Resenha: A linguagem das flores - Vanessa Diffenbaugh

Editora: Arqueiro
Ano: 2015
Páginas: 304

A Linguagem das Flores - Victoria Jones sempre foi uma menina arredia, temperamental e carrancuda. Por causa de sua personalidade difícil, passou a vida sendo jogada de um abrigo para outro, de uma família para outra, até ser considerada inapta para adoção.

Ainda criança, se apaixonou pelas flores e por suas mensagens secretas. Quem lhe ensinou tudo sobre o assunto foi Elizabeth, uma de suas mães adotivas, a única que a menina amou e com quem quis ficar... até pôr tudo a perder.

Agora, aos 18 anos e emancipada, ela não tem para onde ir nem com quem contar. Sozinha, passa as noites numa praça pública, onde cultiva um pequeno jardim particular.

Quando uma florista local lhe dá um emprego e descobre seu talento, a vida de Victoria parece prestes a entrar nos eixos. Mas então ela conhece um misterioso vendedor do mercado de flores e esse encontro a obriga a enfrentar os fantasmas que a assombram. 
 Classificação:  

 
 "Agora, adulta, minhas esperanças para o futuro eram simples: queria ficar sozinha, cercada de flores. Parecia que, enfim, iria conseguir exatamente o que desejava." Página 23

A linguagem das flores é um livro diferente dos que estou acostumada a ler e foi esse o motivo pelo qual solicitei a obra para a Arqueiro.  A obra conta a vida de Victoria Jones, uma órfã que não se ajustou em nenhum lar adotivo até os 10 anos, quando em uma última tentativa a assistente social que cuidava de seu caso a leva para morar com Elizabeth. Logo no início, Victoria não queria morar lá, mas aos poucos baixa sua guarda e aprende a conviver com sua nova tutora. 

Um ano se passa e uma tragédia acontece, forçando Victoria a morar em um orfanato até completar dezoito anos e ser dona de seu destino. Sem dinheiro e lugar para ir, Victoria consegue trabalho em uma floricultura. A paixão pelas flores foi cultivada por Elizabeth enquanto moravam juntas, já que a mulher explicou a Victoria o significado das flores e é com isso que a jovem sobrevive. Logo seu talento com as flores se espalha e ela começa a ganhar mais dinheiro com isso, porém os fantasmas de seu passado começam a lhe assombrar com o aparecimento de Grant, sobrinho de Elizabeth. 

A linguagem das flores é de fácil leitura e ao final a história é arrebatadora, descobrir o que aconteceu com Victoria para afundar as suas chances de ser adotada por Elizabeth foi o ponto alto da leitura. Gostei muito do livro, a história de Victoria é comovente e a forma com que sua personalidade foi marcada pela tragédia torna a leitura mais interessante, pois é possível perceber que apenas uma situação pode ter influência durante toda a vida de quem foi afetado. Com relação aos aspectos editoriais não tenho nada para me queixar, a capa é linda, revisão e diagramação estão boas e complementam a história maravilhosa. Livro recomendadíssimo para aqueles que gostam de uma boa história, com drama, romance e algumas risadas.

"Queria ir com Grant, mas estar com ele me deixava nervosa. Parecia algo ilícito. Não sei se a sensação era um vestígio do tempo que eu havia passado com Elizabeth ou se aquilo era simplesmente próximo demais de um romance ou de uma amizade: duas coisas que evitara minha vida inteira." Página 93

10 comentários:

  1. Fiquei curiosa para saber quais são "os fantasmas que a assombram" e achei a capa muito bonita!

    ResponderExcluir
  2. Estou looooouca para ler esse livro!!
    Parece tão intenso, triste mas ao mesmo tempo, cativante!!
    Tem jeito de ser lindo e reflexivo!
    Quero muito!!
    bjoos

    ResponderExcluir
  3. Rafa!
    Livros que envolvem flores não pode dar errado, concorda?
    Gostaria de descobrir o que levou a Victoria trabalhar com flores e que segredos ela guarda dentro de is.
    Uma semaninha carregadinha de luz e paz!
    “Imagine uma nova história para sua vida e acredite nela.” (Paulo Coelho)
    Cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Ainda não conhecia o livro, mas você já me deixou super curiosa para ler e o livro já entrou para minha listinha kkkk
    A capa é realmente muito linda!
    beijinhos :*

    ResponderExcluir
  5. Ai nossa que aconteceu, Elizabeth morreu foi? Ela vai se apaixonar pelo sobrinho da antiga tutora? Menina cê me deixou muito curiosa e olha que antes da sua resenha eu não daria nadinha, nadinha por este livro. Mas agora quero muito ler.

    ResponderExcluir
  6. Faz tempo que quero ler esse livro, o que atraiu foi o título e a capa, que está muito linda.
    A resenha está muito boa, gostei bastante. Fiquei ansiosa pela leitura, também faz tempo que não leio um drama, então com certeza irei querer comprá-lo.
    Beijooos

    ResponderExcluir
  7. Capa fofinha, mas não é um livro que eu leria.
    Abs

    ResponderExcluir
  8. Oi!
    Faz um tempo que li A linguagem das flores e esse foi um livro que me marcou por causa da carga emocional (eu não leio muitos dramas) e pela protagonista que chama a atenção com suas atitudes fora do comum. Gostei bastante da sua resenha, me fez lembrar de quando eu li...
    Bjs

    ResponderExcluir
  9. Confesso que essa capa não me chama a atenção, mas você é a segunda pessoa que eu vejo falando bem do livro.. acho que vou dar uma chance!

    Bjs

    ResponderExcluir
  10. Que mistério! Bela resenha e dica. http://narrandoemprimeirapessoa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Quer deixar uma dica ou sugestão? Comente e me deixe feliz.

Para que eu possa visitar seu blog deixe um comentário com o nome do blog e eu entrarei em seu perfil. Ou use a opção Nome/URL. Por favor não coloquem links nos comentários porque o blogger considera como spam.

Agradeço a visita!