Abby, mas conforme a história de Real avançava comecei a gostar bem mais dela do que da protagonista de Belo Desastre. Por outro lado, Remy me encantou desde o começo porque a forma como ele se abriu com Brooke após se conhecerem mais foi fantástica e ao mesmo tempo em que ele queria protegê-la de seus problemas, não conseguia deixá-la ficar longe.

Acredito que não preciso comentar nada sobre as capas, o padrão e as imagens ficaram perfeitos para a história. Os aspectos editoriais como revisão e diagramação estão ótimos, o que facilita a leitura. As músicas que foram inseridas durante a narração são perfeitas, além de estarem entre minhas favoritas desde sempre. Essa é uma série recomendada para aqueles que gostam  de uma boa leitura que mescla romance, erotismo e muito drama.


"Deus, eu odeio ter de dizer isso a ela. Quero dizer que sou forte, rápido, o mais forte, o mais rápido. Não quero dizer que sou ferrado. Perigoso. Volátil. Isso mesmo, uma confusão. Mas nunca fui mentiroso." Página 127

9 comentários:

  1. Acho interessante livros que apresentam ponto de vistas diferentes, mesmo que seja "a mesma história", quando é do ponto de vista de outro personagem, acaba apresentando outros elementos, porque cada um acaba vendo as mesmas situações de forma diferente, e é uma forma também de conhecer melhor o personagem.

    ResponderExcluir
  2. Parece ser um livro mais "pesado".
    Mas gostei da capa, achei bem feita, se tiver a oportunidade, lerei sim!
    bjoos

    ResponderExcluir
  3. Ainda não conhecia a trilogia, mas fiquei interessada pela história!
    beijinhos :*

    ResponderExcluir
  4. Adoro este tipo de livro que nos contam a mesma história por olhos diferentes. As vezes isso até nos faz perceber coisas que sem querer deixamos passar.
    E essa trilogia parece ótima.

    ResponderExcluir
  5. Rafa!

    gosto quando séries trazem o ponto de vista dos dois protagonistas, assim podemos ficar sabendo o que cada um pensou referente ao mesmo fato.
    Não li ainda nenhum dos livros da série.
    Um final de semana carregadinho de luz e paz!
    “Não acredite mais em pessoas especiais, mas em momentos especiais com pessoas habituais.” (Chafic Jbeili)
    Cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Apesar da capa não ter me chamado muito a atenção, achei a premissa do livro bem interessante. Senti em um filme lendo só a resenha, então estou só vendo quando ler o livro inteiro hahaha. A resenha ficou ótima, e gostei muito por ser um livro de luta, já que quase nunca li a respeito.
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Que capa é essa?!!!!
    Senhor!! kk'
    Gosto muito de trilogias mas não tive interesse nessa... abs

    ResponderExcluir
  8. Oi!
    Sinceramente não tenho muita curiosidade sobre essa trilogia, os livros também me lembram um pouco Belo Desastre por envolverem lutas, mas mesmo que eu tenha gostado da história do Travis, não me interessei pela do Remy rs
    Bjs

    ResponderExcluir
  9. Não sou muito fã de NA devido a péssimas leituras e tenho um pé atrás com Belo Desastre. Mas como você falou que esse livro aos poucos se distância dele assim que tiver oportunidade vou tentar lê-lo :)

    ResponderExcluir

Quer deixar uma dica ou sugestão? Comente e me deixe feliz.

Para que eu possa visitar seu blog deixe um comentário com o nome do blog e eu entrarei em seu perfil. Ou use a opção Nome/URL. Por favor não coloquem links nos comentários porque o blogger considera como spam.

Agradeço a visita!