Resenha: Ninguém como você - Lauren Strasnick

Editora: Editora iD
ISBN: 8516067467
Ano: 2010
Páginas: 235
Tradutor: AUREA AKEMI ARATA

Ninguém Como Você - A vida de Holly está muito complicada - Faz seis meses que sua mãe morreu, e seu pai ainda anda pela casa com um ar muito perdido. Ela acaba de perder a virgindade com Paul, um cara que é um gato, mas que tem uma namorada firme, que faz parte da turma mais popular da escola. Seu melhor amigo Nils deu de pular de galho em galho, correndo atrás de toda garota que passa em sua frente. Quando as coisas começam a ficar mais sérias, Holly terá de escolher - mudar de vida radicalmente, ou guardar um segredo que pesa cada vez mais em sua vida?

Classificação:



"Talvez as coisas estejam melhorando, pensei. Talvez agora eu pudesse esperar algo de bom no futuro." Página 49

Ninguém como você foi uma aquisição não planejada, pois vi que os livros da iD estavam por 10 reais na Amazon e precisei comprar (rs). Isso foi bom, por um lado, já que comprei na empolgação e não esperei muito da leitura. O livro é de rápida leitura, mas a história é superficial e não me agradou muito.

Holly perdeu sua mãe e agora vive com seu pai, aos dezesseis anos não sabe muito da vida e está bastante confusa com o rumo que ela está tomando. Seu melhor amigo, Nils, cada dia está com uma garota diferente e sem nem perceber Holly se envolve com Paul e perde sua virgindade. Logo no início desse relacionamento ela não se importou com o fato, mas aos poucos  os dois começam a se ver mais frequentemente, mas existe um pequeno problema: Paul tem namorada. 

A história permanece nesse rolo do início ao fim e o desfecho não foi muito interessante. O trabalho editorial foi ótimo, revisão e diagramação boas, assim como a capa, mas a história não se sustenta. Holly é bastante previsível e Paul não cumpriu seu papel na história, já Nils é engraçado e considero o meu personagem favorito. O livro é regular e pode ser ótimo para algumas pessoas, então acredito que não sou o público para o qual foi escrito. 

"Pensei em ficar em casa na segunda-feira, mas achei que no fim eu teria de voltar lá e encarar todos. Não tinha falado com o Nils desde o sábado à  noite  no Barraco. Não tinha retornado as ligações de Saskia nem do Paul. Assim, seria a minha entrada triunfante. Meu grande dia de reencontro." Página 199


4 comentários:

  1. Pela sinopse, até parece ser interessante, mas pela sua resenha, dá para perceber que o livro não deve ser tão bom assim. Talvez seja um livro voltado para um público mais jovem, adolescente e por isso não tenha te agradado.

    ResponderExcluir
  2. Rafa!
    Por vezes comprar na empolgação dá nisso, né? O livro não nos agrada...
    Me parece mais um livro dos mesmos comuns, sem nada a acrescentar, sem empolgação, sem romance profundo... também não sei se seria para mim a leitura...
    Domingo com muito descanso e amor no coração.
    Cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oie

    Não curti a sinopse do livro e depois do que você falou na resenha, desanimei totalmente. Nunca li nada da iD, e esse não será o primeiro...

    Abs!

    Blog Leitura Silenciosa

    ResponderExcluir
  4. Particularmente não gosto muito de livros assim, então provavelmente só leria por curiosidade sobre o desfecho da história ..

    ResponderExcluir

Quer deixar uma dica ou sugestão? Comente e me deixe feliz.

Para que eu possa visitar seu blog deixe um comentário com o nome do blog e eu entrarei em seu perfil. Ou use a opção Nome/URL. Por favor não coloquem links nos comentários porque o blogger considera como spam.

Agradeço a visita!